Uncategorized

Nova página do site noahidebr.com

B”H

 

No mês de aniversário do site noahidebr.com, uma nova página, Graças a D’us.

 

Confira:

 

https://noahidebr.com/palavras-do-rebe-a-toda-a-humanidade-a-todos-os-nao-judeus-do-mundo/

 

 

Anúncios
Padrão
Uncategorized

“Uma palavra” sobre o Rebe

B”H

 

“Uma palavra” sobre o Rebe

 

Por Rav Simon Jacobson

 

Mesmo sendo um líder judeu (o sétimo do movimento Chabad-Lubavitch), o Rebe (Rabi Menachem Mendel Schneerson, 1902-1994) ensinava – e personificava – uma mensagem nitidamente universal, exortando toda a humanidade a levar vidas produtivas e virtuosas, e conclamando a união entre todos os povos.

O Rebe enfatizava constantemente que todos os pensamentos virtuosos do mundo não produzem um único ato virtuoso, um único gesto de ajuda, um único dólar para a caridade. Uma fusão de pensamento e ação, pregava ele, é vital.

Por mais que os ensinamentos do Rebe contenham uma mensagem universal, deve-se lembrar que ele era primordialmente um líder judaico. Como tal, lançou um esforço sem precedentes para estimular cada judeu a abraçar e aprofundar sua conexão com o judaísmo; suas preleções se referiam especificamente aos meios pelos quais os judeus deveriam cumprir as mitsvót (“obrigações”) que a Torá – palavra que significa “instrução” – (a Torá) inclui não apenas [o Pentateuco, os cinco livros de Moisés, e por extensão todo o Tanách,] a Bíblia [judaica,] como também a compilação dos ensinamentos orais e escritos, sua interpretação e aplicação, transmitidos de mestre para discípulo numa corrente ininterrupta que começa com Moisés – lhes ordena. Mas todos os seus ensinamentos giravam essencialmente em torno de uma premissa: D’us criou o universo com a intenção de que a humanidade o civilizasse e o aperfeiçoasse. E D’us nos legou um plano com o qual realizar este propósito: a Torá – a mesma Torá que Moisés recebeu do Próprio D’us no Monte Sinai, a mesma Torá cujas verdades inabaláveis permeiam a própria formação da humanidade desde sua gênese. Como o Rebe constantemente nos lembrava, obedecer a Torá e suas mitsvót (leis) não é opcional ou arbitrário. Ainda que fiel à tradição e à lei judaicas, o Rebe expunha as verdades universais da Torá a todas as pessoas. O Rebe enfatizava especialmente o dever de manter-se fiel às Shéva Mitsvót Bnei Nôach, Sete Leis dos Filhos de Noé, o código universal de moralidade e ética que foi legado à toda a humanidade no Sinai.
Não importa o quão diferentes possamos ser como seres humanos, não importa o quanto possam diferir nossas formações e destinos individuais, a mensagem da Torá se dirige a todos nós, dizendo que cada um de nós foi criado à imagem de D’us, e que devemos viver de acordo com esta realidade, que devemos viver em harmonia uns com os outros e transformar este mundo, por intermédio da virtude, da caridade e da bondade, em uma casa de D’us. Cada pessoa e cada nação tem um papel peculiar – com suas mitsvót específicas – por intermédio do qual esta missão universal deve ser cumprida.

O Rebe enfatizava que, depois de todos esses anos refinando este universo material, havia chegado a época de tornar D’us uma realidade na vida das pessoas; ele admitia que as pessoas, em todos os lugares, agora estão receptivas a um mundo que será “cheio do conhecimento de Hashém (D’us), assim como as águas cobrem o mar” (Isaías 11:9).

 

Extraído da “Introdução” do livro “Rumo a uma vida significativa: a Sabedoria do Rebe Menachem Mendel Schneerson”, adaptação Rabino Simon Jacobson, Editora Maayanot.

 

Eu creio com plena fé nos Treze Princípios da Torá:

12. Creio com plena fé na vinda de Mashíach. Mesmo que demore, esperarei por sua vinda a cada dia. O Mashíach (o verdadeiro messias) será um indivíduo imerso no estudo da Torá e suas Mitsvót (Mandamentos), como David, seu ancestral. Ele irá seguir meticulosamente a Torá Escrita (Torá Shebichtav) e a Torá Oral (Torá Shebeal Pê). Ele irá conduzir os judeus de volta ao caminho do judaísmo e fortalecerá a observância da Torá e suas Mitsvót. Ele, e só ele, irá trazer toda a humanidade à observância das Mitsvót Bnei Nôach. Todas as nações retornarão à religião verdadeira. “Ki maleá haárets deá et Hashém camáyim laiám mechassim” – “A terra estará repleta do conhecimento de Hashém, assim como as águas cobrem o mar.” (Yeshayáhu/Isaías 11:9)

 

Veja os ensinamentos do Rebe para todos os não-judeus do mundo em

https://noahidebr.com/palavras-do-rebe-a-toda-a-humanidade-a-todos-os-nao-judeus-do-mundo/

https://noahidebr.com/2016/01/29/o-caminho-espiritual-do-nao-judeu/

https://noahidebr.com/2016/08/05/caminhar-na-presenca-de-dus/

https://noahidebr.com/2015/10/09/o-rebe-e-as-sete-leis-dos-noaitas/

 

E veja outras matérias relacionadas a estes ensinamentos em

https://noahidebr.com/2016/09/01/os-sete-mandamentos-dos-filhos-de-noach-noe/

https://noahidebr.com/2016/08/01/dois-artigos-o-rebe-os-judeus-e-os-noaitas-mais-de-5-000-visualizacoes/

https://noahidebr.com/2015/09/08/as-sete-mistvot-que-unem-a-humanidade/

 

 

© Noahidebr 2015-2018

https://noahidebr.com/copyright/

Padrão
Uncategorized

Guia ROSH HASHANÁ e YOM KIPUR 2017 Para BNEI NOACH

OBSERVAÇÃO:

Este Guia foi produzido para o ano de 2017. Se D’us quiser, haverá um Guia atualizado para 2018, e ainda, melhorado e ampliado. Estamos trabalhando nisto. Será publicado em breve.

 

Guia ROSH HASHANÁ e YOM KIPUR 2017 Para BNEI NOACH

_________________

 

As orações deste Guia devem ser recitadas apenas nos dois dias do Rósh Hashaná 2017 e no dia do Iom Kipúr 2017.

Para as orações do dia a dia, veja o Guia de Bênçãos e Orações Diárias Noaicas

 

https://noahidebr.com/2017/09/09/guia-de-bencaos-e-oracoes-diarias-para-os-bnei-noach/

_________________

Bendito seja Hashém.

 

Guia
Rósh Hashaná
e
Yom Kipúr
2017
para
noaítas (Bnei Nôach/Filhos de Noé)

 

Por noahidebr.com

(Tradução, produção, organização, edição e adaptação em Língua Portuguesa (Brasil) por noahidebr.com)

© Noahidebr 2015-2017
https://noahidebr.com/copyright/

 

Esta obra não deve ser comercializada.

O site noahidebr.com não comercializa esta obra. Em nosso site, disponibilizamo-la gratuitamente.

_________________

 

Guia RÓSH* HASHANÁ* e YOM KIPÚR 2017 Para BNEI NÔACH**

 

* Atenção: na transliteração dos termos hebraicos◆ o “sh” tem som de “CH”.

◆ Exemplos: “Hashém”, “Shemá”, “Shéva”, etc.

** Atenção: na transliteração dos termos hebraicos◆ o “ch” tem som de “RR”.

◆ Exemplos: “Barúch”, “Chavá”, “Tanách”, etc.

_________________

 

Textos por Noahidebr, Oklahoma B’nai Noah Society, Ask Noah International, e Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

© Noahidebr 2015-2017
© 1996-2007 Oklahoma B’nai Noah Society
© 2002-2017 Ask Noah International
© Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

https://noahidebr.com/copyright/

_________________

 

→ Conteúdo

● Obras utilizadas neste Guia;

● 1° e 2° dias do Rósh Hashaná 2017;

● Significado de Rósh Hashaná;

● Significado de Noaítas ou Bnei Nôach;

● Texto sobre Rósh Hashaná;

● Roupa para o Rósh Hashaná;

● Acendimento de Velas/Oração;

● Saudação;

● Tehilím/Salmos 23;

● Os Alimentos Simbólicos da Celebração do Rósh Hashaná e As Sete Leis de Hashém para os filhos de Nôach;

● Lavagem das mãos;

● Refeição festiva para o Rósh Hashaná;

● Bênção para após as refeições;

● Tehilím/Salmos 1;

● Leitura bíblica para Rósh Hashaná 2017;

● Meditação antes da Oração/Oração: “Realiza meus pedidos para o bem”;

● Oração: “Aceitação Verbal da Unidade e Majestade de Deus”;

● Oração: “Unetanê Tôkef” – “Proclamemos a poderosa [santidade deste dia]”;

● Oração: “Vechól Maaminim” – “E todos acreditam”;

● Tehilím/Salmos 81;

● Oração: “ATÁ Zochêr Maassê Olám” – “TU recordas os feitos [realizados] no mundo”;

● Oração: “Yaalé Veiavó Veiaguía” – “Que ascenda, venha e alcance”;

● Tehilím/Salmos 100;

● Oração: “Barúch Sheamár” – “Bendito é AQUELE que falou”;

● Tehilím/Salmos 93;

● Tehilím/Salmos 145;

● Tehilím/Salmos 24;

● Tehilím/Salmos 67;

● Tehilím/Salmos 94;

● Oração: “Nishmát Col Chái” – “Que a alma de todo ser vivo”;

● Oração: “Alênu” – “É nosso dever”;

● Oração: “Ên k’Elohênu” – “Não há [ninguém] como o nosso Deus” (e, “Cavê él Hashém” – “Confia em Hashém”);

● “A Oração Devota” ou “A Oração de Devoção dos Noaítas” (Amidá Noaica);

● Oração pela Paz;

● Oração pelos Pais;

● Oração pelos Filhos;

● Tehilím/Salmos 91;

● Tehilím/Salmos 121;

● Oração: “Shemá” (“Ouve [Israel]”) – dos noaítas;

● Rósh Hashaná dos Próximos Anos;

● Outras Bênçãos
(Imediatamente após acordar, antes de levantar-se / Depois de vestir-se e estando pronto para iniciar seu dia / Bênção curta para após as refeições (mesmo um lanche) / Antes de comer pão / Antes de comer arroz, … / Antes de alimentos como … / Antes de qualquer tipo de bebida exceto … / Antes de beber vinho ou suco de uva / Antes de comer de todas as frutas que crescem em árvores / Antes de comer de todas as frutas que crescem da terra (vegetais, raízes, e algumas frutas como banana, abacaxi, morango, etc.) / Para todas as vezes em que fazemos nossas necessidades básicas, fisiologicamente vitais / Ao escutar boas notícias, relativas a si próprio ou aos outros / Ao escutar más notícias, Deus nos livre / Antes de dormir);

● Prece por uma pessoa enferma;

Guia Yom Kipúr 2017 para noaítas
(→ Noaítas não devem jejuar em Yom Kipúr;
→ Data;
→ Acendimento de Velas/Oração;
→ Tehilím/Salmos 1;
→ Leitura bíblica para Yom Kipúr 2017;
→ Meditação antes da Oração/Oração: “Realiza meus pedidos para o bem”;
→ Tehilím/Salmos 92;
→ Oração: “Aceitação Verbal da Unidade e Majestade de Deus”;
→ Tehilím/Salmos 93;
→ Tehilím/Salmos 24;
→ Tehilím/Salmos 23;
→ Tehilím/Salmos 91;
→ Tehilím/Salmos 121;
→ Oração: “Barúch Sheamár” – “Bendito é AQUELE que falou”;
→ Oração: “Nishmát Col Chái” – “Que a alma de todo ser vivo”;
→ Tehilím/Salmos 67;
→ Tehilím/Salmos 94;
→ Tehilím/Salmos 81;
→ Oração: “Unetanê Tôkef” – “Proclamemos a poderosa [santidade deste dia]”;
→ Oração: “Vechól Maaminim” – “E todos acreditam”;
→ Oração: “Yaalé Veiavó Veiaguía” – “Que ascenda, venha e alcance”;
→ Tehilím/Salmos 100;
→ Oração: “Ên k’Elohênu” – “Não há [ninguém] como o nosso Deus” (e, “Cavê él Hashém” – “Confia em Hashém”);
→ Oração: “Alênu” – “É nosso dever”;
→ Tehilím/Salmos 145;
→ Tehilím/Salmos 150;
→ “A Oração Devota” ou “A Oração de Devoção dos Noaítas” (Amidá Noaica);
→ Oração pela Paz;
→ Oração pelos Pais;
→ Oração pelos Filhos;
→ Oração: “Shemá” (“Ouve [Israel]”) – dos noaítas;
→ Oração (para ser recitada entre o final da tarde e o começo da noite do Yom Kipúr 2017);
→ Outras Bênçãos;
→ Prece por uma pessoa enferma).

 

© Noahidebr 2015-2017
https://noahidebr.com/copyright/
_________________

 

→ Obras utilizadas neste Guia:

 

Livros de rezas:

• Sidúr Tehilat Hashem para Dias de Semana, Shabát e Yom Tov, Editora Beith Lubavitch;

• Machzór Completo para Rosh Hashaná e Yom Kipúr, Editora Beith Lubavitch;

• Service From The Heart – Renewing the Ancient Path of Biblical Prayer and Service, Oklahoma B’nai Noah Society;

• Oraciones, Bendiciones, Principios de Fe, y Servicio Divino para Noajidas, por Rabino Moshe Weiner y Rabino J. I. Schochet, Ask Noah International.

 

Bíblias:

• Bíblia Hebraica, por David Gorodovits e Jairo Fridlin, Editora e Livraria Sêfer;

• O Livro dos Salmos Ôhel Yossêf Yitschák, Editora Beith Lubavitch;

• O Livro dos Salmos / Rei David ben Yishái*, Editora Maayanot.

* David ben Yishái (David filho de Jessé)

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

“O homem, todo e qualquer homem, é possuidor de uma alma à imagem e semelhança de Deus.” – Rav Moshe Grylak

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

O Primeiro Dia do Rósh Hashaná de 2017 (1º de Tishrei de 5778) começa às 18h02 da quarta de 20 de Setembro e acaba às 18h02 da quinta de 21 de Setembro, horário este que também inicia – 02 de Tishrei de 5778 – o Segundo Dia do Rósh Hashaná de 2017 que acaba às 18h03 da sexta de 22 de Setembro.

Então:

1° Dia do Rósh Hashaná 2017:
dàs 18h02 (de 20/9) às 18h02 (de 21/9);

2° Dia do Rósh Hashaná 2017:
dàs 18h02 (de 21/9) às 18h03 (de 22/9).

 

Rósh Hashaná (literalmente, a “cabeça do ano”) é um feriado mundialmente conhecido como o Ano Novo JUDAICO, mas isso é somente porque são os judeus – e agora os noaítas (Bnei Nôach*) – que celebram esta data. A Comemoração de Rósh Hashaná não é de nenhum evento judaico, mas de um evento UNIVERSAL, a saber, a Data da Criação da Humanidade, sim, a Data em que HaVaYaH (D’us) criou Adám e Chavá (Adão e Eva), o primeiro homem e a primeira mulher.

 

* Noaítas (em hebraico: Bnei Nôach=Filhos de Noé), os não-judeus que devotam HaVaYaH (também denominado Hashém), O D’us de Israel, mas sem se converterem ao judaísmo.
A “religião” ou “prática religiosa” noaica consiste em vivenciar – Shéva Mitsvót Hashém le’Bnei Nôach – Sete (Categorias de) Leis/Mandamentos de Hashém (D’us) para os Descendentes (Filhos) de Noé – a Fé Original, o Caminho Espiritual estabelecido pelo Próprio Deus para ser seguido por toda a humanidade em todas as épocas e lugares.

Os noaítas creem apenas no Tanách▲ (bíblia judaica) como Palavra de Deus.

 

(Informações sobre os cristãos hebraístas, que celebram um suposto “rósh hashaná”, em

https://jewsforjudaism.org/knowledge/articles/is-the-christian-movement-called-qmessianic-judaismq-a-form-of-judaism/

(em inglês).)

 

▲ Acróstico de Torá (os Cinco Livros de Moshé), Neviím (Profetas) e Ketuvím (Escritos).

 

Este Rósh Hashaná celebra o ano de 5778 da Criação de Adám e Chavá.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

Rósh Hashaná é o início de um novo ano. É a oportunidade de cada pessoa de começar sua vida de novo. Certamente, a cada dia – ou mesmo, a qualquer momento em nossa vida – podemos optar por tomar diferentes caminhos na vida – melhorar o que é preciso – mas Rósh Hashaná é o momento mais auspicioso do ano para fazê-lo. Trata-se de um novo começo. Um novo ano representa novas possibilidades.

Muitos de nós se acostumam com o mundo e com a vida do jeito que está. Muitos são pessimistas sobre o futuro do mundo, especialmente à vista dos recentes eventos. Muitos indivíduos e mesmo nações se veem presa de círculos viciosos, e às vezes parece não haver saída.

Rósh Hashaná nos ensina que o futuro pode ser radicalmente diferente do presente. Por meio da oração, do arrependimento – corrigindo nossos erros e fazendo um empenho para melhorar – da tzedacá (caridade) e da guemilút chassadím, prática de boas ações – atos de santidade e bondade – cada um de nós pode mudar o curso de sua vida. Cada um de nós pode ser elevado da tristeza à alegria, do fracasso ao sucesso, da carência à riqueza – material e espiritualmente. O conceito de destino é estranho ao Judaísmo: em qualquer momento de nossa vida, mas especialmente em Rósh Hashaná, podemos mudar nosso destino.

No entanto, os problemas tratados em Rósh Hashaná não são uma avaliação de atos positivos e negativos, mas sim, a postura da pessoa diante do REI do Universo. O tema de Rósh Hashaná é a proclamação de D’us como REI do Universo porque cada ano, em Rósh Hashaná, D’us toma a decisão: criar o mundo de novo, como O fez quando criou o Universo? Ou ELE decidirá que seria melhor que tudo voltasse a ser como era antes que o Universo fosse criado? Rósh Hashaná é, portanto, não apenas o dia em que nasce um novo ano, mas o dia em que nasce um novo mundo.

Rósh Hashaná é o dia em que o mundo é criado, a cada ano. Em outras palavras, Rósh Hashaná não é o início do ano porque se segue ao último dia do ano anterior, mas porque o ano se inicia como um novo fenômeno, completamente à parte do ano que recém termina. Isto significa que em Rósh Hashaná, o mundo é criado de novo. Em Rósh Hashaná, o homem deve considerar não os atos que cometeu no ano findo, mas seus princípios, seus valores, e como ele vê a vida e o mundo. Como em Rósh Hashaná um novo mundo é criado, este é o dia mais auspicioso para a pessoa começar de novo seu relacionamento com D’us. No entanto, uma renovação verdadeira, um novo capítulo na vida da pessoa, só pode nascer de uma reavaliação dos valores e dos padrões morais dessa pessoa. Rósh Hashaná, portanto, não é um dia para se decidir sobre as pequenas mudanças que queremos fazer no futuro ou lamentar sobre os pequenos erros passados. Pelo contrário, em Rósh Hashaná, é necessário reconstruir o relacionamento entre D’us e o mundo. No dia em que o mundo, e, por conseguinte, a vida de todos nós, é criada de novo, cada um de nós deve proclamar a Majestade Divina. O fato óbvio de que não há rei sem súditos tem um corolário crucial: se os súditos não reconhecem seu rei, este se torna irrelevante como seu soberano. D’us criou o mundo para o propósito do Atributo de Majestade, e isso significa que se não reconhecermos e afirmarmos esse fato, ELE não terá nenhum motivo para criar o mundo de novo.

Esta indagação, este exame de consciência pessoal, é mais bem conduzido quando a pessoa confronta a si mesma com o atributo da Majestade Divina. Em Rósh Hashaná, muitas pessoas se perguntam: “O que este ano reserva para mim?” Mas o que deveriam se perguntar, é: “Quão bom sou para a totalidade da existência?” Em outras palavras, ao invés de se preocupar tanto com o que lhe toca, e com o que o REI fará para ele, a pessoa deveria se perguntar o que o REI espera dele e como ele pode melhor contribuir para o reinado DELE.

Em Rósh Hashaná, coroamos D’us como nosso REI, porque sem um rei não pode haver um reino. Nesse dia, recebemos a oportunidade de elevar-nos acima do mundo como ele é, em outras palavras, recebemos a oportunidade de sermos parceiros de D’us na recriação de SEU reino.”

– Instituto Morashá de Cultura

 

© 1993–2017 – Instituto Morashá de Cultura.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

ATENÇÃO
Nenhuma das atividades descritas aqui são necessárias ou obrigatórias aos noaítas (Bnei Nôach). Os noaítas que desejarem realizá-las (uma, algumas ou todas) devem fazê-lo voluntariamente, conscientes de que HaVaYaH (D’us) não lhes ordenou realizá-las. Além disso, os noaítas não devem impor quaisquer proibições a si mesmos.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

A celebração e as orações foram aprovadas pelo Rav Yoel Schwartz (Israel) e pelo Rav Yechiel Sitzman (Israel).

_________________

 

→ O Rav Yoel Schwartz recomenda que a roupa dos noaítas incorpore alguma lembrança do Pacto do arco-íris. Qualquer que seja, use-a com espírito de reverência e humildade.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Acendimento de Velas

(São acesas velas em reconhecimento do Rósh Hashaná estar separado dos dias comuns.

Enquanto os judeus acendem as velas antes do anoitecer, os noaítas fazem-no depois em reconhecimento de que há uma distinção divinamente estabelecida entre Israel e as outras nações.

Tradicionalmente, as velas são acesas, e a oração a seguir é recitada, pela mulher da casa. Na sua ausência, as velas podem ser acesas, e a oração pode ser recitada, por qualquer membro da família.)

 

→ Oração

Bendito e louvado és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que proporciona Mitsvót (Mandamentos) à humanidade para guiá-la e elevá-la.

Abençoa-nos com a iluminação espiritual nesta noite de festividade, Hashém, nosso Deus, o Criador da luz, que sustenta o universo com SUA palavra e que nos possibilitou chegar a esta ocasião.

Que seja a TUA vontade, Hashém, Deus de Israel e de toda a humanidade, mostrar TEU favor a todos os TEUS servos e em particular a mim (nome), a meu marido (nome), ao(s) meu(s) filho(s) (nome(s)), à(s) minha(s) filha(s) (nome(s)), ao meu pai (nome), à minha mãe (nome), e a todos os meus parentes; e concede-nos uma vida longa e boa em serviço a TI; recorda-nos com bênção e boa memória; tem-nos presentes para salvação e misericórdia; outorga-nos grandes bênçãos; e que TU completes nosso lar e faças com que TUA Divina Presença repouse dentro de nós.

Concede-me o privilégio de criar filhos e netos que sejam sábios e compreensivos, que TE amem e TE temam, DEUS, que possam crescer para serem pessoas honestas, unidas a TI, Hashém, nosso Deus e Redentor, que possam iluminar o mundo com obras boas e justas, e que cada um de seus esforços seja em serviço a TI, nosso Deus, Criador do céu e da terra. Ouve, por favor, nossas súplicas neste tempo e que o TEU semblante brilhe sobre nós.

(Fim da Oração.)

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Na primeira noite de Rósh Hashaná, desejamos uns aos outros

 

“Leshaná Tová Ticatêv Vetechatêm”

“Que você seja inscrito(a) e selado(a) para um bom ano.”

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 23

Um salmo de David. Hashém é meu pastor e por isto nada me pode faltar. ELE me faz repousar em campos verdejantes, conduz-me a águas tranquilas. ELE restaura minha alma; guia-me por veredas da justiça por amor de SEU NOME. Ainda que eu siga pelo vale das sombras da morte, nada temerei, pois TU estarás comigo; TEU cajado e TEU bordão me darão apoio e conforto. Me preparas uma mesa de delícias na presença de meus inimigos. Unges com óleo minha cabeça, meu cálice transborda. Certamente a bondade e misericórdia me acompanharão por todos os dias de minha existência. E, por todo o sempre, habitarei na Casa de Hashém.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Os Alimentos Simbólicos da Celebração do Rósh Hashaná e As Sete Leis de Hashém para os filhos de Nôach

(A seguinte é uma adaptação do serviço de comida do Rósh Hashaná no Machzór Artscroll. Estas bênçãos particulares foram concebidas para dar atenção especial às Sete Mitsvót (Mandamentos Divinos) dos Bnei Nôach e por isso elas têm mais significado para a comunidade noaica. Os alimentos escolhidos para a associação com estas bênçãos são doces devido às bênçãos serem criadas em um estilo positivo. Eles foram designados assim porque a oração no serviço de Hashém é doce.

Depois de cada bênção (e do seu respectivo “amên” por parte dos participantes que não estejam recitando-as) o alimento associado logo é passado a cada pessoa para que cada um tenha o seu pedaço ou porção para comer. Outra opção seria passá-los de antemão para que cada pessoa tenha o seu no momento da leitura da bênção. Claro que você também pode escolher dizer apenas as bênçãos sem usar o alimento de modo algum.)

 

● Bênção do vinho ou suco de uva

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da vinha.

(Beber o vinho ou suco de uva.)

 

● Manga ou Mamão

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
A Proibição da Idolatria
(Dirigindo nossa Espiritualidade ao Criador)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que toda a humanidade abandone a idolatria.

 

● Figos

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
A Proibição do Roubo (Responsabilidade e Respeito pelos Bens Pessoais)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que sejam eliminados os desejos de todos os nossos inimigos.

 

● Beterrabas

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
A Obrigação de Estabelecer Leis e Tribunais
(A Fundação de uma Sociedade Pacífica e Justa)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que a justiça prevaleça no mundo.

 

● Tâmaras

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
A Proibição da Blasfêmia
(Respeitando O Criador)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que as palavras de nossas bocas sempre sejam favoráveis a TI.

 

● Ameixas

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
A Proibição de Assassinato e Lesão (Guardando a Santidade da Vida Humana)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que o decreto ruim de nossa sentença seja rasgado em pedaços, e que TUA proteção reine sobre nós.

 

● Peixe

▪Mitsvá (Mandamento Divino):
As Relações Sexuais Proibidas
(Definindo os Limites da Intimidade)

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que nossos desejos sempre estejam a serviço de TI.

 

● Mitsvá (Mandamento Divino):
A Proibição de Comer Carne que foi Removida de um Animal Vivo (e, A Proibição de Crueldade com os Animais)
(A Responsabilidade do Domínio Humano Sobre o Reino Animal)

 

(Nenhum alimento está associado com esta bênção.)

 

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, recordar nossas bondades, ignorar nossas iniquidades, e conceder-nos o perdão.

 

● Romã: Méritos da sociedade

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, que nossos méritos cresçam em número como as sementes da romã.

 

● Benção do pão

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que faz sair o pão da terra.

 

(Passar o pão e deixar que cada pessoa parta um pedaço do tamanho de uma mordida, o imerja no mel e o coma.)

 

● Benção da maçã

(Passar as fatias de maçã e deixar que cada pessoa imerja a sua fatia no mel, e recitar a seguinte bênção.)

 

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da árvore.

 

(Comer um pedaço da fatia da maçã e recitar a seguinte bênção.)

 

Que seja TUA vontade, Hashém nosso Deus, renovar para nós um ano bom e doce.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Lavagem das mãos

É necessário lavar as mãos antes e depois das refeições por questão de higiene, contudo, o Rav Yoel Schwartz tem dito que não é necessário que o noaíta recite uma benção antes de lavar as mãos, mas, caso o noaíta queira voluntariamente recitar uma benção:

 

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, por causa da lavagem das mãos.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Os noaítas podem fazer uma refeição festiva em honra ao Rósh Hashaná.

 

→ Bênção após a refeição

(Bênção para após as refeições de todos os dias)

 

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que alimenta o mundo inteiro com a SUA bondade, com graça, benevolência e com misericórdia; ELE dá alimento a toda carne, pois a SUA benevolência dura para sempre. Pela SUA grande bondade, que está sempre conosco, nunca nos falta e que não nos falte alimento para todo o sempre, por SEU grande NOME. Pois ELE é um Deus bondoso que nutre e sustenta a todos e faz bem a todos e providencia alimento para todas as SUAS criaturas as quais criou. Como está dito: “TU abres a mão e satisfazes toda coisa viva com favor.” Bendito és TU, Hashém, que provê alimento a todos.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 1

Bem-aventurado o homem que não segue os conselhos dos ímpios, não trilha o caminho dos pecadores e nem participa da reunião dos insolentes; mas, ao contrário, se volta para a Torá (, A Palavra) de Hashém e, dia e noite, A estuda. Ele será como a árvore plantada junto ao ribeiro que produz seu fruto na estação apropriada e cujas folhagens nunca secam; assim também florescerá tudo que fizer. Quanto aos ímpios, são como o feno que o vento espalha. Nem eles prevalecerão em julgamentos, nem os pecadores na assembléia dos justos; pois Hashém favorece o caminho dos justos, enquanto o dos ímpios os conduz à sua ruína.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Leitura bíblica para Rósh Hashaná 2017

(Leia a Bíblia no seu contexto original. Adquira a Bíblia Hebraica em português

 

https://www.saraiva.com.br/biblia-hebraica-1561487.html?pac_id=123134&gclid=EAIaIQobChMIqKaetejg1QIVCweRCh2I2ARrEAQYBCABEgKMg_D_BwE )

 

● Primeiro dia:

Bereshít/Gênesis 21:1-34
Bamidbár/Números 29:1-6
Shemuel I/1 Samuel 1:1 – 2:10
Tehilím/Salmos Capítulos 1-9

● Segundo dia:

Bereshít/Gênesis 22:1-24
Bamidbár/Números 29:1-6
Yirmiyáhu/Jeremias 31:1-19
Tehilím/Salmos Capítulos 10-17

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Meditação antes da Oração

“O que é o ser humano para que dele TE lembres? E o filho do homem, para que o consideres? Entretanto, pouco menos que os anjos o fizeste e de glória e esplendor o coroaste.”*

* Tehilím/Samos 8:5, 6

“Ó alma minha, … Hashém … é QUEM perdoa todas as tuas transgressões e cura todas as tuas doenças, QUEM resgata do túmulo tua vida e te coroa (envolve) com bondade e misericórdia, e que alimenta com o bem teu crescimento, para que se renove tua juventude como a plumagem da águia. Hashém pratica a justiça e restabelece o direito dos oprimidos. A Moshé revelou SEUS caminhos, e aos Filhos de Israel SEUS feitos. Misericordioso e clemente é Hashém; lento em irar-SE, transbordante de beneficência. Não contenderá nem manterá acesa SUA cólera para sempre. Não nos dispensou tratamento na dimensão de nossos pecados, nem nos retribuiu conforme nossa iniquidade. Pois assim como imensa é a altura do céu acima da terra, assim também é SUA benignidade para com os que O temem. Tão distante quanto o Oriente do Ocidente, ELE distanciou de nós as transgressões que outrora praticamos. Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim é SUA compaixão para com os que O temem. Pois ELE conhece nossa natureza e tem presente que do pó fomos feitos. O homem, como a relva são os dias de sua vida; como a flor do campo ele floresce. Mal sopra um vento e ela se esvai, e nem mais se saberá em que lugar ela existiu. Mas por toda a eternidade é a benevolência de Hashém para com os que O temem, e SUA justiça para com todas as gerações, aos que guardam SUA aliança e lembram, para cumpri-los, os SEUS mandamentos. Nos céus estabeleceu SEU trono Hashém, (no entanto) SEU reino a tudo alcança. Bendizei a Hashém, ó vós que sois SEUS anjos, valorosas criaturas que ouvem e cumprem SUA palavra. Bendizei a Hashém, ó vós que sois SUAS hostes, SEUS servos, cumpridores de SUA vontade. Bendiz a Hashém, ó toda SUA criação, em todos os lugares de SEU infinito domínio.”*

* Tehilím/Salmos 103

“E David bendisse Hashém, e David disse: “São TEUS, Hashém, a eternidade e a majestade, e tudo o que existe nos céus e na terra; Hashém, TEU é o reinado, e TU és exaltado acima de tudo. A riqueza e a honra procedem de TI, e TU governas sobre tudo. E agora, nosso Deus, rendemos-TE graças e louvores ao TEU glorioso NOME.” [Divrêi haYamím I/1 Crônicas 29:10-13] Somente TU és Hashém; TU fizeste os céus, os céus dos céus, e todas suas hostes, a terra e tudo o que há nela; os mares e tudo o que há neles; TU dás vida a todos eles. Essa é a obrigação de todos os seres criados, Hashém, nosso Deus, dar graças, louvar, enaltecer, glorificar, exaltar, elogiar, abençoar, magnificar e aclamar a TI. Do mundo mais elevado ao mais baixo, TU és o Deus Todopoderoso. Bendito és TU, Hashém, Deus Todopoderoso, Criador de todas as almas, Mestre de todas as criaturas; TU és o único Rei, a Vida de (todos) os mundos. Que todas SUAS criaturas glorifiquem e abençoem ao Deus Todopoderoso; que rendam louvor, honra, grandeza e glória ao Deus Todopoderoso, o Rei, Criador de tudo. (ELE) cria seres sagrados – anjos servidores. Todos eles são amados, todos são puros, todos são sagrados, e todos realizam a vontade de seu Criador, com temor e reverência◆. E todos eles abrem suas bocas em santidade e pureza, e abençoam e adoram, glorificam e reverenciam, santificam e atribuem soberania ao NOME de Deus Todopoderoso; eles cantam louvores ao Rei, o Deus vivo e eterno, que em SUA bondade renova a cada dia, continuamente, a obra da criação.”*

 

◆ O Sidúr Sucat David Edição Mekor Haim explica que: “Não há nem inveja nem ressentimento entre eles.” E que: “Nada pode impedi-los de cumprir a vontade Divina.”

* Sidúr/Machzór

 

“Rendei a Hashém a glória devida ao SEU NOME; prostrai-vos ante Hashém que é pleno de esplendor e santidade.”*

* Tehilím/Salmos 29:2

“Ó Hashém, nosso Deus! Quão majestoso é o TEU NOME em toda a terra!”*

* Tehilím/Salmos 8:10

“Quão preciosa é a TUA benignidade, ó Deus; à sombra das TUAS asas se refugiam os homens. Pois de TI provém a fonte da vida e de TUA luz recebemos luz.”*

*Tehilím/Salmos 36:8, 10

“Ó Hashém, meu Deus, em TI eu busco refúgio … . Hashém julgará as nações … . Faz chegar ao fim o mal dos ímpios, e dá firmeza ao justo, TU que perscrutas as emoções e pensamentos de cada um, ó Deus justo.”*

* Tehilím/Salmos 7:2, 9, 10

“Erguei a Hashém uma nova canção. Que toda a terra LHE entoe uma melodia. Cantai a Hashém, bendizei SEU NOME, proclamai a cada dia a salvação que DELE provém. Que ante todas as nações exaltemos SUA glória e entre todos os povos, SEUS feitos maravilhosos, porque grande é Hashém e digno dos mais altos louvores. ELE é reverenciado acima de todos os poderosos, pois todos os deuses dos povos nada são, enquanto Hashém é o Criador dos céus. Honra e majestade estão à SUA frente; glória e beleza resplandecem de SEU Santuário. Rendei a Hashém, ó família dos povos, rendei a Hashém tributo de glória e majestade. Rendei a devida honra a SEU NOME; vinde a SEUS pátios portando oferendas. Prostrai-vos ante Hashém em SUA sagrada Morada; tremam diante DELE todos os habitantes da terra. Anunciai entre as nações: “Hashém reina”; ELE firmou o mundo de forma a que não possa ser abalado. Com equidade ELE julgará os povos. Alegrem-se os céus e regozije-se a terra, brame o mar em toda sua plenitude; exultem os campos com tudo que neles há, e cantem em júbilo todas as árvores da floresta diante de Hashém, pois eis que ELE vem para julgar a terra. ELE julgará o mundo com SUA justiça, e os povos com a SUA verdade.”*

* Tehilím/Salmos 96

“E Deus disse: Este (arco-íris) é o sinal da aliança que EU faço entre MIM e vós, e entre toda alma viva que esteja convosco, para perpétuas gerações.”*

* Bereshít/Gênesis 9:12

“Feliz é aquele que reverencia Hashém e trilha SEUS caminhos. O trabalho de suas mãos proverá seu sustento, feliz será e tudo lhe correrá bem. Em seu lar, sua esposa será como uma fecunda videira e seus filhos como ramos da oliveira em volta de sua mesa. Assim será abençoado o homem que reverencia Hashém. E lhe dirão: Que de Tsión te abençoe Hashém e que possas contemplar a prosperidade de Yerushaláyim (Jerusalém) por todos os dias de tua vida. Que alcances a felicidade dos filhos de teus filhos e a paz sobre Israel.”*

* Tehilím/Samos 128

 

→ Oração

(Extraída do Sidúr)

 

Soberano do mundo, realiza meus pedidos para o bem, satisfaz meu desejo, e concede minha solicitação, recorda-me favoravelmente diante de TI e tem-me presente para salvação e misericórdia. Recorda-me para uma vida longa, para uma vida boa e pacífica, bom sustento e meios de subsistência, alimento para comer e roupas para vestir, riqueza, honra e longevidade (na qual esteja ocupado) com TUA (Palavra, A) Torá e com Tuas Mitsvót (Leis), e inteligência e entendimento para perceber e compreender as profundezas de TEUS mistérios. Concede cura total a todas as nossas dores, e abençoa toda a obra de nossas mãos. Promulga sobre nós decretos favoráveis, salvações e consolos; anula todos os decretos severos e malignos contra nós; e direciona o coração do governo, seus conselheiros e ministros, favoravelmente em relação a nós. Assim seja a TUA vontade.

Que seja a TUA vontade prolongar nossa vida em bem-estar. Que eu seja contado entre os justos, para que TU tenhas piedade de mim e me protejas, assim como tudo o que me pertence e a TEU povo Israel; és TU QUEM alimenta e sustenta a todos. És TU QUEM governa tudo; és TU QUEM governa reis, e é TUA A Soberania. Eu sou o servo do Santo, bendito seja, diante de QUEM e diante de cuja gloriosa Torá (Ensinamentos) eu me prostro a todo o momento. Eu não deposito minha confiança no ser humano, nem tampouco me apóio em um ser criado (anjo, espírito), mas somente em Deus que está no mais elevado céu dos céus (isto é, que se encontra além – muito acima – até mesmo das criaturas celestiais mais elevadas), Hashém, que é O Verdadeiro Deus, cuja Torá é A Verdade e cujos profetas são Profetas da Verdade, e que realiza numerosos atos de bondade e verdade. NELE eu deposito minha confiança, e a SEU Santo e Glorioso NOME pronuncio louvores. Que seja a TUA vontade cumprir os desejos do meu coração e dos corações de todo TEU povo Israel para o bem, para a vida e para a paz. Que ELE ajude, proteja e salve a todos que confiam NELE.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Aceitação Verbal da Unidade e Majestade de Deus

(Oração composta pelo Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet)

 

Deus Todopoderoso, aceitamos o que está escrito em TUA (Palavra, A) Torá: “E saberás hoje, e considerarás no teu coração, que Hashém – ELE é O Deus, em cima nos céus e embaixo na terra; não há nenhum outro.”* Aceitamos os preceitos de: “Amarás a Hashém, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda as tuas posses”◆; e “a Teu Deus, temerás, a ELE servirás e (somente) pelo SEU NOME jurarás”■; e “teme a Deus e guarda SEUS mandamentos, pois nisto consiste todo o dever do homem.”▲

 

* Devarím/Deuteronômio 4:39
◆ Devarím/Deuteronômio 6:5
■ Devarím/Deuteronômio 6:13
▲ Kohélet/Eclesiastes 12:13

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Unetanê Tôkef

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Unetanê Tôkef” – “Proclamemos a poderosa [santidade deste dia]”.)

 

Neste dia TEU Reinado é enaltecido, TEU trono está estabelecido com benevolência, e TU estás sentado sobre ele em verdade. É verdade que TU és o Juiz, AQUELE que apresenta as provas, o Conhecedor e a Testemunha, que registra e sela, que conta e avalia, e TU recordas todas as coisas que foram esquecidas. TU abres o Livro da Lembrança e ele se lê sozinho; a assinatura de cada pessoa está nele. O grande Shofár é soado, e os anjos exclamam: “O Dia do Julgamento está aqui!” Todos os seres criados passarão diante de TI [um a um,] como um rebanho de ovelhas. Como um pastor examina o seu rebanho, assim TU fazes passar [diante de TI] cada alma viva, e TU contas, avalias e as tem presentes, e TU estabeleces a porção específica para as necessidades de todas as TUAS criaturas, e inscreves o veredito de seu julgamento:

Quantos partirão e quantos nascerão; quem viverá e quem morrerá; quem viverá o tempo que lhe foi atribuído e quem partirá antes de seu tempo; quem (perecerá) pela água e quem pelo fogo; quem pela espada e quem por um animal selvagem; quem pela fome e quem pela sede; quem pelo terremoto e quem pela epidemia; quem asfixiado e quem apedrejado; quem permanecerá em seu país e quem não; quem terá tranquilidade e quem será perturbado; quem desfrutará de bem-estar e quem sofrerá tribulações; quem será pobre e quem será rico; quem será rebaixado e quem será enaltecido.

Mas o Arrependimento, a Oração e a Caridade afastam a severidade do decreto.

Pois assim como TEU NOME (é grande), assim também é TEU louvor (grande) até os confins da terra. TU és lento para encolerizar-TE e fácil de aplacar, pois TU não desejas a morte de quem merece a morte, mas que retorne de seu caminho e viva. E (mesmo) até o dia de sua morte TU o esperas; se ele apenas se arrepender, TU o acolherás de imediato. Realmente, TU és seu Criador e TU conheces sua má inclinação, pois eles são apenas carne e sangue. A origem do homem é pó e seu fim é o pó. Ele ganha seu pão ao risco de sua vida. Ele é comparado a uma louça quebrada, à grama seca, a uma flor murcha, a uma sombra que passa, a uma nuvem que se desvanece, ao vento que sopra, ao pó que se dissipa e a um sonho efêmero.

Mas TU és o Rei, o Deus vivo e eterno.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Vechól Maaminim

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Vechól Maaminim” – “E todos acreditam”.)

 

E todos acreditam que ELE é o Deus fiel. ELE sonda e indaga os segredos ocultos.
E todos acreditam que ELE sonda os pensamentos do homem. ELE redime da morte e salva da sepultura.
E todos acreditam que ELE é o poderoso Redentor. ELE sozinho julga todos os seres criados.
E todos acreditam que ELE é o verdadeiro Juiz. ELE é chamado “Serei O Que Serei” [Shemót/Êxodo 3:14].
E todos acreditam que ELE foi, ELE é e ELE será. Certo é SEU NOME, assim é SEU louvor.
E todos acreditam que ELE é, e não há ninguém além DELE. ELE lembra com memória favorável todos aqueles que O recordam.
E todos acreditam que ELE lembra o Pacto. ELE destina vida a todos os seres vivos.
E todos acreditam que ELE vive e é eterno. ELE é bom e faz o bem aos perversos e aos bons.
E todos acreditam que ELE é bom para todos. ELE conhece a inclinação de todas as criaturas.
E todos acreditam que ELE os formou no útero. ELE é Todopoderoso e contém a todos.
E todos acreditam que ELE é Todopoderoso. ELE, o Onipotente, mora no mistério, na sombra.
E todos acreditam que ELE é Um só. ELE entroniza (os reis), e o reinado é SEU.
E todos acreditam que ELE é o Rei do mundo. ELE dirige toda geração com misericórdia.
E todos acreditam que ELE preserva a bondade. ELE é paciente e negligencia (as ações dos) rebeldes.
E todos acreditam que ELE perdoa para sempre. ELE é o Supremo, e SEU olho se dirige para aqueles que O temem.
E todos acreditam que ELE responde à prece sussurrada. ELE abre o portão para aqueles que batem em arrependimento.
E todos acreditam que SUA mão está aberta. ELE espera pelo malfeitor, e deseja que ele seja desculpado.
E todos acreditam que ELE é justo e íntegro. Sua ira é breve e ELE é tolerante.
E todos acreditam que ELE é difícil de irritar. Ele é misericordioso e faz a misericórdia preceder a ira.
E todos acreditam que ELE é fácil de aplacar. ELE é imutável, e trata pequenos e grandes por igual.
E todos acreditam que ELE é Juiz reto. ELE é perfeito e age com perfeição para com aqueles que são sinceros.
E todos acreditam que SUA obra é perfeita.

TU somente serás exaltado e reinarás sobre tudo em Unicidade, como está escrito por TEU profeta [Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um.”

E assim, Hashém nosso Deus, impõe medo a TI sobre tudo que TU fizeste, e temor a TI sobre tudo que TU criaste; e (então) todas as obras TE reverenciarão, todos os seres criados se prostrarão diante de TI, e todos eles formarão uma única união para cumprir TUA vontade com um coração perfeito. Pois sabemos, Hashém nosso Deus, que o domínio é TEU, a força está em TUA mão (esquerda), o poder em TUA destra, e TEU NOME é reverenciado sobre tudo que TU criaste.

E então, os justos verão e se alegrarão, os retos se regozijarão, e os piedosos exultarão com cânticos; a injustiça fechará sua boca e toda a iniquidade desaparecerá em fumaça, quando TU removeres da terra o mal.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 81

Ao mestre do canto, sobre (o instrumento musical) “Guitít”, de Assáf. Erguei canções de júbilo a Deus, que é a nossa fortaleza; fazei soar alegres vozes ao Deus de Yaacóv (Jacob). Entoai um salmo e fazei ressoar o pandeiro, a agradável harpa e o saltério. Soprai o Shofár na lua nova (de Rósh Hashaná), no tempo fixado como dia da nossa festividade. Pois este é um estatuto para Israel, um dia de julgamento para o Deus de Yaacóv. ELE o estabeleceu para Yossêf (José) como testemunho, quando este saiu para governar na terra do Egito (isto é, Yossêf foi libertado da prisão em Rósh Hashaná e tornou-se vice-rei do Egito nesse mesmo dia), onde entendeu uma língua que não conhecia. Deus disse: “Livrei seu ombro (de Israel) da carga, e do caldeirão da servidão retirei suas mãos (isto é, a escravidão dos Filhos de Israel no Egito terminou em Rósh Hashaná). Na angústia clamaste e EU te livrei; com voz de trovão te respondi e provei-te junto às águas de Merivá. Ouve, povo MEU, EU te advertirei, ó Israel, se ME escutares! Não haverá deuses estranhos em teu meio nem adoração a ídolos. EU sou Hashém, teu Deus, que te fez subir da terra do Egito; abre bem a tua boca (exponha todos os teus desejos) e EU os concederei. Mas o MEU povo não ouviu a MINHA voz, e Israel não ME quis (escutar). Assim, deixei-os seguir segundo a obstinação dos seus corações, para que atendessem seus próprios conselhos. Ah, se ME escutasse o MEU povo, se Israel trilhasse MEUS caminhos! Num instante EU abateria os seus inimigos, e contra os seus adversários alçaria MINHA mão.” Aos inimigos de Israel que odeiam Hashém mas não o declaram abertamente seu castigo será eterno, enquanto a Israel ELE nutrirá com o melhor dos alimentos, e com o mel que emana da rocha o saciará.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ ATÁ Zochêr Maassê Olám

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “ATÁ Zochêr Maassê Olám” – “TU recordas os feitos [realizados] no mundo”.)

 

TU recordas os feitos (realizados) no mundo e rememoras tudo que foi criado nos dias de outrora. Diante de TI se revelam todas as coisas ocultas e segredos desde o início da criação; pois não há esquecimento diante do Trono de TUA Glória, e nada se oculta a TUA vista. TU recordas todas as ações (das criaturas), e nenhuma criatura está oculta a TI. Tudo está revelado e conhecido diante de TI, Hashém nosso Deus, que observa e olha até o fim das gerações. Pois TU trazes o momento estipulado para recordação de modo que cada alma e ser seja recordado, para que sejam rememoradas as numerosas ações e incontáveis criaturas sem limite. TU fizeste saber desde o ínicio (da criação), e desde antes dos tempos TU o revelaste. “Pois este é um estatuto para Israel, um dia de julgamento para o Deus de Yaacóv.” [Tehilím/Salmos 81] Com relação aos países, (neste dia) se pronuncia (o julgamento): qual para a guerra e qual para a paz, qual para a fome e qual para a abundância; e nele as criaturas são consideradas, para recordá-las para a vida ou para a morte. Quem não é recordado neste dia? Pois a recordação de todo ser criado vem diante de TI – a obra do homem e sua tarefa, as ações e os movimentos do mortal, os pensamentos de uma pessoa e seus ardis, e os motivos que impulsionam os atos do homem. Feliz é o homem que não TE esquece, o filho do homem que adere a TI. Pois aqueles que TE buscam nunca tropeçarão, todos os que depositam sua confiança em TI não serão envergonhados eternamente. Pois a recordação de todas as (TUAS) obras vem diante de TI, e TU examinas os atos de todas elas. TU também recordaste a Nôach com amor, e o tiveste presente com uma promessa de salvação e misericórdia, quando trouxeste as águas do Mabúl (Dilúvio) para destruir toda carne por causa da perversidade de seus atos. Por isso, sua recordação veio diante de TI, Hashém nosso Deus, para fazer a sua semente tão numerosa como o pó da terra, e a seus descendentes como a areia do mar; como está escrito em TUA Torá [em Bereshít/Gênesis 8:1]: “Deus SE recordou de Nôach e de todo animal selvagem e de todo animal que havia com ele na arca, e Deus fez um vento passar sobre a terra e aquietaram-se as águas.”

Hoje é o dia de nascimento do mundo; neste dia ELE chama todos os seres criados dos mundos para que se postem em julgamento. (Somos considerados) como filhos ou como servos? Se somos como filhos, tem piedade de nós como um pai tem piedade de seus filhos; se como servos, nossos olhos estão postos em TI até que TU mostres TUA graça a nós e emitas nosso julgamento como a luz, ó Temido e Santo.

E está dito [em Tehilím/Salmos 150]: “Louvem ao Todopoderoso (no lugar da) SUA Santidade, louvem-NO no firmamento, onde se manifesta SEU poder. Louvem-NO por SEUS atos poderosos, louvem-NO de acordo com SUA extraordinária grandeza. Louvem-NO ao som do Shofár; louvem-NO com a harpa e a lira. Louvem-NO com melodias e ritmo; louvem-NO com instrumentos de corda e flauta. Louvem-NO com o clangor de címbalos; louvem-NO com altissonantes trombetas. Que todos os seres vivos louvem a Hashém!”

E que todos os seres vivos TE agradeçam para sempre e louvem TEU grande NOME eternamente, pois TU és bom. Deus, TU és nossa salvação e ajuda perpétua, ó Deus benevolente. Bendito és TU, Hashém, “[Deus] Benéfico” é TEU NOME e a TI é adequado agradecer.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Yaalé Veiavó Veiaguía

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Yaalé Veiavó Veiaguía” – “Que ascenda, venha e alcance”.)

 

Nosso Deus, que ascenda, venha e alcance, seja vista, aceita, e ouvida, trazida à memória e lembrada diante de TI a nossa lembrança e recordação, a lembrança de Mashíach, o filho (descendente) de David, TEU servo, a lembrança de Yerushaláyim (Jerusalém), TUA cidade sagrada, e a lembrança de todo TEU povo, a Casa de Israel, para salvação, bem-estar, graça, bondade, misericórdia, boa vida e paz, neste Dia de Recordação, neste dia de convocação santa. Lembra-nos neste (dia), Hashém nosso Deus, para o bem; tem-nos presente neste (dia) para bênção; ajuda-nos neste (dia) para a boa vida. Com a promessa de salvação e compaixão, compadece-TE e sê benigno conosco; tem piedade de nós e salva-nos; pois nossos olhos estão dirigidos a TI, pois TU, Deus, és um Rei gracioso e misericordioso.

Nosso Deus, reina sobre o mundo inteiro em TUA glória, sê exaltado sobre toda a terra em TEU esplendor, e revela-TE na majestade de TEU glorioso poder sobre todos os habitantes de TEU mundo terrestre. Que tudo o que foi feito saiba que TU o fizeste; tudo o que foi criado compreenda que TU o criaste; e declare todo aquele que possua alento (de vida) em suas narinas que Hashém, Deus de Israel, é REI, e SEU reinado tem domínio sobre tudo. Purifica nosso coração para servir-TE com sinceridade, pois TU és o verdadeiro Deus, e TUA palavra, nosso Rei, é verdadeira e perdura para sempre.

TU tens TE mostrado para que se saiba que Hashém é O Deus; não há mais nada fora ELE. TEU Reinado é um reinado sobre todos os mundos, e o TEU domínio está através de todas as gerações. Hashém é Rei, Hashém foi Rei, Hashém será Rei para todo o sempre. Hashém dará força a nós Bnei Nôach e ao SEU povo Israel; Hashém abençoará os Bnei Nôach e o SEU povo Israel com a paz.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 100

Um salmo de agradecimento. Habitantes de toda a terra, aclamai com regozijo a Hashém. Sirvam a Hashém com alegria e apresentai-vos com cânticos alegres diante DELE. Lembrai que Hashém é Deus; ELE nos fez e somente a ELE pertencemos. Somos SEU povo, o rebanho de QUEM é pastor. Com agradecimento atravessai SEUS portões (do Bêt Hamicdásh – Templo Sagrado) e erguei louvores em SEUS pátios; rendei-LHE graças e bendizei SEU NOME. Porque pleno de bondade é Hashém; SUA misericórdia é eterna e SUA fidelidade e dedicação se estendem por todas as gerações.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Barúch Sheamár

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Barúch Sheamár” – “Bendito é AQUELE que falou”.)

 

Bendito é AQUELE que falou e o mundo surgiu; bendito é ELE; bendito é AQUELE que diz e faz; bendito é AQUELE que decreta e cumpre; bendito é AQUELE que cria (mantém) o universo; bendito é AQUELE que SE compadece da terra; bendito é AQUELE que SE compadece das criaturas; bendito é AQUELE que recompensa com abundância àqueles que O temem; bendito é AQUELE que vive para sempre e existe eternamente; bendito é AQUELE que redime e salva. Bendito seja O SEU NOME. Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, Deus benevolente, PAI misericordioso, que é louvado pela boca de SEU povo Israel, exaltado e glorificado pela língua de SEUS devotos e SEUS servos e pelos Salmos de David, TEU servo. Nós TE enalteceremos, Hashém, nosso Deus, com louvores e cânticos; TE exaltaremos, louvaremos e glorificaremos, TE proclamaremos Rei, e mencionaremos TEU NOME, nosso Rei, nosso Deus. TU és O ÚNICO – A VIDA de todos os mundos, ó Rei; louvado e glorificado é SEU grande NOME para todo sempre. Bendito és TU, Hashém, Rei enaltecido com louvores.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 93

Hashém é Rei; ELE vestiu-SE de majestade; sim, Hashém vestiu-SE, cingiu-SE de força e majestade. Firme e inabalado está o mundo por ELE criado. Desde a mais remota antiguidade, firme é o trono de Hashém. Elevam os rios a voz de suas águas fragorosas. Acima, porém, do bramido das águas mais volumosas, acima do quebrado das vagas do mar, está Hashém, que é poderoso nas alturas! Fidelíssimos são os TEUS testemunhos; santidade embelezará TUA Casa, ó Hashém, agora e para todo o sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 145

Salmo de David. Exaltar-TE-ei, meu Deus e meu Rei, e bendirei sempre TEU NOME. Sim, louvar-TE-ei a cada dia, e TEU NOME hei de eternamente abençoar. Grande é Hashém e digno de todos os louvores, pois incomensurável é SUA grandeza. Cada geração transmitirá à seguinte o louvor de TUAS obras, e narrará a grandeza de TEUS poderosos feitos. Meus pensamentos se voltarão para o esplendor de TUA Majestade, e sobre as maravilhas de TUAS realizações, falarei sempre. Sobre TEU poder temível e sobre a abundância de TUA generosidade não deixarei de me pronunciar, e sobre TUA permanente retidão cantarei exultante. Piedoso e pleno de bondade é Hashém, tardio em irar-SE, e sempre pronto a ser generoso. ELE é bom para com todos e o manifesta através de todos os SEUS feitos. Hão de agradecer-TE todos os frutos de TUA criação, e abençoar-TE todos os que TE são devotados. Sobre TEU reinado de glória falarão e sobre TEU poder narrarão, para dar a conhecer a todos os seres humanos TEUS atos poderosos e o glorioso esplendor de TEU reino. TEU Reinado (é um Reinado sobre todos os mundos e) se mantém por toda a eternidade e sobre todas as gerações manifesta seu domínio. Hashém reergue todos os caídos, e dá apoio a todos os abatidos. Os olhos de todos se voltam para TI com esperança, e o alimento de que precisam lhes proporciona no tempo apropriado. Abres TUAS mãos e satisfazes os anseios de todos os seres. Justos são todos os caminhos de Hashém e repletos de magnanimidade todos os SEUS atos. Hashém está sempre próximo dos que O invocam, dos que por ELE clamam com sinceridade. Atenderá o desejo dos que O temem; seu clamor há de escutar e lhes trará a salvação. Hashém protege aos que O amam, mas certamente destruirá os malévolos. Que proclame minha boca o louvor de Hashém, e bendiga toda criatura SEU Santo NOME por todo o sempre!

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 24

Salmo de David. A Hashém pertence a terra e tudo que nela existe, o mundo e os que nele habitam. Pois ELE fundou-a sobre os mares e sobre os rios a consolidou. Quem subirá ao monte de Hashém? E quem estará no SEU Santo Lugar? Aquele cujas mãos são limpas e cujo coração é puro, que não jurou em MEU NOME em vão e não prometeu falsamente, de Hashém receberá bênçãos, uma justa recompensa do Deus de sua salvação. Tal é a geração dos que a ELE se voltam, dos que buscam a TUA face, ó Deus de Yaacóv. Erguei, ó portas, os vossos batentes; ampliai-vos, ó portais antigos, e entrará o Rei da Glória. Quem é o Rei da Glória? Hashém, forte e poderoso, Hashém, poderoso na batalha. Erguei, ó portas, os vossos batentes; sim, ampliai-vos, ó portais antigos, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? Hashém das hostes, ELE é o Rei da Glória.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 67

Ao mestre do canto, sobre instrumentos de cordas, um salmo, um cântico. Que Hashém nos conceda SUA graça e nos abençoe, e que faça sobre nós resplandecer SEU semblante, para que na terra seja conhecido SEU caminho, e entre todas as nações, SUA salvação. (Então) todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão, ó Deus; todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão. Todas as nações se alegrarão e cantarão louvores, porque com equidade as julgarás, e pelo caminho reto as conduzirás (para sempre. E, portanto,) todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão, ó Deus; todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão. Então a terra produzirá em abundância seus frutos; e Hashém, nosso Deus, nos abençoará. Sim, Deus nos abençoará e será reverenciado e temido até os confins da terra.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 94

Hashém é um Deus de retribuição; ó Deus de retribuição, revela-TE! Ergue-TE, ó Juiz da terra, e retribui aos soberbos como merecem. Até quando, Hashém, até quando exultarão os perversos? E (até quando) se expressarão, falarão arrogantemente e se vangloriarão os malfeitores? Eles esmagam TEU povo, Hashém, e afligem TUA herança. Assassinam a viúva, o estrangeiro e o órfão. Eles murmuram: “Hashém nada verá nem o saberá o Deus de Yaacóv.” Tentai compreender, ignorantes dentre o povo, e vós, insensatos, quando havereis de perceber? QUEM inplantou os ouvidos certamente escutará. QUEM criou os olhos certamente enxergará. Não haverá de punir QUEM educou as nações, e trouxe aos homens o saber? Hashém conhece os pensamentos do homem, que são fúteis. Feliz o homem que, repreendido por Hashém, DELE recebe o ensinamento pela SUA Torá, pois então dá-lhe tranquilidade na época da adversidade, enquanto para o perverso prepara uma cova. Hashém não rejeitará SEU povo nem desamparará a SUA herança. Justiça será feita aos íntegros e será obedecida por todos os retos de coração. Quem se levantará a meu favor contra os perversos? Quem estará por mim contra os malfeitores? Se Hashém não tivesse me ajudado, minha alma teria cedo habitado no silêncio (da sepultura). Quando eu disse “meu pé vacilou”, TUA bondade, ó Hashém, me susteve. Quando dúvidas se multiplicavam em meu coração, TEU conforto alegrava minha alma. Pode o trono (o tribunal) da perversidade estar CONTIGO associado? Ou (estar CONTIGO associado) aquele que, sob a aparência da lei, perpetra maldades? Estes se reúnem para tramar contra a vida do justo e condenar o sangue inocente. Mas Hashém é meu baluarte, meu Deus, a Rocha do meu refúgio. ELE faz voltar sobre os malfeitores sua própria violência, e com sua própria maldade os exterminará. Sim, Hashém, nosso Deus, os exterminará.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Nishmát Col Chái

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Nishmát Col Chái” – “Que a alma de todo ser vivo”.)

 

Que a alma de todo ser vivo abençoe TEU NOME, Hashém, nosso Deus, e o espírito de toda criatura glorifique e exalte a TUA lembrança, Rei nosso, permanentemente. Desde o mundo mais elevado até o mais baixo, TU és o Deus Todopoderoso; e fora de TI não temos Rei, Redentor e Salvador que liberta, resgata, sustenta, responde e SE apieda em todo momento de aflição e tribulação; não temos outro Rei, além de TI. (TU és) o Deus das primeiras e das últimas (gerações), Deus de todas as coisas criadas, Senhor de todos os acontecimentos, que é exaltado com múltiplos louvores, que dirige SEU mundo com bondade, e as SUAS criaturas com compaixão. Na verdade, Hashém não cochila nem dorme. É ELE QUEM anima os que dormem, QUEM desperta os que cochilam, QUEM faz o mudo falar, QUEM liberta os presos, QUEM sustenta os que caem, e QUEM endireita os encurvados. Somente a TI damos graças. Ainda que a nossa boca estivesse tão cheia de cântico como o mar (está cheio de água), a nossa língua de melodia como o bramido das suas ondas, e nossos lábios de louvor como a expansão do firmamento; e nossos olhos resplandecessem como o sol e a lua, nossas mãos estivessem estendidas como (as asas das) águias do céu, e nossos pés fossem ligeiros como o cervo – ainda assim não seria o suficiente para TE agradecer, Hashém, nosso Deus, e para bendizer TEU NOME. Os membros que TU dispuseste dentro de nós, o espírito e alma que TU insuflaste em nossas narinas, e a língua que TU puseste em nossa boca – todos eles hão de agradecer, abençoar, louvar e glorificar, exaltar e adorar, santificar e proclamar a soberania de TEU NOME, nosso Rei. Porque toda boca TE agradecerá, toda língua há de jurar com TEU NOME, todo olho TE observará, todo joelho se ajoelhará diante de TI, todos aqueles que estão erguidos haverão de prostar-se diante de TI, todos os corações haverão de temer a TI, e cada uma das partes mais internas cantarão ao TEU NOME, como está escrito [em Tehilím/Salmos 35:10]: “Declare todo meu ser: Hashém, quem é como TU? Que salva o pobre do mais forte, ao pobre e ao destituído do que ia roubar-lhe!” Quem pode assemelhar-se a TI, quem pode igualar-se a TI, quem pode comparar-se a TI, o grande, poderoso e temido Deus, Deus enaltecido, Criador do céu e da terra! TE louvaremos, exaltaremos e glorificaremos, e abençoaremos TEU Santo NOME, como está dito [em Tehilím/Salmos 103:1: “Um Salmo] por David: abençoe a Hashém, minha alma, e todo meu ser – a SEU Santo NOME.” Não há ninguém comparável a TI, e ninguém além de TI; não há nada sem TI, e quem é como TU? Não há ninguém que se compare a TI, Hashém, nosso Deus – neste mundo; e ninguém fora de TI, nosso Rei – na vida do Mundo Vindouro; não há nada sem TI, nosso Redentor – nos dias de Mashíach; e não há ninguém como TU, nosso Salvador – na era da ressurreição dos mortos.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Alênu

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Alênu” – “É nosso dever”.)

 

É nosso dever louvar ao Senhor de tudo, atribuir grandeza ao Criador de toda existência; que não nos tem feito como as outras pessoas das nações, nem nos tem causado ser iguais às outras famílias da terra; que não tem determinado nossa porção como a deles, nem nosso quinhão como aquele das suas multidões, pois eles se prostram à futilidade e à nulidade. Mas nós nos curvamos, nos ajoelhamos e oferecemos louvores diante do Supremo Rei dos Reis, o Santo, bendito seja, que expande os céus e estabelece a terra, cujo assento de glória está nos céus acima e cuja majestosa moradia encontra-se nas alturas sublimes. ELE é nosso Deus; não há nenhum outro. Em verdade, ELE é nosso Rei, nada há além DELE, como está escrito em SUA Torá [em Devarím/Deuteronômio 4:39]: “Saiba, pois, este dia e leve ao teu coração, que Hashém é Deus; nos céus acima e sobre a terra abaixo, não há nenhum outro.”

TU tens TE mostrado para que se saiba que Hashém é O Deus; não há mais nada além DELE. Ouve, Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só. Pois os céus e o céu dos céus pertencem a Hashém, seu Deus, a terra e tudo que ela contém. Pois Hashém seu Deus é o Deus dos seres superiores e o Senhor das hostes celestiais, o grande, o poderoso e o reverencialmente temido Deus, que não favorece nem aceita suborno. Quando proclamo o NOME de Hashém, atribuam grandeza ao nosso Deus. Que o NOME de Hashém seja abençoado desde agora para toda a eternidade.

E portanto nós aspiramos a TI, Hashém, nosso Deus, ver em breve o esplendor do TEU poder, para banir idolatria da terra – e os deuses falsos serão totalmente destruídos; para aperfeiçoar o mundo sob a soberania do Todopoderoso. Toda a humanidade invocará o TEU NOME, dirigindo a TI todos os ímpios da terra. Então todos os habitantes do mundo reconhecerão e saberão que diante de TI deve ajoelhar-se todo joelho, e toda língua deve jurar (por TEU NOME). Perante TI, Hashém, nosso Deus, eles curvar-se-ão e prostrar-se-ão e darão honra à glória do TEU NOME; e todos assumirão sobre si o jugo do TEU reinado. Que em breve TU reines sobre eles, para todo o sempre, pois a realeza é TUA e por toda a eternidade TU reinarás gloriosamente, conforme está escrito na TUA Torá [em Shemót/Êxodo 15:18]: “Hashém reinará para sempre.”

E está dito [em Bamidbár/Números 23:21]: “ELE não olha a iniquidade em Yaacóv nem vê a perversidade em Israel: Hashém seu Deus está com ele e o amor do REI está nele.” E está dito [em Devarím/Deuteronômio 33:5]: “E Hashém foi REI em Yeshurun (Israel), quando os chefes do povo se reuniram, as tribos de Israel foram unidas.” E em TUAS sagradas Escrituras está escrito assim [em Tehilím/Salmos 22:29]: “Pois a soberania é só de Hashém, e ELE governa sobre todas as nações.” E está dito [em Tehilím/Salmos 93:1]: “Hashém é Rei; ELE vestiu-SE de majestade; sim, Hashém vestiu-SE, cingiu-SE de força e majestade; também estabeleceu o mundo firmemente para que este não vacile.” E está dito [em Tehilím/Salmos 24:7-10]: “Ergam, portões, seus batentes, e sejam erguidas, eternas portas, para que o glorioso Rei possa entrar. Quem é o glorioso Rei? Hashém, forte e poderoso; Hashém, poderoso na batalha. Ergam, portões, seus batentes; ergam-nas, eternas portas, para que o glorioso Rei possa entrar. Quem é o glorioso Rei? Hashém das hostes, ELE é o glorioso Rei por toda a eternidade.”

E por TEUS servos, os Profetas, está escrito o seguinte [em Yeshayáhu/Isaías 44:6]: “Assim disse Hashém, o Rei de Israel e seu Redentor, Hashém das hostes: EU sou o primeiro e EU sou o último, e além de MIM não há Deus.” E está dito [em Ovadiá/Obadias 1:21]: “Salvadores subirão ao Monte Tsión para julgar o monte de Essáv, e de Hashém será o reinado.” E está dito [em Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um.” E em TUA Torá está escrito assim [em Devarím/Deuteronômio 6:4]: “Ouve Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só.”

Nosso Deus, reina sobre o mundo inteiro em TUA glória, sê exaltado sobre toda a terra em TEU esplendor, e revela-TE na majestade de TEU glorioso poder sobre todos os habitantes de TEU mundo terrestre. Que tudo o que foi feito saiba que TU o fizeste; tudo o que foi criado compreenda que TU o criaste; e declare todo aquele que possua alento (de vida) em suas narinas que Hashém, Deus de Israel, é REI, e SEU reinado tem domínio sobre tudo. Purifica nosso coração para servir-TE com sinceridade, pois TU és o verdadeiro Deus, e TUA palavra, nosso Rei, é verdadeira e perdura para sempre.

Decerto, os justos exaltarão TEU NOME; os corretos residirão na TUA presença.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Ên k’Elohênu

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Ên k’Elohênu” – “Não há [ninguém] como o nosso Deus” (e, “Cavê él Hashém” – “Confia em Hashém”.))

 

Confia em Hashém, sê forte e encoraja teu coração, e confia em Hashém. Ninguém é santo como Hashém, pois não há ninguém além de TI; nem há ninguém tão poderoso como nosso Deus. Pois quem é Deus, a não ser Hashém, e quem é poderoso além do nosso Deus?

Não há [ninguém] como o nosso Deus; não há [ninguém] como o nosso Senhor; não há [ninguém] como o nosso Rei; não há [ninguém] como o nosso Salvador. Quem é como o nosso Deus? Quem é como o nosso Senhor? Quem é como o nosso Rei? Quem é como o nosso Salvador? (Reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Deus; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Senhor; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Rei; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Salvador. Bendito é o nosso Deus; bendito é o nosso Senhor; bendito é o nosso Rei; bendito é o nosso Salvador. TU és o nosso Deus; TU és o nosso Senhor; TU és o nosso Rei; TU és o nosso Salvador; TU nos salvarás. TU TE levantarás e terás piedade de Tsión, pois é hora de ser misericordioso com ela; chegou a hora estabelecida.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ A Oração Devota ou A Oração de Devoção dos Noaítas

(Nome alternativo: “Amidá” Noaica)

 

(Contendo a base do modelo fornecido pelo Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet)

 

“Hashém, abre meus lábios e minha boca dirá o TEU louvor.”*

* Tehilím/Salmos 51:17

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Criador dos céus e da terra, que outorga generosas bondades. “Agradeçam a Hashém, pois ELE é bom, pois SUA bondade é eterna. Que o Povo de Israel declare que SUA bondade é eterna. Que aqueles que temem Hashém declarem que SUA bondade é eterna.”* E ELE, sendo misericordioso, perdoa a iniquidade, e não destrói; frequentemente ELE afasta SUA ira e não desperta toda SUA cólera. Que TU, Hashém, não retires TUAS misericórdias de mim. Que TUA bondade e verdade continuamente me guardem. Hashém é bom para todos, e SUAS misericórdias estão em todos os SEUS feitos. Hashém é justo em todos os SEUS caminhos e benevolente em todas as SUAS ações.

* Tehilím/Salmos 118:1-4

Concede-nos, graciosamente, de TI, sabedoria, compreensão e conhecimento. Nosso PAI, misericordioso PAI, que é compassivo, tem piedade de nós, e põe em nosso coração entendimento para compreender e discernir, para perceber, para aprender e ensinar, para cuidar, para praticar e cumprir todos os ensinamentos de TUA (Palavra, A) Torá com amor. Tua Torá é A Verdade.

Nosso Deus, não somos tão atrevidos para declarar diante de TI, Hashém nosso Deus, que somos retos e não pecamos. Realmente, nós pecamos. Nós pecamos, nossa ROCHA; perdoa-nos, nosso Criador. Perdoa nossas iniquidades e nossos pecados. TU reconheces os pecados deliberados ou inadvertidos, a (transgressão) voluntária ou por compulsão, abertamente ou em segredo – diante de TI são reveladas e conhecidas. TU conheces todas as coisas ocultas e reveladas. TU conheces os segredos ocultos de todo ser vivo. TU exploras todos os (nossos) pensamentos mais íntimos e sondas (nossa) mente e coração; nada se oculta de TI, nada se esconde de TUA vista. Perdoa-nos, nosso PAI, pois pecamos; desculpa-nos, nosso Rei, pois transgredimos. Hashém meu Deus, o que pequei diante de TI, apaga em TUAS abundantes misericórdias, mas não através de sofrimento ou doença grave.

“Abençoa a Hashém (pois) ELE é QUEM perdoa todas as tuas transgressões e QUEM cura todas as tuas doenças” [Tehilím/Salmos 103:1-3]. “EU, Hashém, faço morrer e faço viver; EU firo e EU saro” [Devarím/Deuteronômio 32:39]. ‘Cura-nos, Hashém, e seremos curados, salva-nos e seremos salvos; pois TU és nosso louvor e nossa glória.’* Concede cura e remédio total a todas as nossas doenças, todas as nossas dores e todas as nossas feridas, pois TU, REI Todopoderoso, és AQUELE que cura, fidedigno e misericordioso.

* Alusão à Yirmiyáhu/Jeremias 17:14

Nosso Deus, nosso PAI, nosso PASTOR, nutre-nos, sustenta-nos, alimenta-nos e provê-nos com abundância. Hashém, nosso Deus, por favor não nos faças depender das dádivas dos mortais ou dos seus empréstimos, e sim somente de TUA mão. Que o Misericordioso providencie nosso sustento com honra.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, Deus benevolente, nosso PAI, nosso REI, nossa FORÇA, nosso Criador, nosso Redentor, nosso Fazedor, nosso SAGRADO, nosso PASTOR, o REI que é bondoso e faz o bem a todos, dia a dia. ELE nos fez o bem, ELE nos faz o bem, ELE nos fará o bem; ELE nos concedeu, nos concede e nos concederá sempre graça, bondade, misericórdia, alívio, salvação e êxito, bênção, redenção, consolo, subsistência e sustento, compaixão, vida, paz e todo bem; e que ELE nunca nos faça carecer de nenhum bem.

TU és Hashém Deus no céu e na terra, e no mais elevado céu dos céus. Na verdade, TU és o primeiro e TU és o último, e além de TI não há Deus. Que toda a humanidade reconheça e saiba que somente TU és Deus sobre todos os reinos da terra. TU fizeste os céus, a terra, o mar e tudo o que há neles. Quem, dentre todas as obras de TUAS mãos, celestiais ou terrestres, pode TE dizer “O que TU estás fazendo? O que TU estás realizando?” Realiza, Hashém, nosso Deus, breve em nossos dias, o que TU asseguraste através de TEUS Profetas, como foi dito [em Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um”; e como foi dito [em Tsefaniá/Sofonias 3:9]: “Farei então com que os povos voltem a conhecer uma língua pura, com a qual todos possam invocar (do mesmo modo) o NOME de Hashém, para servi-LO com seus sentimentos unidos”; e como foi dito [“por Yeshayáhu ben Amóts (Isaías filho de Amóts)” – em Yeshayáhu/Isaías 2:1-3, 17, 18 – “a respeito de Yehudá (Judá) e Yerushaláyim (Jerusalém): E ocorrerá nos dias derradeiros (acharít hayamím), que (ao) Monte da Casa de Hashém…afluirão todas as nações…e dirão: ‘Vinde e ascenderemos à montanha de Hashém, à Casa do Deus de Yaacóv! ELE nos ensinará SEUS caminhos e por eles seguiremos, pois de Tsión virá o ensinamento da Torá e de Yerushaláyim (Jerusalém) a Palavra de Hashém!’ Neste dia somente Hashém será exaltado. Os deuses falsos serão totalmente destruídos”; e como foi dito [em Yeshayáhu/Isaías 11:9]: “Não causarão dano e nada destruirão em Meu santo Monte, porque a terra estará repleta do conhecimento de Hashém, como as águas cobrem o mar.”

Ouve nossa voz, Hashém, nosso Deus; misericordioso PAI, tem compaixão de nós e aceita nossas preces com misericórdia e favor, pois TU és Deus que ouve as preces e as súplicas; nosso Rei, TU escutas a prece de todos. Bendito és TU, Hashém, que ouve a prece.

“Ó OUVINTE de prece, a TI toda carne virá (para rezar).”*

* Tehilím/Salmos 65:3

Reconhecemos com gratidão que TU és Hashém, nosso Deus, Deus de toda carne, nosso Criador e Criador de toda existência. Nós oferecemos bênçãos e graças ao TEU grande e santo NOME, pois TU nos deste vida e nos sustentaste; que TU continues a conceder-nos vida e a nos sustentar. Nós TE agradecemos, Hashém, nosso Deus, pela vida, graça e bondade que nos concedeste graciosamente e pelo alimento com o qual nos nutre e sustenta todo dia, a todo momento e a toda hora. Bendito é Deus, que é digno de agradecimentos.

“A TI, Hashém, virão as nações desde as extremidades da terra e dirão: ‘Nossos pais herdaram somente mentiras e coisas vãs em que não há proveito.’ ” [Yirmiyáhu/Jeremias 16:19] “Assim disse Hashém das hostes: Naqueles dias, dez homens de diferentes línguas e de todas as nações segurarão a orla das vestes do judeu, dizendo: ‘Iremos contigo, porque sabemos que Deus está contigo!’ ” [Zechariá/Zacarias 8:20-23]

TU és Criador de tudo, A VIDA de todos os mundos, Deus de todas as coisas criadas, Senhor de todos os acontecimentos. Essa é a obrigação de todos os seres criados (celestiais e terrestres), Hashém, nosso Deus, dar graças, louvar, enaltecer, glorificar, exaltar, elogiar, abençoar, magnificar e aclamar a TI. Somente a TI damos graças.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pela Paz

(Extraída do Sidúr)

 

Concede a paz, bondade e bênção, vida, graça, benevolência e misericórdia, sobre nós e sobre todo TEU povo Israel. Abençoa-nos, nosso PAI, a todos nós como um, com a luz do TEU semblante. Pois com a luz do TEU semblante nos deste, Hashém, nosso Deus, a Torá e as Sete Leis, vida, amor, bondade, retidão, misericórdia, bênção e paz. E que todos os seres vivos TE agradeçam para sempre e louvem TEU grande NOME eternamente, pois TU és bom. Deus, TU és nossa salvação e ajuda perpétua, ó Deus benevolente. Bendito és TU, Hashém, “[Deus] Benéfico” é TEU NOME e a TI é adequado agradecer. E no Livro da vida, bênção, paz, prosperidade, salvação, consolo e decretos favoráveis, sejamos recordados e inscritos nós, Bnei Nôach, e todo TEU povo, a Casa de Israel, perante TI, para uma vida feliz e para a paz. “Hashém orientará as causas entre as nações e estabelecerá SUAS decisões entre os muitos povos. Converterão então suas espadas em arados e suas lanças em foices. E cada nação não levantará contra outra sua espada, e não mais aprenderão a guerra.”* Bendito és TU, Hashém, que abençoa a humanidade com a paz.

* Yeshayáhu/Isaías 2:4

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pelos Pais

 

Que O DEUS que abençoou a Nôach, abençoe a meu pai (nome) e a minha mãe (nome). Que o Rei do universo conceda a eles uma vida longa, paz, amplo sustento, ajuda celestial, saúde corporal, riqueza e honra com amor pela TUA (Palavra, A) Torá e as Sete Mitsvót (Leis Divinas). Que seja a TUA vontade cumprir os desejos dos seus corações, porque eles são os pilares do nosso lar.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pelos Filhos

 

(Normalmente o pai coloca uma mão, a direita, sobre a cabeça de seu(s) filho(s) enquanto recita o seguinte.)

 

Que Hashém te abençoe e te guarde. Que Hashém faça resplandecer SEU semblante sobre ti e seja gracioso contigo. Que Hashém volte SEU semblante para ti e te conceda paz. Que o/a (nome do/a filho/a) ande com Hashém entre os justos das nações agora e para sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 91

Quem quer que habite na Morada do Altíssimo estará sempre sob SUA proteção. Sobre Hashém declarei: ELE é meu refúgio e minha fortaleza, meu Deus, em QUEM deposito toda a minha confiança. ELE te livrará do laço do caçador traiçoeiro e da peste que assola tenebrosamente. ELE te cobrirá com SUAS asas e sob elas encontrarás abrigo seguro; SUA verdade é um escudo e uma armadura. Não temas o terror que campeia durante a noite, nem a flecha que busca seu alvo durante o dia, nem a peste que se propaga nas trevas, nem tampouco o destruidor que ataca ao meio-dia. Ainda que tombem mil ao teu lado (esquerdo) e dez mil à tua direita, não serás atingido (por essas pragas). Somente teus olhos contemplarão e perceberão a retribuição proporcionada aos ímpios. Porque disseste: “Hashém é meu refúgio”, e fizeste tua a Morada do Altíssimo, nenhum desastre se abaterá sobre ti e nenhuma calamidade se aproximará de tua tenda. Pois ELE encarrega SEUS anjos cuidarem de ti e de te protegerem por todos os caminhos. Tomar-te-ão nas suas mãos para que não tropece teu pé em alguma pedra. Poderás pisar sobre o leão e a víbora, sobre o filhote do leão e a serpente, sem perigo.
“Ele se uniu a MIM, portanto o protegerei; mantê-lo-ei a salvo, porque ME ama. Quando ME chamar, hei de responder-lhe; estarei com ele quando enfrentar atribulações; resgatá-lo-ei e farei com que seja honrado. Contemplá-lo-ei com uma longa vida e o farei ver MEU poder salvador” – disse Hashém.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 121

Um cântico para ascensão. Ergo meus olhos para o alto de onde virá meu auxílio. Meu socorro vem de Hashém, O Criador dos céus e da terra. ELE não permitirá que resvale teu pé, pois jamais se omite AQUELE que te guarda. O Guardião de Israel jamais descuida, jamais dorme. Hashém é TUA proteção. Como uma sombra, te acompanha a SUA Destra. De dia não te molestará o sol, nem sofrerás de noite sob o brilho da lua. Hashém te guardará de todo mal; ELE preservará tua alma. Estarás sob a proteção de Hashém ao saires e ao voltares, desde agora e para todo o sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Shemá (noaica)

 

(Na oração “Shemá Yisrael” está proibido aos noaítas substituir “Israel” por “Nôach” (“Noé”).)

 

SHEMÁ YISRAEL, HASHÉM ELOHÊNU, HASHÉM ECHÁD.

OUVE ISRAEL, HASHÉM É NOSSO DEUS, HASHÉM É UM SÓ.

(Recite em voz baixa: )
Bendito seja o Nome da glória de SEU reinado para todo o sempre.

E amarás a Hashém, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda as tuas posses. E estas palavras que EU te ordeno hoje estarão sobre o teu coração, e as inculcarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.*

* Devarím/Deuteronômio 6:4-7

E Hashém Deus ordenou ao homem, dizendo: “De toda árvore do jardim podes comer.”*

* Bereshít/Gênesis 2:16

Porém, a carne com sua alma estando com vida e seu sangue, não comereis.*

* Bereshít/Gênesis 9:4

A Torá de Hashém é perfeita e reconforta a alma; verdadeiro é o testemunho de Hashém, que torna sábio o mais simples. De absoluta retidão são os preceitos de Hashém e trazem alegria ao coração; límpida é a mitsvá (o mandamento) de Hashém, que ilumina os olhos. Puro é o temor de Hashém e perdura para sempre; verdadeiros são os julgamentos de Hashém, todos igualmente justos. São mais desejáveis que o ouro, que o ouro mais refinado; mais doces que o mel que se forma nos favos. TEU servo se esmera em cumpri-los e sei que grande é a recompensa por sua observação. Mas quem consegue discernir seus próprios erros? Purifica-me das faltas involuntárias que não percebo. Preserva-me também dos pecados conscientes, para que não me dominem; serei então plenamente íntegro e estarei inocente de grandes transgressões. Possam as palavras de minha boca e a prece de meu coração serem aceitas por TI, ó Hashém, minha Rocha e meu Redentor.*

* Tehilím/Salmos 19:8-15

Bendito sejas TU, ó Hashém, que me ensinas TEUS Preceitos. Concede-me discernimento e sabedoria, pois creio plenamente em TEUS Mandamentos. Antes de estudar TUA Torá, eu andava em erro, mas agora TUA Palavra tenho guardado. TUA Palavra (A Torá) é uma lâmpada para os meus pés e uma luz para o meu caminho. Rejeitas os que de TEUS Ensinamentos se afastam, porque vivem em mentira e falsidade. TU és meu Deus e eu TE exaltarei; meu Deus és TU e sempre TE louvarei.*

* Tehilím/Salmos 119:12, 66, 67, 105, 118; 118:28

Louvai a Hashém, ó vós, todas as nações! Louvado seja ELE por todos os povos! Porque imensa é SUA constante bondade para conosco, e para sempre durará SUA fidelidade. Louvado seja Hashém!*

* Tehilím/Salmos 117

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

Rósh Hashaná dos Próximos Anos

• 2018:
de 09 de Setembro (ao pôr-do-sol) a 11 de Setembro (ao pôr-do-sol)

• 2019:
de 29 de Setembro (ao pôr-do-sol) a 1° de Outubro (ao pôr-do-sol)

• 2020:
de 18 de Setembro (ao pôr-do-sol) a 20 de Setembro (ao pôr-do-sol)

_________________

 

→ Outras Bênçãos

 

● Imediatamente após acordar, antes de levantar-se:

“Dou graças a TI, Rei vivo e eterno, pois TU misericordiosamente devolveste minha alma dentro de mim. Tua fidelidade é grande.”

 

● Depois de vestir-se e estando pronto para iniciar seu dia:

“Meu Deus, a alma que TU me deste dentro de mim é pura. TU a criaste, TU a formaste, TU a sopraste em mim, e TU a preservas dentro de mim. E TU a tomarás de mim, finalmente, e a devolverás dentro de mim no Tempo Vindouro (na ressurreição dos mortos). Enquanto a alma estiver em mim, dou graças a TI, Hashém meu Deus, Mestre de todas as obras, Senhor de todas as almas. Bendito és TU, Hashém, que devolve almas aos corpos mortos.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que remove o sono dos meus olhos e a sonolência das minhas pálpebras.

E que seja a TUA vontade, Hashém, nosso Deus, nos acostumarmos a (estudar TUA Palavra, A) Torá, e fazer-nos apegar aos TEUS mandamentos. Não nos leves ao pecado, nem à transgressão ou iniquidade, nem à tentação ou ao desprezo; que a má inclinação não tenha domínio sobre nós. Faze com que nos apeguemos à boa inclinação e às boas ações; e fórça nossa inclinação a ser subserviente a TI. Concede-nos hoje e todo dia graça, benevolência e misericórdia em TEUS olhos e nos olhos de todos que nos contemplam.

Que seja a TUA vontade, Hashém meu Deus, proteger-me hoje e todo dia dos homens insolentes e do despudor; de um homem perverso, de uma má companhia, de um mau vizinho e de uma má ocorrência; de um olho mau (inveja), de uma língua maliciosa, da difamação, do falso testemunho, do ódio dos homens, de acusações caluniosas, da morte não natural, das severas doenças e do infortúnio; do adversário destrutivo (Satán), de um julgamento severo, de um oponente implacável, e da retribuição do Guehinom.”

 

● Bênção curta para após as refeições (mesmo um lanche):

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, de cuja generosidade temos comido.”

 

● Antes de comer pão:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que faz sair o pão da terra.”

 

● Antes de comer arroz, macarrão, bolo, torta, cereais:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria diversas espécies de alimentos.”

 

● Antes de alimentos como chocolate, carne, peixe, ovo, etc.:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, por cuja palavra tudo veio a existir.”

 

● Antes de qualquer tipo de bebida (água, leite, suco, chá, café, etc.) exceto vinho e suco de uva:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, por cuja palavra tudo veio a existir.”

 

● Antes de beber vinho ou suco de uva:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da vinha.”

 

● Antes de comer de todas as frutas que crescem em árvores:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da árvore.”

 

● Antes de comer de todas as frutas que crescem da terra (vegetais, raízes, e algumas frutas como banana, abacaxi, morango, etc.):

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da terra.”

 

● Para todas as vezes em que fazemos nossas necessidades básicas, fisiologicamente vitais*:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que formou o homem com sabedoria, e nele criou muitos orifícios e cavidades. É revelado e conhecido diante do Trono da TUA glória que se apenas um deles fosse bloqueado, ou um deles fosse aberto, seria impossível existir mesmo por um curto momento. Bendito és TU, Hashém, que cura todo ser vivo e faz maravilhas.”

* Não se deve recitá-la no banheiro e nem próximo a ele.

 

● Ao escutar boas notícias, relativas a si próprio ou aos outros:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que é bom e faz o bem.”

 

● Ao escutar más notícias, Deus nos livre:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, o verdadeiro Juiz.”

 

● Antes de dormir:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que com SUA palavra faz com que as tardes escureçam. Com sabedoria abre as portas (do céu); com discernimento altera os períodos (do dia), varia os tempos e ordena as estrelas em suas posições no céu conforme SUA vontade. ELE cria o dia e a noite; envolve a luz perante a escuridão e a escuridão perante a luz; faz com que transcorra o dia e traz a noite, e separa entre o dia e a noite; Hashém das hostes é SEU NOME. Bendito és TU, Hashém, que faz com que as tardes escureçam.

Senhor do universo! Eu perdoo quem quer que tenha me enfurecido ou irritado, ou que pecou contra mim.

“Concede-me TUA graça, ó Deus, conforme TUA benevolência, e por TUA imensa misericórdia apaga minhas transgressões. Limpa-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu reconheço minhas transgressões e ante mim está sempre meu pecado. Volta TUA face dos meus pecados (que estão de pé para acusar-me) e apaga todas as minhas iniquidades. Ó Deus, cria em mim um coração puro e renova a integridade no interior de meu espírito. Não me afastes da TUA Presença. Hashém, abre meus lábios e minha boca dirá o TEU louvor. Um coração angustiado e pleno de arrependimento, ó Deus, TU jamais desprezarás.”*

* Extraído de Tehilím/Salmos 51

Ouve Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só.

Quando te deitares, não sentirás temor; te deitarás e teu sono será doce.

Que durma bem; que desperte com misericórdia.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que faz cair os laços de sono sobre meus olhos e sonolência sobre minhas pálpebras e que dá luz à pupila do olho. Seja a TUA vontade, Hashém, meu Deus, fazer-me deitar em paz e levantar-me para uma boa vida e paz. Não permitas que meus pensamentos me perturbem, nem sonhos ruins nem as fantasias pecaminosas, e que minha progenie seja perfeita perante TI. Ilumina meus olhos, para que eu não durma o sono da morte. Bendito és TU, Hashém, que em SUA glória ilumina a todo o mundo.”

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Prece por uma pessoa enferma

 

“Nas mãos de Hashém estão a força e o poder para curar todas as doenças de todas as pessoas.

Que AQUELE que abençoou a nosso pai Nôach, cure a pessoa enferma (menciona-se seu nome) filho/a de (menciona-se o nome de sua mãe). Que o Santo, bendito seja, apiede-SE dele/a para restabelecer sua saúde e o/a cure, o/a fortaleça e lhe dê vigor. E que ELE SE apresse a enviar-lhe uma total recuperação a todas as partes de seu corpo e veias – entre as demais pessoas enfermas da humanidade e do TEU Povo Israel – cura de espírito e cura do corpo.”

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

Guia Rósh Hashaná e Yom Kipúr 2017 para noaítas (Bnei Nôach/Filhos de Noé)

 

Por noahidebr.com

(Tradução, produção, organização, edição e adaptação em Língua Portuguesa (Brasil) por noahidebr.com)

© Noahidebr 2015-2017
https://noahidebr.com/copyright/

 

Textos por Noahidebr, Oklahoma B’nai Noah Society, Ask Noah International, e Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

© Noahidebr 2015-2017
© 1996-2007 Oklahoma B’nai Noah Society
© 2002-2017 Ask Noah International
© Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

 

Traduzido do inglês e do espanhol por Noahidebr

 

Esta obra não deve ser comercializada.

O site noahidebr.com não comercializa esta obra. Em nosso site, disponibilizamo-la gratuitamente.

https://noahidebr.com/copyright/

_________________

 

Guia YOM KIPÚR 2017 Para BNEI NÔACH

 

Por noahidebr.com

(Tradução, produção, organização, edição e adaptação em Língua Portuguesa (Brasil) por noahidebr.com)

© Noahidebr 2015-2017
https://noahidebr.com/copyright/

 

Textos por Noahidebr, Oklahoma B’nai Noah Society, Ask Noah International, e Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

© Noahidebr 2015-2017
© 1996-2007 Oklahoma B’nai Noah Society
© 2002-2017 Ask Noah International
© Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

 

Esta obra não deve ser comercializada.

O site noahidebr.com não comercializa esta obra. Em nosso site, disponibilizamo-la gratuitamente.

 

→ Yom Kipúr (Dia do Perdão)

 

O Rav Zvi Aviner explica que Yom Kipúr é um dia de jejum judaico – estritamente judaico – apenas para judeus. Portanto, noaítas não devem jejuar em Yom Kipúr. Por outro lado, o Rav Yoel Schwartz explica que Yom Kipúr é um dia de arrependimento, e que é necessário que os noaítas se arrependam (de suas iniquidades).

 

O Yom Kipúr 2017 (10 de Tishrei de 5778) começa às 18h05 da sexta de 29 de Setembro e acaba às 18h05 do sábado de 30 de Setembro.

Então:

Yom Kipúr 2017:
dàs 18h05 (de 29/9) às 18h05 (de 30/9).

 

→ Acendimento de Velas

(São acesas velas em reconhecimento do Yom Kipúr estar separado dos dias comuns.

Enquanto os judeus acendem as velas antes do anoitecer, os noaítas fazem-no depois em reconhecimento de que há uma distinção divinamente estabelecida entre Israel e as outras nações.

Tradicionalmente, as velas são acesas, e a oração a seguir é recitada, pela mulher da casa. Na sua ausência, as velas podem ser acesas, e a oração pode ser recitada, por qualquer membro da família.)

 

→ Oração

Bendito e louvado és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que proporciona Mitsvót (Mandamentos) à humanidade para guiá-la e elevá-la.

Abençoa-nos com a iluminação espiritual nesta noite de festividade, Hashém, nosso Deus, o Criador da luz, que sustenta o universo com SUA palavra e que nos possibilitou chegar a esta ocasião.

Que seja a TUA vontade, Hashém, Deus de Israel e de toda a humanidade, mostrar TEU favor a todos os TEUS servos e em particular a mim (nome), a meu marido (nome), ao(s) meu(s) filho(s) (nome(s)), à(s) minha(s) filha(s) (nome(s)), ao meu pai (nome), à minha mãe (nome), e a todos os meus parentes; e concede-nos uma vida longa e boa em serviço a TI; recorda-nos com bênção e boa memória; tem-nos presentes para salvação e misericórdia; outorga-nos grandes bênçãos; e que TU completes nosso lar e faças com que TUA Divina Presença repouse dentro de nós.

Concede-me o privilégio de criar filhos e netos que sejam sábios e compreensivos, que TE amem e TE temam, DEUS, que possam crescer para serem pessoas honestas, unidas a TI, Hashém, nosso Deus e Redentor, que possam iluminar o mundo com obras boas e justas, e que cada um de seus esforços seja em serviço a TI, nosso Deus, Criador do céu e da terra. Ouve, por favor, nossas súplicas neste tempo e que o TEU semblante brilhe sobre nós.

(Fim da Oração.)

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 1

Bem-aventurado o homem que não segue os conselhos dos ímpios, não trilha o caminho dos pecadores e nem participa da reunião dos insolentes; mas, ao contrário, se volta para a Torá (, A Palavra) de Hashém e, dia e noite, A estuda. Ele será como a árvore plantada junto ao ribeiro que produz seu fruto na estação apropriada e cujas folhagens nunca secam; assim também florescerá tudo que fizer. Quanto aos ímpios, são como o feno que o vento espalha. Nem eles prevalecerão em julgamentos, nem os pecadores na assembléia dos justos; pois Hashém favorece o caminho dos justos, enquanto o dos ímpios os conduz à sua ruína.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Leitura bíblica para Yom Kipúr 2017

 

(Leia a Bíblia no seu contexto original. Adquira a Bíblia Hebraica em português

 

https://www.saraiva.com.br/biblia-hebraica-1561487.html?pac_id=123134&gclid=EAIaIQobChMIqKaetejg1QIVCweRCh2I2ARrEAQYBCABEgKMg_D_BwE )

 

Vayicrá/Levítico 16:1-34
Bamidbár/Números 29:7-11
Yeshayáhu/Isaías 57:14 – 58:14
Yoná/Jonas 1:1 – 4:11
Michá/Miquéias 7:18-20
Tehilím/Salmos Capítulos 55-59

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Meditação antes da Oração

“O que é o ser humano para que dele TE lembres? E o filho do homem, para que o consideres? Entretanto, pouco menos que os anjos o fizeste e de glória e esplendor o coroaste.”*

* Tehilím/Samos 8:5, 6

“Ó alma minha, … Hashém … é QUEM perdoa todas as tuas transgressões e cura todas as tuas doenças, QUEM resgata do túmulo tua vida e te coroa (envolve) com bondade e misericórdia, e que alimenta com o bem teu crescimento, para que se renove tua juventude como a plumagem da águia. Hashém pratica a justiça e restabelece o direito dos oprimidos. A Moshé revelou SEUS caminhos, e aos Filhos de Israel SEUS feitos. Misericordioso e clemente é Hashém; lento em irar-SE, transbordante de beneficência. Não contenderá nem manterá acesa SUA cólera para sempre. Não nos dispensou tratamento na dimensão de nossos pecados, nem nos retribuiu conforme nossa iniquidade. Pois assim como imensa é a altura do céu acima da terra, assim também é SUA benignidade para com os que O temem. Tão distante quanto o Oriente do Ocidente, ELE distanciou de nós as transgressões que outrora praticamos. Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim é SUA compaixão para com os que O temem. Pois ELE conhece nossa natureza e tem presente que do pó fomos feitos. O homem, como a relva são os dias de sua vida; como a flor do campo ele floresce. Mal sopra um vento e ela se esvai, e nem mais se saberá em que lugar ela existiu. Mas por toda a eternidade é a benevolência de Hashém para com os que O temem, e SUA justiça para com todas as gerações, aos que guardam SUA aliança e lembram, para cumpri-los, os SEUS mandamentos. Nos céus estabeleceu SEU trono Hashém, (no entanto) SEU reino a tudo alcança. Bendizei a Hashém, ó vós que sois SEUS anjos, valorosas criaturas que ouvem e cumprem SUA palavra. Bendizei a Hashém, ó vós que sois SUAS hostes, SEUS servos, cumpridores de SUA vontade. Bendiz a Hashém, ó toda SUA criação, em todos os lugares de SEU infinito domínio.”*

* Tehilím/Salmos 103

“E David bendisse Hashém, e David disse: “São TEUS, Hashém, a eternidade e a majestade, e tudo o que existe nos céus e na terra; Hashém, TEU é o reinado, e TU és exaltado acima de tudo. A riqueza e a honra procedem de TI, e TU governas sobre tudo. E agora, nosso Deus, rendemos-TE graças e louvores ao TEU glorioso NOME.” [Divrêi haYamím I/1 Crônicas 29:10-13] Somente TU és Hashém; TU fizeste os céus, os céus dos céus, e todas suas hostes, a terra e tudo o que há nela; os mares e tudo o que há neles; TU dás vida a todos eles. Essa é a obrigação de todos os seres criados, Hashém, nosso Deus, dar graças, louvar, enaltecer, glorificar, exaltar, elogiar, abençoar, magnificar e aclamar a TI. Do mundo mais elevado ao mais baixo, TU és o Deus Todopoderoso. Bendito és TU, Hashém, Deus Todopoderoso, Criador de todas as almas, Mestre de todas as criaturas; TU és o único Rei, a Vida de (todos) os mundos. Que todas SUAS criaturas glorifiquem e abençoem ao Deus Todopoderoso; que rendam louvor, honra, grandeza e glória ao Deus Todopoderoso, o Rei, Criador de tudo. (ELE) cria seres sagrados – anjos servidores. Todos eles são amados, todos são puros, todos são sagrados, e todos realizam a vontade de seu Criador, com temor e reverência◆. E todos eles abrem suas bocas em santidade e pureza, e abençoam e adoram, glorificam e reverenciam, santificam e atribuem soberania ao NOME de Deus Todopoderoso; eles cantam louvores ao Rei, o Deus vivo e eterno, que em SUA bondade renova a cada dia, continuamente, a obra da criação.”*

 

◆ O Sidúr Sucat David Edição Mekor Haim explica que: “Não há nem inveja nem ressentimento entre eles.” E que: “Nada pode impedi-los de cumprir a vontade Divina.”

* Sidúr/Machzór

 

“Rendei a Hashém a glória devida ao SEU NOME; prostrai-vos ante Hashém que é pleno de esplendor e santidade.”*

* Tehilím/Salmos 29:2

“Ó Hashém, nosso Deus! Quão majestoso é o TEU NOME em toda a terra!”*

* Tehilím/Salmos 8:10

“Quão preciosa é a TUA benignidade, ó Deus; à sombra das TUAS asas se refugiam os homens. Pois de TI provém a fonte da vida e de TUA luz recebemos luz.”*

*Tehilím/Salmos 36:8, 10

“Ó Hashém, meu Deus, em TI eu busco refúgio … . Hashém julgará as nações … . Faz chegar ao fim o mal dos ímpios, e dá firmeza ao justo, TU que perscrutas as emoções e pensamentos de cada um, ó Deus justo.”*

* Tehilím/Salmos 7:2, 9, 10

“Erguei a Hashém uma nova canção. Que toda a terra LHE entoe uma melodia. Cantai a Hashém, bendizei SEU NOME, proclamai a cada dia a salvação que DELE provém. Que ante todas as nações exaltemos SUA glória e entre todos os povos, SEUS feitos maravilhosos, porque grande é Hashém e digno dos mais altos louvores. ELE é reverenciado acima de todos os poderosos, pois todos os deuses dos povos nada são, enquanto Hashém é o Criador dos céus. Honra e majestade estão à SUA frente; glória e beleza resplandecem de SEU Santuário. Rendei a Hashém, ó família dos povos, rendei a Hashém tributo de glória e majestade. Rendei a devida honra a SEU NOME; vinde a SEUS pátios portando oferendas. Prostrai-vos ante Hashém em SUA sagrada Morada; tremam diante DELE todos os habitantes da terra. Anunciai entre as nações: “Hashém reina”; ELE firmou o mundo de forma a que não possa ser abalado. Com equidade ELE julgará os povos. Alegrem-se os céus e regozije-se a terra, brame o mar em toda sua plenitude; exultem os campos com tudo que neles há, e cantem em júbilo todas as árvores da floresta diante de Hashém, pois eis que ELE vem para julgar a terra. ELE julgará o mundo com SUA justiça, e os povos com a SUA verdade.”*

* Tehilím/Salmos 96

“E Deus disse: Este (arco-íris) é o sinal da aliança que EU faço entre MIM e vós, e entre toda alma viva que esteja convosco, para perpétuas gerações.”*

* Bereshít/Gênesis 9:12

“Feliz é aquele que reverencia Hashém e trilha SEUS caminhos. O trabalho de suas mãos proverá seu sustento, feliz será e tudo lhe correrá bem. Em seu lar, sua esposa será como uma fecunda videira e seus filhos como ramos da oliveira em volta de sua mesa. Assim será abençoado o homem que reverencia Hashém. E lhe dirão: Que de Tsión te abençoe Hashém e que possas contemplar a prosperidade de Yerushaláyim (Jerusalém) por todos os dias de tua vida. Que alcances a felicidade dos filhos de teus filhos e a paz sobre Israel.”*

* Tehilím/Samos 128

 

→ Oração

(Extraída do Sidúr)

 

Soberano do mundo, realiza meus pedidos para o bem, satisfaz meu desejo, e concede minha solicitação, recorda-me favoravelmente diante de TI e tem-me presente para salvação e misericórdia. Recorda-me para uma vida longa, para uma vida boa e pacífica, bom sustento e meios de subsistência, alimento para comer e roupas para vestir, riqueza, honra e longevidade (na qual esteja ocupado) com TUA (Palavra, A) Torá e com Tuas Mitsvót (Leis), e inteligência e entendimento para perceber e compreender as profundezas de TEUS mistérios. Concede cura total a todas as nossas dores, e abençoa toda a obra de nossas mãos. Promulga sobre nós decretos favoráveis, salvações e consolos; anula todos os decretos severos e malignos contra nós; e direciona o coração do governo, seus conselheiros e ministros, favoravelmente em relação a nós. Assim seja a TUA vontade.

Que seja a TUA vontade prolongar nossa vida em bem-estar. Que eu seja contado entre os justos, para que TU tenhas piedade de mim e me protejas, assim como tudo o que me pertence e a TEU povo Israel; és TU QUEM alimenta e sustenta a todos. És TU QUEM governa tudo; és TU QUEM governa reis, e é TUA A Soberania. Eu sou o servo do Santo, bendito seja, diante de QUEM e diante de cuja gloriosa Torá (Ensinamentos) eu me prostro a todo o momento. Eu não deposito minha confiança no ser humano, nem tampouco me apóio em um ser criado (anjo, espírito), mas somente em Deus que está no mais elevado céu dos céus (isto é, que se encontra além – muito acima – até mesmo das criaturas celestiais mais elevadas), Hashém, que é O Verdadeiro Deus, cuja Torá é A Verdade e cujos profetas são Profetas da Verdade, e que realiza numerosos atos de bondade e verdade. NELE eu deposito minha confiança, e a SEU Santo e Glorioso NOME pronuncio louvores. Que seja a TUA vontade cumprir os desejos do meu coração e dos corações de todo TEU povo Israel para o bem, para a vida e para a paz. Que ELE ajude, proteja e salve a todos que confiam NELE.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 92

Salmo e cântico para o dia de Shabát. Como é bom louvar a Hashém e entoar salmos em honra de TEU NOME, ó Altíssimo! Proclamar desde o amanhecer TUA bondade e, às noites, TUA fidelidade. Com o alaúde, a lira e a harpa acompanhando com seu som minhas palavras. Porque me trazes satisfação com TEUS feitos, cantarei com alegria, celebrando as obras de TUAS mãos. Quão magníficas elas são, ó Hashém, e quão profundos são TEUS desígnios! O insensato não os percebe e os tolos não conseguem entender que, mesmo que brotem como erva os iníquos e floresçam os malévolos, eles serão, para sempre, destruídos. Porém TU, ó Hashém, permaneces eternamente exaltado. Pois TEUS inimigos, ó Hashém, perecerão, e serão banidos todos os que praticam o mal. Exaltaste minha força como a de um búfalo e me cingiste com óleo puro. Meus olhos enxergaram o destino de meus inimigos, e meus ouvidos hão de escutar o que acontecerá aos malévolos. Os justos, porém, florescerão como a palmeira; como o cedro do Líbano crescerão altaneiros. Plantados na Casa de Hashém, florescerão nos pátios do nosso Deus. Mesmo na velhice, cheios de seiva e viço produzirão frutos para proclamar que reto é Hashém. ELE é a minha Rocha, que não dá lugar à injustiça.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Aceitação Verbal da Unidade e Majestade de Deus

 

(Oração composta pelo Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet)

 

Deus Todopoderoso, aceitamos o que está escrito em TUA (Palavra, A) Torá: “E saberás hoje, e considerarás no teu coração, que Hashém – ELE é O Deus, em cima nos céus e embaixo na terra; não há nenhum outro.”* Aceitamos os preceitos de: “Amarás a Hashém, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda as tuas posses”◆; e “a Teu Deus, temerás, a ELE servirás e (somente) pelo SEU NOME jurarás”■; e “teme a Deus e guarda SEUS mandamentos, pois nisto consiste todo o dever do homem.”▲

 

* Devarím/Deuteronômio 4:39
◆ Devarím/Deuteronômio 6:5
■ Devarím/Deuteronômio 6:13
▲ Kohélet/Eclesiastes 12:13

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 93

Hashém é Rei; ELE vestiu-SE de majestade; sim, Hashém vestiu-SE, cingiu-SE de força e majestade. Firme e inabalado está o mundo por ELE criado. Desde a mais remota antiguidade, firme é o trono de Hashém. Elevam os rios a voz de suas águas fragorosas. Acima, porém, do bramido das águas mais volumosas, acima do quebrado das vagas do mar, está Hashém, que é poderoso nas alturas! Fidelíssimos são os TEUS testemunhos; santidade embelezará TUA Casa, ó Hashém, agora e para todo o sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 24

Salmo de David. A Hashém pertence a terra e tudo que nela existe, o mundo e os que nele habitam. Pois ELE fundou-a sobre os mares e sobre os rios a consolidou. Quem subirá ao monte de Hashém? E quem estará no SEU Santo Lugar? Aquele cujas mãos são limpas e cujo coração é puro, que não jurou em MEU NOME em vão e não prometeu falsamente, de Hashém receberá bênçãos, uma justa recompensa do Deus de sua salvação. Tal é a geração dos que a ELE se voltam, dos que buscam a TUA face, ó Deus de Yaacóv. Erguei, ó portas, os vossos batentes; ampliai-vos, ó portais antigos, e entrará o Rei da Glória. Quem é o Rei da Glória? Hashém, forte e poderoso, Hashém, poderoso na batalha. Erguei, ó portas, os vossos batentes; sim, ampliai-vos, ó portais antigos, e entrará o Rei da Glória. Quem é este Rei da Glória? Hashém das hostes, ELE é o Rei da Glória.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 23

Um salmo de David. Hashém é meu pastor e por isto nada me pode faltar. ELE me faz repousar em campos verdejantes, conduz-me a águas tranquilas. ELE restaura minha alma; guia-me por veredas da justiça por amor de SEU NOME. Ainda que eu siga pelo vale das sombras da morte, nada temerei, pois TU estarás comigo; TEU cajado e TEU bordão me darão apoio e conforto. Me preparas uma mesa de delícias na presença de meus inimigos. Unges com óleo minha cabeça, meu cálice transborda. Certamente a bondade e misericórdia me acompanharão por todos os dias de minha existência. E, por todo o sempre, habitarei na Casa de Hashém.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 91

Quem quer que habite na Morada do Altíssimo estará sempre sob SUA proteção. Sobre Hashém declarei: ELE é meu refúgio e minha fortaleza, meu Deus, em QUEM deposito toda a minha confiança. ELE te livrará do laço do caçador traiçoeiro e da peste que assola tenebrosamente. ELE te cobrirá com SUAS asas e sob elas encontrarás abrigo seguro; SUA verdade é um escudo e uma armadura. Não temas o terror que campeia durante a noite, nem a flecha que busca seu alvo durante o dia, nem a peste que se propaga nas trevas, nem tampouco o destruidor que ataca ao meio-dia. Ainda que tombem mil ao teu lado (esquerdo) e dez mil à tua direita, não serás atingido (por essas pragas). Somente teus olhos contemplarão e perceberão a retribuição proporcionada aos ímpios. Porque disseste: “Hashém é meu refúgio”, e fizeste tua a Morada do Altíssimo, nenhum desastre se abaterá sobre ti e nenhuma calamidade se aproximará de tua tenda. Pois ELE encarrega SEUS anjos cuidarem de ti e de te protegerem por todos os caminhos. Tomar-te-ão nas suas mãos para que não tropece teu pé em alguma pedra. Poderás pisar sobre o leão e a víbora, sobre o filhote do leão e a serpente, sem perigo.
“Ele se uniu a MIM, portanto o protegerei; mantê-lo-ei a salvo, porque ME ama. Quando ME chamar, hei de responder-lhe; estarei com ele quando enfrentar atribulações; resgatá-lo-ei e farei com que seja honrado. Contemplá-lo-ei com uma longa vida e o farei ver MEU poder salvador” – disse Hashém.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 121

Um cântico para ascensão. Ergo meus olhos para o alto de onde virá meu auxílio. Meu socorro vem de Hashém, O Criador dos céus e da terra. ELE não permitirá que resvale teu pé, pois jamais se omite AQUELE que te guarda. O Guardião de Israel jamais descuida, jamais dorme. Hashém é TUA proteção. Como uma sombra, te acompanha a SUA Destra. De dia não te molestará o sol, nem sofrerás de noite sob o brilho da lua. Hashém te guardará de todo mal; ELE preservará tua alma. Estarás sob a proteção de Hashém ao saires e ao voltares, desde agora e para todo o sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Barúch Sheamár

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Barúch Sheamár” – “Bendito é AQUELE que falou”.)

 

Bendito é AQUELE que falou e o mundo surgiu; bendito é ELE; bendito é AQUELE que diz e faz; bendito é AQUELE que decreta e cumpre; bendito é AQUELE que cria (mantém) o universo; bendito é AQUELE que SE compadece da terra; bendito é AQUELE que SE compadece das criaturas; bendito é AQUELE que recompensa com abundância àqueles que O temem; bendito é AQUELE que vive para sempre e existe eternamente; bendito é AQUELE que redime e salva. Bendito seja O SEU NOME. Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, Deus benevolente, PAI misericordioso, que é louvado pela boca de SEU povo Israel, exaltado e glorificado pela língua de SEUS devotos e SEUS servos e pelos Salmos de David, TEU servo. Nós TE enalteceremos, Hashém, nosso Deus, com louvores e cânticos; TE exaltaremos, louvaremos e glorificaremos, TE proclamaremos Rei, e mencionaremos TEU NOME, nosso Rei, nosso Deus. TU és O ÚNICO – A VIDA de todos os mundos, ó Rei; louvado e glorificado é SEU grande NOME para todo sempre. Bendito és TU, Hashém, Rei enaltecido com louvores.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Nishmát Col Chái

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Nishmát Col Chái” – “Que a alma de todo ser vivo”.)

 

Que a alma de todo ser vivo abençoe TEU NOME, Hashém, nosso Deus, e o espírito de toda criatura glorifique e exalte a TUA lembrança, Rei nosso, permanentemente. Desde o mundo mais elevado até o mais baixo, TU és o Deus Todopoderoso; e fora de TI não temos Rei, Redentor e Salvador que liberta, resgata, sustenta, responde e SE apieda em todo momento de aflição e tribulação; não temos outro Rei, além de TI. (TU és) o Deus das primeiras e das últimas (gerações), Deus de todas as coisas criadas, Senhor de todos os acontecimentos, que é exaltado com múltiplos louvores, que dirige SEU mundo com bondade, e as SUAS criaturas com compaixão. Na verdade, Hashém não cochila nem dorme. É ELE QUEM anima os que dormem, QUEM desperta os que cochilam, QUEM faz o mudo falar, QUEM liberta os presos, QUEM sustenta os que caem, e QUEM endireita os encurvados. Somente a TI damos graças. Ainda que a nossa boca estivesse tão cheia de cântico como o mar (está cheio de água), a nossa língua de melodia como o bramido das suas ondas, e nossos lábios de louvor como a expansão do firmamento; e nossos olhos resplandecessem como o sol e a lua, nossas mãos estivessem estendidas como (as asas das) águias do céu, e nossos pés fossem ligeiros como o cervo – ainda assim não seria o suficiente para TE agradecer, Hashém, nosso Deus, e para bendizer TEU NOME. Os membros que TU dispuseste dentro de nós, o espírito e alma que TU insuflaste em nossas narinas, e a língua que TU puseste em nossa boca – todos eles hão de agradecer, abençoar, louvar e glorificar, exaltar e adorar, santificar e proclamar a soberania de TEU NOME, nosso Rei. Porque toda boca TE agradecerá, toda língua há de jurar com TEU NOME, todo olho TE observará, todo joelho se ajoelhará diante de TI, todos aqueles que estão erguidos haverão de prostar-se diante de TI, todos os corações haverão de temer a TI, e cada uma das partes mais internas cantarão ao TEU NOME, como está escrito [em Tehilím/Salmos 35:10]: “Declare todo meu ser: Hashém, quem é como TU? Que salva o pobre do mais forte, ao pobre e ao destituído do que ia roubar-lhe!” Quem pode assemelhar-se a TI, quem pode igualar-se a TI, quem pode comparar-se a TI, o grande, poderoso e temido Deus, Deus enaltecido, Criador do céu e da terra! TE louvaremos, exaltaremos e glorificaremos, e abençoaremos TEU Santo NOME, como está dito [em Tehilím/Salmos 103:1: “Um Salmo] por David: abençoe a Hashém, minha alma, e todo meu ser – a SEU Santo NOME.” Não há ninguém comparável a TI, e ninguém além de TI; não há nada sem TI, e quem é como TU? Não há ninguém que se compare a TI, Hashém, nosso Deus – neste mundo; e ninguém fora de TI, nosso Rei – na vida do Mundo Vindouro; não há nada sem TI, nosso Redentor – nos dias de Mashíach; e não há ninguém como TU, nosso Salvador – na era da ressurreição dos mortos.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 67

Ao mestre do canto, sobre instrumentos de cordas, um salmo, um cântico. Que Hashém nos conceda SUA graça e nos abençoe, e que faça sobre nós resplandecer SEU semblante, para que na terra seja conhecido SEU caminho, e entre todas as nações, SUA salvação. (Então) todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão, ó Deus; todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão. Todas as nações se alegrarão e cantarão louvores, porque com equidade as julgarás, e pelo caminho reto as conduzirás (para sempre. E, portanto,) todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão, ó Deus; todos os povos (TE reconhecerão e) TE agradecerão. Então a terra produzirá em abundância seus frutos; e Hashém, nosso Deus, nos abençoará. Sim, Deus nos abençoará e será reverenciado e temido até os confins da terra.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 94

Hashém é um Deus de retribuição; ó Deus de retribuição, revela-TE! Ergue-TE, ó Juiz da terra, e retribui aos soberbos como merecem. Até quando, Hashém, até quando exultarão os perversos? E (até quando) se expressarão, falarão arrogantemente e se vangloriarão os malfeitores? Eles esmagam TEU povo, Hashém, e afligem TUA herança. Assassinam a viúva, o estrangeiro e o órfão. Eles murmuram: “Hashém nada verá nem o saberá o Deus de Yaacóv.” Tentai compreender, ignorantes dentre o povo, e vós, insensatos, quando havereis de perceber? QUEM inplantou os ouvidos certamente escutará. QUEM criou os olhos certamente enxergará. Não haverá de punir QUEM educou as nações, e trouxe aos homens o saber? Hashém conhece os pensamentos do homem, que são fúteis. Feliz o homem que, repreendido por Hashém, DELE recebe o ensinamento pela SUA Torá, pois então dá-lhe tranquilidade na época da adversidade, enquanto para o perverso prepara uma cova. Hashém não rejeitará SEU povo nem desamparará a SUA herança. Justiça será feita aos íntegros e será obedecida por todos os retos de coração. Quem se levantará a meu favor contra os perversos? Quem estará por mim contra os malfeitores? Se Hashém não tivesse me ajudado, minha alma teria cedo habitado no silêncio (da sepultura). Quando eu disse “meu pé vacilou”, TUA bondade, ó Hashém, me susteve. Quando dúvidas se multiplicavam em meu coração, TEU conforto alegrava minha alma. Pode o trono (o tribunal) da perversidade estar CONTIGO associado? Ou (estar CONTIGO associado) aquele que, sob a aparência da lei, perpetra maldades? Estes se reúnem para tramar contra a vida do justo e condenar o sangue inocente. Mas Hashém é meu baluarte, meu Deus, a Rocha do meu refúgio. ELE faz voltar sobre os malfeitores sua própria violência, e com sua própria maldade os exterminará. Sim, Hashém, nosso Deus, os exterminará.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 81

Ao mestre do canto, sobre (o instrumento musical) “Guitít”, de Assáf. Erguei canções de júbilo a Deus, que é a nossa fortaleza; fazei soar alegres vozes ao Deus de Yaacóv (Jacob). Entoai um salmo e fazei ressoar o pandeiro, a agradável harpa e o saltério. Soprai o Shofár na lua nova (de Rósh Hashaná), no tempo fixado como dia da nossa festividade. Pois este é um estatuto para Israel, um dia de julgamento para o Deus de Yaacóv. ELE o estabeleceu para Yossêf (José) como testemunho, quando este saiu para governar na terra do Egito (isto é, Yossêf foi libertado da prisão em Rósh Hashaná e tornou-se vice-rei do Egito nesse mesmo dia), onde entendeu uma língua que não conhecia. Deus disse: “Livrei seu ombro (de Israel) da carga, e do caldeirão da servidão retirei suas mãos (isto é, a escravidão dos Filhos de Israel no Egito terminou em Rósh Hashaná). Na angústia clamaste e EU te livrei; com voz de trovão te respondi e provei-te junto às águas de Merivá. Ouve, povo MEU, EU te advertirei, ó Israel, se ME escutares! Não haverá deuses estranhos em teu meio nem adoração a ídolos. EU sou Hashém, teu Deus, que te fez subir da terra do Egito; abre bem a tua boca (exponha todos os teus desejos) e EU os concederei. Mas o MEU povo não ouviu a MINHA voz, e Israel não ME quis (escutar). Assim, deixei-os seguir segundo a obstinação dos seus corações, para que atendessem seus próprios conselhos. Ah, se ME escutasse o MEU povo, se Israel trilhasse MEUS caminhos! Num instante EU abateria os seus inimigos, e contra os seus adversários alçaria MINHA mão.” Aos inimigos de Israel que odeiam Hashém mas não o declaram abertamente seu castigo será eterno, enquanto a Israel ELE nutrirá com o melhor dos alimentos, e com o mel que emana da rocha o saciará.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Unetanê Tôkef

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Unetanê Tôkef” – “Proclamemos a poderosa [santidade deste dia]”.)

 

Neste dia TEU Reinado é enaltecido, TEU trono está estabelecido com benevolência, e TU estás sentado sobre ele em verdade. É verdade que TU és o Juiz, AQUELE que apresenta as provas, o Conhecedor e a Testemunha, que registra e sela, que conta e avalia, e TU recordas todas as coisas que foram esquecidas. TU abres o Livro da Lembrança e ele se lê sozinho; a assinatura de cada pessoa está nele. O grande Shofár é soado, e os anjos exclamam: “O Dia do Julgamento está aqui!” Todos os seres criados passarão diante de TI [um a um,] como um rebanho de ovelhas. Como um pastor examina o seu rebanho, assim TU fazes passar [diante de TI] cada alma viva, e TU contas, avalias e as tem presentes, e TU estabeleces a porção específica para as necessidades de todas as TUAS criaturas, e inscreves o veredito de seu julgamento:

Quantos partirão e quantos nascerão; quem viverá e quem morrerá; quem viverá o tempo que lhe foi atribuído e quem partirá antes de seu tempo; quem (perecerá) pela água e quem pelo fogo; quem pela espada e quem por um animal selvagem; quem pela fome e quem pela sede; quem pelo terremoto e quem pela epidemia; quem asfixiado e quem apedrejado; quem permanecerá em seu país e quem não; quem terá tranquilidade e quem será perturbado; quem desfrutará de bem-estar e quem sofrerá tribulações; quem será pobre e quem será rico; quem será rebaixado e quem será enaltecido.

Mas o Arrependimento, a Oração e a Caridade afastam a severidade do decreto.

Pois assim como TEU NOME (é grande), assim também é TEU louvor (grande) até os confins da terra. TU és lento para encolerizar-TE e fácil de aplacar, pois TU não desejas a morte de quem merece a morte, mas que retorne de seu caminho e viva. E (mesmo) até o dia de sua morte TU o esperas; se ele apenas se arrepender, TU o acolherás de imediato. Realmente, TU és seu Criador e TU conheces sua má inclinação, pois eles são apenas carne e sangue. A origem do homem é pó e seu fim é o pó. Ele ganha seu pão ao risco de sua vida. Ele é comparado a uma louça quebrada, à grama seca, a uma flor murcha, a uma sombra que passa, a uma nuvem que se desvanece, ao vento que sopra, ao pó que se dissipa e a um sonho efêmero.

Mas TU és o Rei, o Deus vivo e eterno.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Vechól Maaminim

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Vechól Maaminim” – “E todos acreditam”.)

 

E todos acreditam que ELE é o Deus fiel. ELE sonda e indaga os segredos ocultos.
E todos acreditam que ELE sonda os pensamentos do homem. ELE redime da morte e salva da sepultura.
E todos acreditam que ELE é o poderoso Redentor. ELE sozinho julga todos os seres criados.
E todos acreditam que ELE é o verdadeiro Juiz. ELE é chamado “Serei O Que Serei” [Shemót/Êxodo 3:14].
E todos acreditam que ELE foi, ELE é e ELE será. Certo é SEU NOME, assim é SEU louvor.
E todos acreditam que ELE é, e não há ninguém além DELE. ELE lembra com memória favorável todos aqueles que O recordam.
E todos acreditam que ELE lembra o Pacto. ELE destina vida a todos os seres vivos.
E todos acreditam que ELE vive e é eterno. ELE é bom e faz o bem aos perversos e aos bons.
E todos acreditam que ELE é bom para todos. ELE conhece a inclinação de todas as criaturas.
E todos acreditam que ELE os formou no útero. ELE é Todopoderoso e contém a todos.
E todos acreditam que ELE é Todopoderoso. ELE, o Onipotente, mora no mistério, na sombra.
E todos acreditam que ELE é Um só. ELE entroniza (os reis), e o reinado é SEU.
E todos acreditam que ELE é o Rei do mundo. ELE dirige toda geração com misericórdia.
E todos acreditam que ELE preserva a bondade. ELE é paciente e negligencia (as ações dos) rebeldes.
E todos acreditam que ELE perdoa para sempre. ELE é o Supremo, e SEU olho se dirige para aqueles que O temem.
E todos acreditam que ELE responde à prece sussurrada. ELE abre o portão para aqueles que batem em arrependimento.
E todos acreditam que SUA mão está aberta. ELE espera pelo malfeitor, e deseja que ele seja desculpado.
E todos acreditam que ELE é justo e íntegro. Sua ira é breve e ELE é tolerante.
E todos acreditam que ELE é difícil de irritar. Ele é misericordioso e faz a misericórdia preceder a ira.
E todos acreditam que ELE é fácil de aplacar. ELE é imutável, e trata pequenos e grandes por igual.
E todos acreditam que ELE é Juiz reto. ELE é perfeito e age com perfeição para com aqueles que são sinceros.
E todos acreditam que SUA obra é perfeita.

TU somente serás exaltado e reinarás sobre tudo em Unicidade, como está escrito por TEU profeta [Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um.”

E assim, Hashém nosso Deus, impõe medo a TI sobre tudo que TU fizeste, e temor a TI sobre tudo que TU criaste; e (então) todas as obras TE reverenciarão, todos os seres criados se prostrarão diante de TI, e todos eles formarão uma única união para cumprir TUA vontade com um coração perfeito. Pois sabemos, Hashém nosso Deus, que o domínio é TEU, a força está em TUA mão (esquerda), o poder em TUA destra, e TEU NOME é reverenciado sobre tudo que TU criaste.

E então, os justos verão e se alegrarão, os retos se regozijarão, e os piedosos exultarão com cânticos; a injustiça fechará sua boca e toda a iniquidade desaparecerá em fumaça, quando TU removeres da terra o mal.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Yaalé Veiavó Veiaguía

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Yaalé Veiavó Veiaguía” – “Que ascenda, venha e alcance”.)

 

Nosso Deus, que ascenda, venha e alcance, seja vista, aceita, e ouvida, trazida à memória e lembrada diante de TI a nossa lembrança e recordação, a lembrança de Mashíach, o filho (descendente) de David, TEU servo, a lembrança de Yerushaláyim (Jerusalém), TUA cidade sagrada, e a lembrança de todo TEU povo, a Casa de Israel, para salvação, bem-estar, graça, bondade, misericórdia, boa vida e paz, neste Dia de Recordação, neste dia de convocação santa. Lembra-nos neste (dia), Hashém nosso Deus, para o bem; tem-nos presente neste (dia) para bênção; ajuda-nos neste (dia) para a boa vida. Com a promessa de salvação e compaixão, compadece-TE e sê benigno conosco; tem piedade de nós e salva-nos; pois nossos olhos estão dirigidos a TI, pois TU, Deus, és um Rei gracioso e misericordioso.

Nosso Deus, reina sobre o mundo inteiro em TUA glória, sê exaltado sobre toda a terra em TEU esplendor, e revela-TE na majestade de TEU glorioso poder sobre todos os habitantes de TEU mundo terrestre. Que tudo o que foi feito saiba que TU o fizeste; tudo o que foi criado compreenda que TU o criaste; e declare todo aquele que possua alento (de vida) em suas narinas que Hashém, Deus de Israel, é REI, e SEU reinado tem domínio sobre tudo. Purifica nosso coração para servir-TE com sinceridade, pois TU és o verdadeiro Deus, e TUA palavra, nosso Rei, é verdadeira e perdura para sempre.

TU tens TE mostrado para que se saiba que Hashém é O Deus; não há mais nada fora ELE. TEU Reinado é um reinado sobre todos os mundos, e o TEU domínio está através de todas as gerações. Hashém é Rei, Hashém foi Rei, Hashém será Rei para todo o sempre. Hashém dará força a nós Bnei Nôach e ao SEU povo Israel; Hashém abençoará os Bnei Nôach e o SEU povo Israel com a paz.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 100

Um salmo de agradecimento. Habitantes de toda a terra, aclamai com regozijo a Hashém. Sirvam a Hashém com alegria e apresentai-vos com cânticos alegres diante DELE. Lembrai que Hashém é Deus; ELE nos fez e somente a ELE pertencemos. Somos SEU povo, o rebanho de QUEM é pastor. Com agradecimento atravessai SEUS portões (do Bêt Hamicdásh – Templo Sagrado) e erguei louvores em SEUS pátios; rendei-LHE graças e bendizei SEU NOME. Porque pleno de bondade é Hashém; SUA misericórdia é eterna e SUA fidelidade e dedicação se estendem por todas as gerações.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Ên k’Elohênu

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Ên k’Elohênu” – “Não há [ninguém] como o nosso Deus” (e, “Cavê él Hashém” – “Confia em Hashém”.))

 

Confia em Hashém, sê forte e encoraja teu coração, e confia em Hashém. Ninguém é santo como Hashém, pois não há ninguém além de TI; nem há ninguém tão poderoso como nosso Deus. Pois quem é Deus, a não ser Hashém, e quem é poderoso além do nosso Deus?

Não há [ninguém] como o nosso Deus; não há [ninguém] como o nosso Senhor; não há [ninguém] como o nosso Rei; não há [ninguém] como o nosso Salvador. Quem é como o nosso Deus? Quem é como o nosso Senhor? Quem é como o nosso Rei? Quem é como o nosso Salvador? (Reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Deus; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Senhor; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Rei; (reconheçamos e) agradeçamos ao nosso Salvador. Bendito é o nosso Deus; bendito é o nosso Senhor; bendito é o nosso Rei; bendito é o nosso Salvador. TU és o nosso Deus; TU és o nosso Senhor; TU és o nosso Rei; TU és o nosso Salvador; TU nos salvarás. TU TE levantarás e terás piedade de Tsión, pois é hora de ser misericordioso com ela; chegou a hora estabelecida.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Alênu

(O que se segue é uma oração da liturgia judaica: “Alênu” – “É nosso dever”.)

 

É nosso dever louvar ao Senhor de tudo, atribuir grandeza ao Criador de toda existência; que não nos tem feito como as outras pessoas das nações, nem nos tem causado ser iguais às outras famílias da terra; que não tem determinado nossa porção como a deles, nem nosso quinhão como aquele das suas multidões, pois eles se prostram à futilidade e à nulidade. Mas nós nos curvamos, nos ajoelhamos e oferecemos louvores diante do Supremo Rei dos Reis, o Santo, bendito seja, que expande os céus e estabelece a terra, cujo assento de glória está nos céus acima e cuja majestosa moradia encontra-se nas alturas sublimes. ELE é nosso Deus; não há nenhum outro. Em verdade, ELE é nosso Rei, nada há além DELE, como está escrito em SUA Torá [em Devarím/Deuteronômio 4:39]: “Saiba, pois, este dia e leve ao teu coração, que Hashém é Deus; nos céus acima e sobre a terra abaixo, não há nenhum outro.”

TU tens TE mostrado para que se saiba que Hashém é O Deus; não há mais nada além DELE. Ouve, Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só. Pois os céus e o céu dos céus pertencem a Hashém, seu Deus, a terra e tudo que ela contém. Pois Hashém seu Deus é o Deus dos seres superiores e o Senhor das hostes celestiais, o grande, o poderoso e o reverencialmente temido Deus, que não favorece nem aceita suborno. Quando proclamo o NOME de Hashém, atribuam grandeza ao nosso Deus. Que o NOME de Hashém seja abençoado desde agora para toda a eternidade.

E portanto nós aspiramos a TI, Hashém, nosso Deus, ver em breve o esplendor do TEU poder, para banir idolatria da terra – e os deuses falsos serão totalmente destruídos; para aperfeiçoar o mundo sob a soberania do Todopoderoso. Toda a humanidade invocará o TEU NOME, dirigindo a TI todos os ímpios da terra. Então todos os habitantes do mundo reconhecerão e saberão que diante de TI deve ajoelhar-se todo joelho, e toda língua deve jurar (por TEU NOME). Perante TI, Hashém, nosso Deus, eles curvar-se-ão e prostrar-se-ão e darão honra à glória do TEU NOME; e todos assumirão sobre si o jugo do TEU reinado. Que em breve TU reines sobre eles, para todo o sempre, pois a realeza é TUA e por toda a eternidade TU reinarás gloriosamente, conforme está escrito na TUA Torá [em Shemót/Êxodo 15:18]: “Hashém reinará para sempre.”

E está dito [em Bamidbár/Números 23:21]: “ELE não olha a iniquidade em Yaacóv nem vê a perversidade em Israel: Hashém seu Deus está com ele e o amor do REI está nele.” E está dito [em Devarím/Deuteronômio 33:5]: “E Hashém foi REI em Yeshurun (Israel), quando os chefes do povo se reuniram, as tribos de Israel foram unidas.” E em TUAS sagradas Escrituras está escrito assim [em Tehilím/Salmos 22:29]: “Pois a soberania é só de Hashém, e ELE governa sobre todas as nações.” E está dito [em Tehilím/Salmos 93:1]: “Hashém é Rei; ELE vestiu-SE de majestade; sim, Hashém vestiu-SE, cingiu-SE de força e majestade; também estabeleceu o mundo firmemente para que este não vacile.” E está dito [em Tehilím/Salmos 24:7-10]: “Ergam, portões, seus batentes, e sejam erguidas, eternas portas, para que o glorioso Rei possa entrar. Quem é o glorioso Rei? Hashém, forte e poderoso; Hashém, poderoso na batalha. Ergam, portões, seus batentes; ergam-nas, eternas portas, para que o glorioso Rei possa entrar. Quem é o glorioso Rei? Hashém das hostes, ELE é o glorioso Rei por toda a eternidade.”

E por TEUS servos, os Profetas, está escrito o seguinte [em Yeshayáhu/Isaías 44:6]: “Assim disse Hashém, o Rei de Israel e seu Redentor, Hashém das hostes: EU sou o primeiro e EU sou o último, e além de MIM não há Deus.” E está dito [em Ovadiá/Obadias 1:21]: “Salvadores subirão ao Monte Tsión para julgar o monte de Essáv, e de Hashém será o reinado.” E está dito [em Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um.” E em TUA Torá está escrito assim [em Devarím/Deuteronômio 6:4]: “Ouve Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só.”

Nosso Deus, reina sobre o mundo inteiro em TUA glória, sê exaltado sobre toda a terra em TEU esplendor, e revela-TE na majestade de TEU glorioso poder sobre todos os habitantes de TEU mundo terrestre. Que tudo o que foi feito saiba que TU o fizeste; tudo o que foi criado compreenda que TU o criaste; e declare todo aquele que possua alento (de vida) em suas narinas que Hashém, Deus de Israel, é REI, e SEU reinado tem domínio sobre tudo. Purifica nosso coração para servir-TE com sinceridade, pois TU és o verdadeiro Deus, e TUA palavra, nosso Rei, é verdadeira e perdura para sempre.

Decerto, os justos exaltarão TEU NOME; os corretos residirão na TUA presença.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 145

Salmo de David. Exaltar-TE-ei, meu Deus e meu Rei, e bendirei sempre TEU NOME. Sim, louvar-TE-ei a cada dia, e TEU NOME hei de eternamente abençoar. Grande é Hashém e digno de todos os louvores, pois incomensurável é SUA grandeza. Cada geração transmitirá à seguinte o louvor de TUAS obras, e narrará a grandeza de TEUS poderosos feitos. Meus pensamentos se voltarão para o esplendor de TUA Majestade, e sobre as maravilhas de TUAS realizações, falarei sempre. Sobre TEU poder temível e sobre a abundância de TUA generosidade não deixarei de me pronunciar, e sobre TUA permanente retidão cantarei exultante. Piedoso e pleno de bondade é Hashém, tardio em irar-SE, e sempre pronto a ser generoso. ELE é bom para com todos e o manifesta através de todos os SEUS feitos. Hão de agradecer-TE todos os frutos de TUA criação, e abençoar-TE todos os que TE são devotados. Sobre TEU reinado de glória falarão e sobre TEU poder narrarão, para dar a conhecer a todos os seres humanos TEUS atos poderosos e o glorioso esplendor de TEU reino. TEU Reinado (é um Reinado sobre todos os mundos e) se mantém por toda a eternidade e sobre todas as gerações manifesta seu domínio. Hashém reergue todos os caídos, e dá apoio a todos os abatidos. Os olhos de todos se voltam para TI com esperança, e o alimento de que precisam lhes proporciona no tempo apropriado. Abres TUAS mãos e satisfazes os anseios de todos os seres. Justos são todos os caminhos de Hashém e repletos de magnanimidade todos os SEUS atos. Hashém está sempre próximo dos que O invocam, dos que por ELE clamam com sinceridade. Atenderá o desejo dos que O temem; seu clamor há de escutar e lhes trará a salvação. Hashém protege aos que O amam, mas certamente destruirá os malévolos. Que proclame minha boca o louvor de Hashém, e bendiga toda criatura SEU Santo NOME por todo o sempre!

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Tehilím/Salmos 150

Louvem ao Todopoderoso (no lugar da) SUA Santidade, louvem-NO no firmamento, onde se manifesta SEU poder. Louvem-NO por SEUS atos poderosos, louvem-NO de acordo com SUA extraordinária grandeza. Louvem-NO ao som do Shofár; louvem-NO com a harpa e a lira. Louvem-NO com melodias e ritmo; louvem-NO com instrumentos de corda e flauta. Louvem-NO com o clangor de címbalos; louvem-NO com altissonantes trombetas. Que todos os seres vivos louvem a Hashém!

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ A Oração Devota ou A Oração de Devoção dos Noaítas

(Nome alternativo: “Amidá” Noaica)

 

(Contendo a base do modelo fornecido pelo Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet)

 

“Hashém, abre meus lábios e minha boca dirá o TEU louvor.”*

* Tehilím/Salmos 51:17

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Criador dos céus e da terra, que outorga generosas bondades. “Agradeçam a Hashém, pois ELE é bom, pois SUA bondade é eterna. Que o Povo de Israel declare que SUA bondade é eterna. Que aqueles que temem Hashém declarem que SUA bondade é eterna.”* E ELE, sendo misericordioso, perdoa a iniquidade, e não destrói; frequentemente ELE afasta SUA ira e não desperta toda SUA cólera. Que TU, Hashém, não retires TUAS misericórdias de mim. Que TUA bondade e verdade continuamente me guardem. Hashém é bom para todos, e SUAS misericórdias estão em todos os SEUS feitos. Hashém é justo em todos os SEUS caminhos e benevolente em todas as SUAS ações.

* Tehilím/Salmos 118:1-4

Concede-nos, graciosamente, de TI, sabedoria, compreensão e conhecimento. Nosso PAI, misericordioso PAI, que é compassivo, tem piedade de nós, e põe em nosso coração entendimento para compreender e discernir, para perceber, para aprender e ensinar, para cuidar, para praticar e cumprir todos os ensinamentos de TUA (Palavra, A) Torá com amor. Tua Torá é A Verdade.

Nosso Deus, não somos tão atrevidos para declarar diante de TI, Hashém nosso Deus, que somos retos e não pecamos. Realmente, nós pecamos. Nós pecamos, nossa ROCHA; perdoa-nos, nosso Criador. Perdoa nossas iniquidades e nossos pecados. TU reconheces os pecados deliberados ou inadvertidos, a (transgressão) voluntária ou por compulsão, abertamente ou em segredo – diante de TI são reveladas e conhecidas. TU conheces todas as coisas ocultas e reveladas. TU conheces os segredos ocultos de todo ser vivo. TU exploras todos os (nossos) pensamentos mais íntimos e sondas (nossa) mente e coração; nada se oculta de TI, nada se esconde de TUA vista. Perdoa-nos, nosso PAI, pois pecamos; desculpa-nos, nosso Rei, pois transgredimos. Hashém meu Deus, o que pequei diante de TI, apaga em TUAS abundantes misericórdias, mas não através de sofrimento ou doença grave.

“Abençoa a Hashém (pois) ELE é QUEM perdoa todas as tuas transgressões e QUEM cura todas as tuas doenças” [Tehilím/Salmos 103:1-3]. “EU, Hashém, faço morrer e faço viver; EU firo e EU saro” [Devarím/Deuteronômio 32:39]. ‘Cura-nos, Hashém, e seremos curados, salva-nos e seremos salvos; pois TU és nosso louvor e nossa glória.’* Concede cura e remédio total a todas as nossas doenças, todas as nossas dores e todas as nossas feridas, pois TU, REI Todopoderoso, és AQUELE que cura, fidedigno e misericordioso.

* Alusão à Yirmiyáhu/Jeremias 17:14

Nosso Deus, nosso PAI, nosso PASTOR, nutre-nos, sustenta-nos, alimenta-nos e provê-nos com abundância. Hashém, nosso Deus, por favor não nos faças depender das dádivas dos mortais ou dos seus empréstimos, e sim somente de TUA mão. Que o Misericordioso providencie nosso sustento com honra.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, Deus benevolente, nosso PAI, nosso REI, nossa FORÇA, nosso Criador, nosso Redentor, nosso Fazedor, nosso SAGRADO, nosso PASTOR, o REI que é bondoso e faz o bem a todos, dia a dia. ELE nos fez o bem, ELE nos faz o bem, ELE nos fará o bem; ELE nos concedeu, nos concede e nos concederá sempre graça, bondade, misericórdia, alívio, salvação e êxito, bênção, redenção, consolo, subsistência e sustento, compaixão, vida, paz e todo bem; e que ELE nunca nos faça carecer de nenhum bem.

TU és Hashém Deus no céu e na terra, e no mais elevado céu dos céus. Na verdade, TU és o primeiro e TU és o último, e além de TI não há Deus. Que toda a humanidade reconheça e saiba que somente TU és Deus sobre todos os reinos da terra. TU fizeste os céus, a terra, o mar e tudo o que há neles. Quem, dentre todas as obras de TUAS mãos, celestiais ou terrestres, pode TE dizer “O que TU estás fazendo? O que TU estás realizando?” Realiza, Hashém, nosso Deus, breve em nossos dias, o que TU asseguraste através de TEUS Profetas, como foi dito [em Zechariá/Zacarias 14:9]: “Hashém será Rei sobre toda a terra; nesse dia Hashém será Um e o SEU NOME Um”; e como foi dito [em Tsefaniá/Sofonias 3:9]: “Farei então com que os povos voltem a conhecer uma língua pura, com a qual todos possam invocar (do mesmo modo) o NOME de Hashém, para servi-LO com seus sentimentos unidos”; e como foi dito [“por Yeshayáhu ben Amóts (Isaías filho de Amóts)” – em Yeshayáhu/Isaías 2:1-3, 17, 18 – “a respeito de Yehudá (Judá) e Yerushaláyim (Jerusalém): E ocorrerá nos dias derradeiros (acharít hayamím), que (ao) Monte da Casa de Hashém…afluirão todas as nações…e dirão: ‘Vinde e ascenderemos à montanha de Hashém, à Casa do Deus de Yaacóv! ELE nos ensinará SEUS caminhos e por eles seguiremos, pois de Tsión virá o ensinamento da Torá e de Yerushaláyim (Jerusalém) a Palavra de Hashém!’ Neste dia somente Hashém será exaltado. Os deuses falsos serão totalmente destruídos”; e como foi dito [em Yeshayáhu/Isaías 11:9]: “Não causarão dano e nada destruirão em Meu santo Monte, porque a terra estará repleta do conhecimento de Hashém, como as águas cobrem o mar.”

Ouve nossa voz, Hashém, nosso Deus; misericordioso PAI, tem compaixão de nós e aceita nossas preces com misericórdia e favor, pois TU és Deus que ouve as preces e as súplicas; nosso Rei, TU escutas a prece de todos. Bendito és TU, Hashém, que ouve a prece.

“Ó OUVINTE de prece, a TI toda carne virá (para rezar).”*

* Tehilím/Salmos 65:3

Reconhecemos com gratidão que TU és Hashém, nosso Deus, Deus de toda carne, nosso Criador e Criador de toda existência. Nós oferecemos bênçãos e graças ao TEU grande e santo NOME, pois TU nos deste vida e nos sustentaste; que TU continues a conceder-nos vida e a nos sustentar. Nós TE agradecemos, Hashém, nosso Deus, pela vida, graça e bondade que nos concedeste graciosamente e pelo alimento com o qual nos nutre e sustenta todo dia, a todo momento e a toda hora. Bendito é Deus, que é digno de agradecimentos.

“A TI, Hashém, virão as nações desde as extremidades da terra e dirão: ‘Nossos pais herdaram somente mentiras e coisas vãs em que não há proveito.’ ” [Yirmiyáhu/Jeremias 16:19] “Assim disse Hashém das hostes: Naqueles dias, dez homens de diferentes línguas e de todas as nações segurarão a orla das vestes do judeu, dizendo: ‘Iremos contigo, porque sabemos que Deus está contigo!’ ” [Zechariá/Zacarias 8:20-23]

TU és Criador de tudo, A VIDA de todos os mundos, Deus de todas as coisas criadas, Senhor de todos os acontecimentos. Essa é a obrigação de todos os seres criados (celestiais e terrestres), Hashém, nosso Deus, dar graças, louvar, enaltecer, glorificar, exaltar, elogiar, abençoar, magnificar e aclamar a TI. Somente a TI damos graças.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pela Paz

(Extraída do Sidúr)

 

Concede a paz, bondade e bênção, vida, graça, benevolência e misericórdia, sobre nós e sobre todo TEU povo Israel. Abençoa-nos, nosso PAI, a todos nós como um, com a luz do TEU semblante. Pois com a luz do TEU semblante nos deste, Hashém, nosso Deus, a Torá e as Sete Leis, vida, amor, bondade, retidão, misericórdia, bênção e paz. E que todos os seres vivos TE agradeçam para sempre e louvem TEU grande NOME eternamente, pois TU és bom. Deus, TU és nossa salvação e ajuda perpétua, ó Deus benevolente. Bendito és TU, Hashém, “[Deus] Benéfico” é TEU NOME e a TI é adequado agradecer. E no Livro da vida, bênção, paz, prosperidade, salvação, consolo e decretos favoráveis, sejamos recordados e inscritos nós, Bnei Nôach, e todo TEU povo, a Casa de Israel, perante TI, para uma vida feliz e para a paz. “Hashém orientará as causas entre as nações e estabelecerá SUAS decisões entre os muitos povos. Converterão então suas espadas em arados e suas lanças em foices. E cada nação não levantará contra outra sua espada, e não mais aprenderão a guerra.”* Bendito és TU, Hashém, que abençoa a humanidade com a paz.

* Yeshayáhu/Isaías 2:4

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pelos Pais

 

Que O DEUS que abençoou a Nôach, abençoe a meu pai (nome) e a minha mãe (nome). Que o Rei do universo conceda a eles uma vida longa, paz, amplo sustento, ajuda celestial, saúde corporal, riqueza e honra com amor pela TUA (Palavra, A) Torá e as Sete Mitsvót (Leis Divinas). Que seja a TUA vontade cumprir os desejos dos seus corações, porque eles são os pilares do nosso lar.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração pelos Filhos

 

(Normalmente o pai coloca uma mão, a direita, sobre a cabeça de seu(s) filho(s) enquanto recita o seguinte.)

 

Que Hashém te abençoe e te guarde. Que Hashém faça resplandecer SEU semblante sobre ti e seja gracioso contigo. Que Hashém volte SEU semblante para ti e te conceda paz. Que o/a (nome do/a filho/a) ande com Hashém entre os justos das nações agora e para sempre.

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Shemá (noaica)

 

(Na oração “Shemá Yisrael” está proibido aos noaítas substituir “Israel” por “Nôach” (“Noé”).)

 

SHEMÁ YISRAEL, HASHÉM ELOHÊNU, HASHÉM ECHÁD.

OUVE ISRAEL, HASHÉM É NOSSO DEUS, HASHÉM É UM SÓ.

(Recite em voz baixa: )
Bendito seja o Nome da glória de SEU reinado para todo o sempre.

E amarás a Hashém, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda as tuas posses. E estas palavras que EU te ordeno hoje estarão sobre o teu coração, e as inculcarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.*

* Devarím/Deuteronômio 6:4-7

E Hashém Deus ordenou ao homem, dizendo: “De toda árvore do jardim podes comer.”*

* Bereshít/Gênesis 2:16

Porém, a carne com sua alma estando com vida e seu sangue, não comereis.*

* Bereshít/Gênesis 9:4

A Torá de Hashém é perfeita e reconforta a alma; verdadeiro é o testemunho de Hashém, que torna sábio o mais simples. De absoluta retidão são os preceitos de Hashém e trazem alegria ao coração; límpida é a mitsvá (o mandamento) de Hashém, que ilumina os olhos. Puro é o temor de Hashém e perdura para sempre; verdadeiros são os julgamentos de Hashém, todos igualmente justos. São mais desejáveis que o ouro, que o ouro mais refinado; mais doces que o mel que se forma nos favos. TEU servo se esmera em cumpri-los e sei que grande é a recompensa por sua observação. Mas quem consegue discernir seus próprios erros? Purifica-me das faltas involuntárias que não percebo. Preserva-me também dos pecados conscientes, para que não me dominem; serei então plenamente íntegro e estarei inocente de grandes transgressões. Possam as palavras de minha boca e a prece de meu coração serem aceitas por TI, ó Hashém, minha Rocha e meu Redentor.*

* Tehilím/Salmos 19:8-15

Bendito sejas TU, ó Hashém, que me ensinas TEUS Preceitos. Concede-me discernimento e sabedoria, pois creio plenamente em TEUS Mandamentos. Antes de estudar TUA Torá, eu andava em erro, mas agora TUA Palavra tenho guardado. TUA Palavra (A Torá) é uma lâmpada para os meus pés e uma luz para o meu caminho. Rejeitas os que de TEUS Ensinamentos se afastam, porque vivem em mentira e falsidade. TU és meu Deus e eu TE exaltarei; meu Deus és TU e sempre TE louvarei.*

* Tehilím/Salmos 119:12, 66, 67, 105, 118; 118:28

Louvai a Hashém, ó vós, todas as nações! Louvado seja ELE por todos os povos! Porque imensa é SUA constante bondade para conosco, e para sempre durará SUA fidelidade. Louvado seja Hashém!*

* Tehilím/Salmos 117

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Oração

(Esta oração deve ser recitada entre o final da tarde e o começo da noite (do Yom Kipúr 2017))

 

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que distingue entre a luz e a escuridão, entre o dia e a noite, entre o Sétimo Dia e o primeiro dia da semana, entre Israel e as nações, que juntos são parceiros em um único propósito sagrado, disseminar “O Conhecimento de Hashém” e ‘fazer que Hashém, O Deus de Israel, seja O ÚNICO Deus em toda a terra e que Deus tenha UM SÓ MESMO NOME (O SEU PRÓPRIO NOME, Hashém) em toda a terra.’ [Yeshayáhu/Isaías 11:9; Zechariá/Zacarias 14:9] “Cântico de ascensão. Bendizei a Hashém, todos vós, servos de Hashém, que estais na Casa de Hashém à noite (para louvá-LO). Ergam suas mãos em santidade e bendizei a Hashém. E que de Tsión vos abençoe Hashém, que criou os céus e a terra.” *

* Tehilím/Salmos 134

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Outras Bênçãos

 

● Imediatamente após acordar, antes de levantar-se:

“Dou graças a TI, Rei vivo e eterno, pois TU misericordiosamente devolveste minha alma dentro de mim. Tua fidelidade é grande.”

 

● Depois de vestir-se e estando pronto para iniciar seu dia:

“Meu Deus, a alma que TU me deste dentro de mim é pura. TU a criaste, TU a formaste, TU a sopraste em mim, e TU a preservas dentro de mim. E TU a tomarás de mim, finalmente, e a devolverás dentro de mim no Tempo Vindouro (na ressurreição dos mortos). Enquanto a alma estiver em mim, dou graças a TI, Hashém meu Deus, Mestre de todas as obras, Senhor de todas as almas. Bendito és TU, Hashém, que devolve almas aos corpos mortos.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que remove o sono dos meus olhos e a sonolência das minhas pálpebras.

E que seja a TUA vontade, Hashém, nosso Deus, nos acostumarmos a (estudar TUA Palavra, A) Torá, e fazer-nos apegar aos TEUS mandamentos. Não nos leves ao pecado, nem à transgressão ou iniquidade, nem à tentação ou ao desprezo; que a má inclinação não tenha domínio sobre nós. Faze com que nos apeguemos à boa inclinação e às boas ações; e fórça nossa inclinação a ser subserviente a TI. Concede-nos hoje e todo dia graça, benevolência e misericórdia em TEUS olhos e nos olhos de todos que nos contemplam.

Que seja a TUA vontade, Hashém meu Deus, proteger-me hoje e todo dia dos homens insolentes e do despudor; de um homem perverso, de uma má companhia, de um mau vizinho e de uma má ocorrência; de um olho mau (inveja), de uma língua maliciosa, da difamação, do falso testemunho, do ódio dos homens, de acusações caluniosas, da morte não natural, das severas doenças e do infortúnio; do adversário destrutivo (Satán), de um julgamento severo, de um oponente implacável, e da retribuição do Guehinom.”

 

● Bênção curta para após as refeições (mesmo um lanche):

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, de cuja generosidade temos comido.”

 

● Bênção longa para após as refeições:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que alimenta o mundo inteiro com a SUA bondade, com graça, benevolência e com misericórdia; ELE dá alimento a toda carne, pois a SUA benevolência dura para sempre. Pela SUA grande bondade, que está sempre conosco, nunca nos falta e que não nos falte alimento para todo o sempre, por SEU grande NOME. Pois ELE é um Deus bondoso que nutre e sustenta a todos e faz bem a todos e providencia alimento para todas as SUAS criaturas as quais criou. Como está dito: “TU abres a mão e satisfazes toda coisa viva com favor.” Bendito és TU, Hashém, que provê alimento a todos.”

 

● Antes de comer pão:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que faz sair o pão da terra.”

 

● Antes de comer arroz, macarrão, bolo, torta, cereais:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria diversas espécies de alimentos.”

 

● Antes de alimentos como chocolate, carne, peixe, ovo, etc.:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, por cuja palavra tudo veio a existir.”

 

● Antes de qualquer tipo de bebida (água, leite, suco, chá, café, etc.) exceto vinho e suco de uva:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, por cuja palavra tudo veio a existir.”

 

● Antes de beber vinho ou suco de uva:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da vinha.”

 

● Antes de comer de todas as frutas que crescem em árvores:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da árvore.”

 

● Antes de comer de todas as frutas que crescem da terra (vegetais, raízes, e algumas frutas como banana, abacaxi, morango, etc.):

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que cria o fruto da terra.”

 

● Para todas as vezes em que fazemos nossas necessidades básicas, fisiologicamente vitais*:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que formou o homem com sabedoria, e nele criou muitos orifícios e cavidades. É revelado e conhecido diante do Trono da TUA glória que se apenas um deles fosse bloqueado, ou um deles fosse aberto, seria impossível existir mesmo por um curto momento. Bendito és TU, Hashém, que cura todo ser vivo e faz maravilhas.”

* Não se deve recitá-la no banheiro e nem próximo a ele.

 

● Ao escutar boas notícias, relativas a si próprio ou aos outros:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que é bom e faz o bem.”

 

● Ao escutar más notícias, Deus nos livre:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, o verdadeiro Juiz.”

 

● Antes de dormir:

“Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que com SUA palavra faz com que as tardes escureçam. Com sabedoria abre as portas (do céu); com discernimento altera os períodos (do dia), varia os tempos e ordena as estrelas em suas posições no céu conforme SUA vontade. ELE cria o dia e a noite; envolve a luz perante a escuridão e a escuridão perante a luz; faz com que transcorra o dia e traz a noite, e separa entre o dia e a noite; Hashém das hostes é SEU NOME. Bendito és TU, Hashém, que faz com que as tardes escureçam.

Senhor do universo! Eu perdoo quem quer que tenha me enfurecido ou irritado, ou que pecou contra mim.

“Concede-me TUA graça, ó Deus, conforme TUA benevolência, e por TUA imensa misericórdia apaga minhas transgressões. Limpa-me completamente da minha iniquidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu reconheço minhas transgressões e ante mim está sempre meu pecado. Volta TUA face dos meus pecados (que estão de pé para acusar-me) e apaga todas as minhas iniquidades. Ó Deus, cria em mim um coração puro e renova a integridade no interior de meu espírito. Não me afastes da TUA Presença. Hashém, abre meus lábios e minha boca dirá o TEU louvor. Um coração angustiado e pleno de arrependimento, ó Deus, TU jamais desprezarás.”*

* Extraído de Tehilím/Salmos 51

Ouve Israel, Hashém é nosso Deus, Hashém é Um Só.

Quando te deitares, não sentirás temor; te deitarás e teu sono será doce.

Que durma bem; que desperte com misericórdia.

Bendito és TU, Hashém, nosso Deus, Rei do universo, que faz cair os laços de sono sobre meus olhos e sonolência sobre minhas pálpebras e que dá luz à pupila do olho. Seja a TUA vontade, Hashém, meu Deus, fazer-me deitar em paz e levantar-me para uma boa vida e paz. Não permitas que meus pensamentos me perturbem, nem sonhos ruins nem as fantasias pecaminosas, e que minha progenie seja perfeita perante TI. Ilumina meus olhos, para que eu não durma o sono da morte. Bendito és TU, Hashém, que em SUA glória ilumina a todo o mundo.”

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

→ Prece por uma pessoa enferma

 

“Nas mãos de Hashém estão a força e o poder para curar todas as doenças de todas as pessoas.

Que AQUELE que abençoou a nosso pai Nôach, cure a pessoa enferma (menciona-se seu nome) filho/a de (menciona-se o nome de sua mãe). Que o Santo, bendito seja, apiede-SE dele/a para restabelecer sua saúde e o/a cure, o/a fortaleça e lhe dê vigor. E que ELE SE apresse a enviar-lhe uma total recuperação a todas as partes de seu corpo e veias – entre as demais pessoas enfermas da humanidade e do TEU Povo Israel – cura de espírito e cura do corpo.”

 

© Noahidebr 2015-2017
_________________

 

Guia Rósh Hashaná e Yom Kipúr 2017 para noaítas (Bnei Nôach/Filhos de Noé)

 

Por noahidebr.com

(Tradução, produção, organização, edição e adaptação em Língua Portuguesa (Brasil) por noahidebr.com)

© Noahidebr 2015-2017
https://noahidebr.com/copyright/

 

Textos por Noahidebr, Oklahoma B’nai Noah Society, Ask Noah International, e Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

© Noahidebr 2015-2017
© 1996-2007 Oklahoma B’nai Noah Society
© 2002-2017 Ask Noah International
© Rav Dr. Jacob Immanuel Schochet

 

Traduzido do inglês e do espanhol por Noahidebr

 

Esta obra não deve ser comercializada.

O site noahidebr.com não comercializa esta obra. Em nosso site, disponibilizamo-la gratuitamente.

https://noahidebr.com/copyright/

_________________

 

Dedicado a M., S., N., E., F., e, S.

Padrão
Uncategorized

Os Gentios (os não-judeus)

Os Gentios (os não-judeus)

 

Por Mechon-mamre.org

 

A Torá sustenta que os gentios justos de todas as nações (aqueles que observam as Sete [Categorias de] Leis de Noach (Noé), listadas abaixo) têm um lugar no Mundo Vindouro. Mas nem todos os gentios religiosos ganharão a vida eterna em virtude de observarem a sua religião[*]:

[* Quer dizer, ter religião ou ser religioso não é sinônimo de se ser gentio justo (pois que o próprio termo gentio justo já é sinônimo de devoto de Hashem).]

Por exemplo:

• Embora se reconheça que os muçulmanos [possuem um conceito unitário de Deus], nem sequer aqueles que seguem os princípios de sua religião podem ser considerados justos aos olhos de D’us, porque eles não aceitam que a Torá (o Pentateuco) nas mãos dos judeus hoje seja a Torá original ditada por D’us [no Monte Sinai] e eles não aceitam as Shéva Mitsvót Nôach, Sete Leis de Noé, como obrigatórias a eles.

• Enquanto os cristãos geralmente aceitam a Bíblia Hebraica como verdadeiramente de D’us, muitos deles (aqueles que aceitam a chamada divindade de Jesus/Yeshu) são idólatras de acordo com a Torá, [pecado este] punível com a morte, e certamente não desfrutarão do Mundo Vindouro. Mas não é só ser um membro de uma denominação em que a maioria são crentes na Trindade que é idolatria, mas a prática idólatra pessoal[*], independentemente da filiação do indivíduo.

[* Como por exemplo, acreditar que D’us tem inimigos ou um arquiinimigo, que existe um inimigo criador do mal, que D’us é pessoa, que D’us é espírito (ser espiritual), que D’us sacrificou um humano, e ainda, que D’us sacrificou um humano pelos pecados de toda a humanidade, que um humano participou na criação do mundo, que tem de se orar para um humano (nesta última questão, alguns cristãos podem argumentar que não oram para Jesus/Yeshu mas apenas em seu nome. No entanto, o chamado novo testamento deixa claro que mesmo “apenas” pedir ao Pai “em nome do seu filho” significa na verdade “falar diretamente com o próprio filho”, sim, orar ao filho, e também deixa claro que o filho não leva orações para o Pai visto que a única coisa que importa para o Pai é que se acredite no filho (João 14:13-14; 16:26-27)).]

[(Para os mitos sobre os Bnei Noach,veja
https://noahidebr.com/2016/09/01/the-sons-of-noahos-filhos-de-noah/
)]

Ao contrário da crença popular, a Torá não sustenta que os judeus são necessariamente melhores que as outras pessoas simplesmente porque são judeus. Embora sejamos o povo escolhido de D’us, não acreditamos que D’us escolheu os judeus por causa de qualquer superioridade inerente. De acordo com uma história no Talmud, D’us ofereceu a Torá a todas as nações da terra, e os judeus foram os únicos que a aceitaram. De acordo com outra história, ofereceu-se a Torá aos judeus e eles aceitaram-na somente porque D’us susteve uma montanha sobre suas cabeças! Outra história tradicional sugere que D’us escolheu os judeus porque eram os mais humildes das nações, e seu sucesso seria atribuído ao poder de D’us em vez de a sua própria capacidade. Claramente, estas não são idéias de um povo que pensa que são inerentemente melhores do que outras nações.

Por causa da aceitação da Torá, os judeus têm um status especial aos olhos de D’us, mas perdem esse status especial quando abandonam a Torá. Além disso, as bênçãos que os judeus recebem de D’us por aceitarem a Torá vêm com um preço elevado: os judeus têm uma responsabilidade [espiritual/moral] maior do que os não-judeus. Enquanto os não-judeus só são obrigados a obedecer as sete categorias de leis dadas a Noé, os judeus são responsáveis pelo cumprimento das 613 mitsvot (leis) da Torá, assim, D’us punirá os judeus por fazerem muitas coisas que não seriam um pecado para os não-judeus.

As Sete Leis de Noé

De acordo com a tradição da Torá, quando D’us salvou Noé e sua família do dilúvio, ELE lhes deu sete mandamentos para observarem. Estes mandamentos são conhecidos como os mandamentos noaicos ou os mandamentos noaíticos (dos noaítas). [Na Torá (bíblia), os mandamentos noaicos NÃO são:
(1.) enumerados como sete,
(2.) denominados mandamentos ou mandamentos noaicos,
(3.) nem mesmo caracterizados como mandamentos (eles nem sequer possuem o formato de mandamentos).
É a tradição que aponta sete mandamentos na Torá – primeiramente a partir de uma série de referências específicas para punições dadas aos não-judeus para esses tipos de transgressões* – e compila a lista de sete.
(* Veja
https://noahidebr.com/2016/02/04/as-sete-leis-de-noe-no-talmud-da-babilonia-sanhedrin-56a/
No artigo do Rav Adin Steinsaltz)]

Os mandamentos noaicos são:

não cometer idolatria;
não cometer blasfêmia;
não cometer assassinato;
não ter relações sexuais proibidas;
não cometer roubo;
não comer carne de um animal vivo;
estabelecer tribunais de justiça para punir os infratores das outras seis leis.

Estes mandamentos podem parecer bastante simples e diretos, e muitos deles são reconhecidos pela maioria do mundo como princípios morais sólidos. Mas de acordo com a Torá apenas os gentios que observam estas leis porque elas lhes foram ordenadas por D’us na Sua [Eterna e Imutável] Torá é que desfrutarão da vida no Mundo Vindouro [(esses são os gentios justos ou justos entre as nações, também denominados os sábios entre as nações, pois são devotos de Hashem entre as nações), agora,] se estas leis são observadas pelos gentios porque elas parecem razoáveis ou se estas leis são observadas por eles porque eles pensam que elas lhes foram ordenadas por D’us por quaisquer outros meios que não o da Sua [Eterna e Imutável] Torá [(em outras palavras, se estas leis são observadas por eles até mesmo porque, de alguma maneira, as suas próprias religiões ensinam-nas)], eles poderiam muito bem não obedecê-las[, a uma, ou a algumas,] no âmbito do Mundo Vindouro[*].

[* Pois poderiam argumentar que, exatamente por estes mesmos meios que não o da Torá (sonhos, visões, chamados, inspirações, profecias, etc), eles receberam novas revelações “de D’us” ordenando-lhes a não obedecê-las (fosse a nenhuma delas ou a algumas delas) (que é o que de fato ocorre na criação das religiões, como de fato ocorreu nos casos do cristianismo e do maometismo (mohammadismo), que seus “profetas” tiveram “novas revelações” e criaram suas religiões abandonando assim a doutrina dos mandamentos universais de Hashem e os substituindo por novas palavras “divinas”).]

Os mandamentos noaicos são obrigatórios para todas as pessoas [em todas as épocas e em todos os lugares], porque todas as pessoas são descendentes de Noé e sua família. As 613 mitsvot da Torá, por outro lado, só são obrigatórias para os descendentes daqueles que aceitaram os mandamentos no Sinai e para aqueles que assumem o jugo dos mandamentos voluntariamente (por conversão). Alguns dizem que os mandamentos noaicos são aplicados de forma mais branda para não-judeus do que os mandamentos correspondentes para judeus, porque os não-judeus não têm o benefício da Torá Oral para guiá-los na interpretação das leis. Alguns rabinos europeus (presumivelmente por causa do medo de represálias de seus vizinhos cristãos, famosos pela sua violência para com os judeus) têm ido tão longe ao ponto de dizer que adorar a D’us na forma de um homem constitui idolatria para um judeu, [pecado este] punível com a morte, mas que o culto cristão de Jesus/Yeshu não constitui idolatria [para os gentios]. Na verdade, qualquer idolatria para a qual um judeu é punido com a morte também um não-judeu é punido com a morte, incluindo adorar um homem como deus.

Neste site, fornecemos (dentro do possível) uma exposição completa das Sete Leis, incluindo muitos detalhes que não poderiam ser adivinhadas a partir da lista acima.

Termos usados para gentios

Parece que alguns gentios preferem o termo mais neutro não-judeu, porém, poucos hoje se sentem insultados por serem chamados de gentios, o termo clássico para nações que aparece frequentemente em traduções da Bíblia. Ao usá-la aqui, certamente não temos nenhuma intenção de ofender ninguém; aliás, nem sequer teríamos escrito este artigo se fôssemos faltar com respeito e carinho para com os gentios.

A palavra hebraica ou iídiche que se usa com mais frequência para um não-judeu é goy. A palavra goy significa nação, e se refere ao fato de que goyim são membros de outras nações, ou seja, outras nações que não os Filhos de Israel. Não há nada inerentemente insultuoso na palavra goy. Na verdade, a Bíblia ocasionalmente se refere ao povo judeu usando o termo goy. Mais notavelmente, em Êxodo 19:6, D’us diz que os Filhos de Israel serão “um reino de sacerdotes e uma nação santa”, ou seja, uma goy cadosh. Porque os judeus tiveram tantas más experiências com antissemitas não-judeus ao longo dos séculos, o termo goy assumiu algumas conotações negativas, mas em geral o termo não é mais insultuoso do que a palavra “gentio”.

Os termos mais insultuosos para não-judeus são shiksa (feminino) e shkutz ou sheketz (masculino). Pode-se concluir que estas palavras são derivadas da raiz hebraica Shin-Cuf-Tsadic, significando repugnante ou abominação. A palavra shiksa, mais comumente usada para se referir a uma mulher não-judia que está namorando ou casada com um homem judeu, deveria dar alguma indicação de quão fortemente os judeus se opõem à idéia de casamentos mistos. O termo shkutz ou sheketz é mais comumente usado para se referir a um homem antissemita. Ambos os termos podem ser usados de uma forma menos grave, mais na brincadeira, mas em geral, em todo o caso, devem ser usados com precaução; na verdade, nós, pessoalmente, só usamos esses termos para nos referirmos a “judeus” apóstatas cujo comportamento é repugnante.

Casamentos Mistos

A Torá não permite ou mesmo reconhece casamentos entre judeus e gentios, se realizados, apesar da proibição. A punição para judeus por esse tipo de casamento é serem cortados do povo judeu e do Mundo Vindouro, [não importa] se o casal se casou formalmente de acordo com a lei secular ou se apenas vivem juntos.

A Torá Escrita afirmou que os filhos de tais uniões seriam afastados do povo judeu (Deuteronômio 7:3-4), e a experiência tem mostrado muito bem a verdade desta passagem: filhos de casamentos mistos raramente são criados como judeus; eles normalmente são educados na fé do parceiro não-judeu ou não-religioso. Este fato pode refletir que os judeus que não casam entre si não estão profundamente comprometidos com a sua religião em primeiro lugar (se estivessem, por que eles iriam casar-se com alguém que não a compartilha?), daí que as estatísticas são suficientemente alarmantes para ser uma questão de grande preocupação para a comunidade judaica.

Alguns judeus ortodoxos chegam ao ponto de afirmar que o casamento misto é realizar o que Hitler não conseguiu: a destruição do povo judeu. Isso pode parecer uma visão extrema, um exagero, mas ilustra vividamente como muitos judeus levam a sério a questão de casamentos mistos. No entanto, atualmente a maioria dos judeus fora da terra de Israel estão tomando parceiros conjugais não-judeus.

Se o cônjuge não-judeu verdadeiramente compartilha os mesmos valores que o cônjuge judeu, então o não-judeu é bem-vindo a converter-se, e se o não-judeu não compartilha os mesmos valores, então o casal não deve se casar em primeiro lugar. Embora a conversão apenas para permitir que um gentio se case com um judeu não seja legítima, muitos gentios inicialmente consideram a conversão após encontrarem um cônjuge judeu potencial, e depois, no final, tornam-se um convertido sincero antes do casamento.

Conversão

Em geral, judeus não tentam converter não-judeus ao judaísmo. Na verdade, de acordo com a Halachá (Lei Judaica), os rabinos deveriam supostamente fazer três tentativas vigorosas para dissuadir uma pessoa de querer se converter ao judaísmo.

Como a discussão acima explica, os judeus têm um monte de responsabilidades que os não-judeus não têm. Para ser considerado uma pessoa boa e justa aos olhos de D’us, um não-judeu precisa seguir apenas os sete mandamentos noaicos, enquanto um judeu tem de seguir todos os 613 mandamentos dados na Torá. Se o potencial converso não for seguir a essas regras extras é melhor para ele ou ela permanecer gentio, e uma vez que os judeus são responsáveis uns pelos outros, também é melhor para nós que essa pessoa permaneça gentia. A tentativa rabinicamente designada para dissuadir um convertido se destina a certificar-se de que o convertido em potencial é sério e disposto a assumir toda essa responsabilidade extra.

Uma vez que uma pessoa tenha decidido se converter, o prosélito deve começar a aprender a lei e os costumes judaicos, e começar a observá-los. Este processo de ensino geralmente leva pelo menos um ano porque o convertido em potencial é incentivado a experimentar cada um dos feriados judaicos; no entanto, a quantidade real de estudo exigido irá variar de pessoa para pessoa (por exemplo, um convertido que foi criado como um judeu pode não precisar de qualquer educação adicional, enquanto outra pessoa precise de vários anos).

Concluído o ensino, o prosélito é apresentado a um Beit Din (Corte Rabínica) que o examina e determina se ele ou ela está pronto para tornar-se um judeu. Se o prosélito passar neste exame oral, são realizados os rituais de conversão. Se o convertido é do sexo masculino, ele é circuncidado (ou, caso ele já tenha sido circuncidado, um pontinho de sangue é extraído para efeitos de uma circuncisão simbólica). Ambos os convertidos, homem e mulher, são imersos no micvê (um banho ritual utilizado para a purificação espiritual). Dá-se ao convertido um nome judeu e então ele ou ela é introduzido na comunidade judaica.

Na teoria, uma vez concluída o processo de conversão, o convertido é judeu tanto quanto uma pessoa nascida na religião. Na prática, o convertido é geralmente tratado com cautela, com precaução, visto que já tivemos um monte de experiências ruins com os convertidos que mais tarde voltaram à sua antiga fé, no todo ou em parte.

 

Por Mechon-mamre.org

© Mechon-mamre.org

 

Traduzido do inglês por Noahidebr

 

© Noahidebr 2015-2018

 

Veja também:

­

https://noahidebr.com/palavras-do-rebe-a-toda-a-humanidade-a-todos-os-nao-judeus-do-mundo/

 

 

Sobre distribuir os nossos artigos, veja

https://noahidebr.com/copyright/

Padrão
Uncategorized

Bnei Nôach e as religiões

Bnei Nôach* e as religiões

* Na transliteração dos termos hebraicos o “sh” tem som de “CH” (exemplos: “Hashém”, etc.), e, (na transliteração dos termos hebraicos) o “ch” tem som de “RR” (exemplos: “Nôach”, etc.).

 

Bnei Nôach e seu relacionamento com as outras religiões

 

Por Rav Yitzchak Ginsburgh

 

Para adotar o caminho espiritual de Bnei Nôach, [o caminho espiritual original,] a pessoa deve no mínimo seguir suas regras. Mas, como tudo na Torá (i.e., os 5 Livros de Moisés: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio), as leis contém sabedoria infinita, e segui-las define apenas o começo de uma trajetória espiritual que pode levar um não-judeu a encontrar níveis mais profundos e crescentes de realização em seu relacionamento com D’us.
Pelo fato das 7 Categorias de Leis dos Filhos de Noé serem parte da Torá, para se tornar um Ben (Filho de) ou uma Bat (Filha de) Nôach (Noé) – aquele(a) que assumi sobre si as chamadas 7 Leis dos Bnei Nôach (Filhos de Noé) dadas por D’us a toda a humanidade – a pessoa precisa primeiro aceitar a verdade da Torá em sua totalidade, inclusive a verdade das tradições orais transmitidas a partir de Moisés ao longo das gerações.
Mais ainda, precisa estar absolutamente claro para todo não-judeu que quer se tornar um gentio justo (um devoto de D’us entre as nações), comprometido com as 7 Leis de Bnei Nôach, que ele não pode se definir como membro de nenhuma outra religião. Um gentio justo é completamente dedicado à autenticidade e veracidade da Torá, de modo que ele possa revelar o D’us de Israel (Hashém) ao mundo inteiro. Isto também significa reconhecer o povo judeu – Bnei Yisrael (Filhos de Israel) – como o povo escolhido de D’us e Sua nação de sacerdotes (Dt. 7:6; 14:2; Êx. 19:6).
A fim de seguir apropriadamente as 7 Leis de Bnei Nôach, aqueles que buscam se identificar como Filhos de Noé devem procurar aprender dos judeus o significado mais profundo de todos estes mandamentos e sua aplicação prática, visto que eles foram transmitidos através dos tempos por meio da tradição oral da Torá. Desta forma, eles poderão servir a D’us como ELE deseja.
Para cumprir apropriadamente suas 7 Leis, os Filhos de Noé devem estudar em detalhes estes mandamentos com um mentor qualificado, uma autoridade em Halachá (leis) – um Rabino Ortodoxo.

O Todopoderoso não aceita a criação de religiões. Isto não quer dizer que diferentes nações e povos não possam ter costumes e rituais próprios, mas estes não devem incluir significados religiosos, e devem ser claramente diferenciados do serviço ao Divino.
No entanto, nos dias de hoje, o mundo está repleto das chamadas práticas religiosas, que incluem várias crenças e rituais que foram estabelecidos como parte de religiões organizadas, tais como o cristianismo e o islamismo. É sobre estas religiões organizadas que várias pessoas têm suas suspeitas, pois elas parecem ser a causa dos maiores derramamentos de sangue e guerras na história da humanidade. Ao invés de trazer paz para a raça humana, elas causaram incomensurável sofrimento e pouco consolo em tempos de aflição.
Bnei Nôach, por definição, renunciam a legitimidade Divina das religiões organizadas e servem somente a D’us da maneira prescrita na Torá. No entanto, como veremos, certos benefícios provêm da consciência religiosa que as religiões organizadas trouxeram a seus seguidores. As partes válidas desta consciência religiosa podem servir como ponto de partida para a aproximação com seus líderes religiosos e a discussão sobre a necessidade de seguir a Vontade de D’us conforme revelada na Torá.
Como pessoas tementes a D’us, todos nós acreditamos que a Providência Divina direciona cada detalhe de nossas vidas. Mesmo quando o indivíduo opta por seguir um determinado curso de ação por seus próprios motivos, é D’us QUEM está direcionando seus passos da forma como ELE julga apropriado. Na maioria dos casos, esta orientação permenece inteiramente oculta para os seres humanos. Nas palavras do Rei David, “Por D’us, os passos do homem são firmes, seus Caminhos ELE aprovará” (Sl. 37:23).
Este princípio é válido para todos os detalhes da vida de cada indivíduo, mas é muito mais proeminente nas vidas daqueles que provaram ter influência crucial sobre a história da humanidade como um todo. Aqui também existe tanto a intenção revelada e consciente do indivíduo, que motiva seus atos, quanto a dimensão oculta, que é revelada somente por D’us, na medida em que ELE extraordinariamente direciona o destino do mundo que ELE criou para revelar Sua glória e infinita bondade.
Maimônides escreve em “Hilchot Melachim” (As Leis dos Reis) capítulo 11 sobre um indivíduo cuja vida mudou o curso da história – Jesus de Nazaré – e que pensava ser o messias. Ele tentou concretizar isto, mas falhou. Ao invés de redimir Israel e o mundo inteiro, seus atos levaram Israel a ser assassinado*, seus remanescentes dispersos e humilhados, a Torá, alterada, e a maioria do mundo enganada a servir a um conceito de deus diferente do D’us Único de Israel.

(* A lista de atrocidades é interminável e inclui libelos de sangue, pogroms, cruzadas, etc. Estes crimes foram perpetrados com o intuito de forçar os judeus a aceitarem e se converterem à “verdadeira” religião.)

Maimônides continua:

“No entanto, não está sob o poder do ser humano compreender a intenção do Criador do mundo, pois (parafraseando Is. 55:8), SEUS caminhos não são nossos caminhos, nem SEUS pensamentos são nossos pensamentos.
(Eventualmente,) todos os atos de Jesus de Nazaré e do ismaelita que surgiu depois dele (i.e., Mohammed) servirão somente para pavimentar o caminho para a vinda do Mashíach – o verdadeiro Messias – e para o aprimoramento do mundo inteiro, (motivando as nações) a servirem a D’us juntas, como está escrito (em Sf. 3:9), ‘Pois, então, EU [Hashém] purificarei a fala dos povos, de modo que eles evocarão O Nome de D’us e O servirão em harmonia’.
Como isto acontecerá? (Como resultado destas religiões,) o mundo inteiro já está familiarizado com o assunto de Messias, bem como com a Torá e seus mandamentos. Estas questões se espalharam entre as várias nações, muitas [até então] insensíveis espiritualmente, e [agora] elas discutem estes assuntos bem como os diversos mandamentos da Torá. [Ainda que] algumas delas (i.e., os cristãos) digam: ‘Estes mandamentos são verdadeiros, mas já não estão em vigor na era atual; eles não são aplicáveis em todas as épocas.’ E outras (i.e., os muçulmanos) digam: ‘Implícitos nos mandamentos estão conceitos ocultos que não podem ser compreendidos de maneira simples; o messias já veio e já os revelou.’ [O fato é que] (o cenário já está pronto, de forma que) quando o verdadeiro Messias surgir e for bem-sucedido, sua (posição for) exaltada e elevada, todos [os povos] retornarão [a Hashém – o D’us de Israel – e à Sua Torá] e compreenderão que seus ancestrais lhes legaram uma herança falsa; que seus profetas e ancestrais lhes fizeram transgredir.”

Vejamos agora a situação do mundo nos dias de hoje. Cerca de 2000 anos se passaram desde que o cristianismo foi inventado. Durante estas gerações, o sofrimento e a dor de milhões de pessoas não diminuiu a despeito dos grandes avanços feitos pela civilização, especialmente nos campos da ciência e tecnologia. A cada dia que passa, a súplica sincera pela salvação de D’us se intensifica, o rogo pela redenção verdadeira e definitiva que será trazida por Mashíach – o verdadeiro Messias. Nas palavras do profeta Daniel: “Quanto tempo mais até o fim destas coisas terríveis!” (12:6).
Pelos sinais dados por profetas e sábios, fica claro que nossa geração é a geração que testemunhará a redenção final. A fim de apressar a vinda do verdadeiro Messias, devemos nos esforçar para viver de acordo com a nova realidade que ele estabelecerá. Embora Maimônides pareça indicar que isto acontecerá apenas depois da revelação do Mashíach, mesmo agora, nos momentos finais que antecedem sua chegada, devemos tentar “viver com o Mashíach”, como se ele já estivesse conosco (pois, de fato, ele já anda entre nós, pronto, mais do que nunca, para se revelar). E assim, chegou o momento das nações do mundo, começando por seu líderes religiosos, entenderem que seus antepassados lhes transmitiram um falso legado.
Os últimos 2000 anos demonstraram o colapso de todas as religiões organizadas que se autoproclamavam portadores da mensagem Divina de paz e união. Ao mesmo tempo, uma Providência Divina claramente singular tem protegido o povo escolhido de D’us, os judeus, um dos povos mais invejados, desprezados e perseguidos que existem sobre a face da terra, em seu longo período de exílio da Terra de Israel. Pessoas esclarecidas ao redor do mundo [perceberam e] compreenderam estes dois pontos.
Agora é o momento da intenção oculta de D’us, que guiou toda a história até os dias de hoje, ser revelada para todos. Somente assim cada indivíduo compreenderá sinceramente a verdade e se preparará para receber o verdadeiro Messias, cuja chegada, para redimir todos nós, é eminente.
É a obrigação sagrada dos judeus, juntamente com Bnei Nôach, conclamar fervorosamente líderes religiosos esclarecidos e inspirados a tomar conhecimento da verdade! Sua conduta será seguida por todos os povos de todas as religiões.
Todos nós ansiamos pela salvação. Todos nós temos total consciência do terrível sofrimento presente no mundo, e todos nós acreditamos que a maior bondade e júbilo que a humanidade está destinada a herdar – a alegria de ficar próximo de D’us, através da aceitação e do compromisso em praticar as 7 Categorias de Leis de Noé, a própria revelação da Vontade do Todopoderoso – virá com a chegada do verdadeiro Messias.
Em nome de D’us e pela bondade que ELE prometeu à humanidade, chegou o momento de todas as nações do mundo e seus líderes religiosos fazerem uma transformação radical, encarar a realidade imparcialmente, abandonar suas antigas crenças e reconhecer a verdade absoluta – que o mundo inteiro acreditará exclusivamente no D’us Único de Israel, nosso PAI ÚNICO no céu, nosso abençoado CRIADOR, e na veracidade de Sua lei, a Torá. Esta é a única verdade absoluta.
Quanto maior a influência do indivíduo em seu ambiente, maior a sua responsabilidade. É dever sagrado de todo líder religioso elucidar e despertar os corações de seus seguidores, fazendo com que abandonem as crenças errôneas que herdaram de seus antepassados e se comprometam a seguir o caminho dos gentios justos, conforme definido pela Torá – observando as 7 Categorias de Leis de Bnei Nôach que D’us ordenou a toda a humanidade –, e com alegria e bondade no coração se prepararem para a eminente chegada do verdadeiro Messias.

Por Rav Yitzchak Ginsburgh

© 2007 Gal Einai

Traduzido do inglês por Felipe Zveibil Fisman e Miriam Pomeroy

© Noahidebr 2015-2017

 

Sobre distribuir os nossos artigos, veja

https://noahidebr.com/copyright/

Padrão
Uncategorized

Bnei Noach e o islamismo

Bnei Noach e o islamismo

 

Pergunta

Meu colega de trabalho que ainda se considera um muçulmano, confia a mim um monte de suas dúvidas sobre sua religião. Devo incentivá-lo a deixar o islã, ou não é necessário fazer isso?

 

Resposta

(Algumas considerações adicionais:

Maimônides, em Hilchot Melachim, As Leis dos Reis, capítulo 8, leis 10 e 11, e capítulo 10, lei 9, explica explicitamente:
‘Moisés foi ordenado pelo Todopoderoso a compelir todos os habitantes do mundo a aceitar as leis transmitidas aos descendentes de Noé. Qualquer pessoa que aceita o cumprimento destes Sete preceitos e é cuidadosa na sua observância, é considerada como um dos devotos entre os gentios. Isto se aplica somente quando ela os aceita e cumpre, porque o Santíssimo, abençoado Seja, ordenou-lhes isto na Torá e nos informou através de Moisés. Os gentios devem se dedicar somente ao estudo de suas Sete Categorias de Leis. Não se deve permitir dar origem a uma nova religião. Eles podem se tornar convertidos justos e aceitar todos os [613] mandamentos ou manter suas próprias categorias de leis sem diminuí-las ou sem criar novas leis para si mesmos baseados nas suas próprias decisões.’

(Em português, livro publicado pela Editora Maayanot, páginas 104, 105, 118.)

O Rav Yitzchak Ginsburgh, em Cabalá e Meditação para as Nações, também declara explicitamente:
“O Todopoderoso não aceita a criação de religiões.
Precisa estar absolutamente claro para todo não-judeu que quer se tornar um gentio justo (um devoto de D’us entre as nações), comprometido com as 7 Leis de Bnei Nôach, que ele não pode se definir como membro de nenhuma outra religião. Um gentio justo é completamente dedicado à autenticidade e veracidade da Torá, de modo que ele possa revelar o D’us de Israel (Hashém) ao mundo inteiro. Isto também significa reconhecer o povo judeu – Bnei Yisrael (Filhos de Israel) – como o povo escolhido de D’us e Sua nação de sacerdotes (Dt. 7:6; 14:2; Êx. 19:6).
A fim de seguir apropriadamente as 7 Leis de Bnei Nôach, aqueles que buscam se identificar como Filhos de Noé devem procurar aprender dos judeus a aplicação prática de todos estes mandamentos, visto que eles foram transmitidos através dos tempos por meio da tradição oral da Torá. Desta forma, eles poderão servir a D’us como ELE deseja.
Para cumprir apropriadamente suas 7 Leis, os Filhos de Noé devem estudar em detalhes estes mandamentos com um mentor qualificado, uma autoridade em Halachá (leis) – um Rabino Ortodoxo.
Bnei Nôach, por definição, renunciam a legitimidade Divina das religiões e servem somente ao D’us de Israel da maneira prescrita na Torá. Em nome de D’us chegou o momento de todas as nações do mundo abandonarem suas antigas crenças errôneas e reconhecerem o D’us Único de Israel e a veracidade de Sua Lei – a Torá. Esta é a única verdade absoluta.
Não-judeus não podem ser considerados gentios justos [ou sábios entre os gentios ou devotos de Hashém entre os gentios] se em seus corações eles não reconhecerem a autoridade da Torá e não sentirem afinidade com o povo escolhido de D’us (a quem a Torá identifica como tal).” (Gal Einai, páginas 139, 140, 153, 154, 157, 161, 166.)

Donny Fuchs explica:
“Para o gentio, os meios de cumprir a Vontade de D’us é aderindo às Sete [Categorias de] Leis de Nôach.
Bnei Nôach se preocupam apenas com a Torá e com o único caminho de inter-relação que D’us lhes deu.
Ao contrário do que muitos judeus equivocados acreditam e do que tragicamente muitos rabinos divulgam como um axioma judaico, NÃO é certo os gentios adorarem como lhes pareça conveniente. Os gentios têm o seu próprio pacto com D’us: O Pacto de Nôach, manifestado por meio das Sete [Categorias de] Leis de Nôach. Os gentios não foram abandonados por D’us. Eles têm a oportunidade e, de fato, a obrigação de descobrir a Verdade e de viver suas vidas de acordo com os princípios que lhes são exigidos.
De acordo com Maimônides, o islã não é um caminho aceitável para os gentios que são obrigados a aceitar a soberania do Único e Verdadeiro D’us no contexto das 7 Categorias de Leis de Nôach. O islã é uma religião falsa com um falso profeta, um “monoteísmo” pagão, que rejeita o pacto judaico eterno com o Todopoderoso e que adere a uma completa distorção da história judaica e a uma rejeição do texto massorético como um texto manipulado [pelos judeus].
É uma distorção da Halachá dizer que o cristianismo ou o islamismo é bom para os gentios.”

Fim das considerações adicionais.)

 

O Rav Yirmiyohu Kaganoff responde a pergunta, explicando:
“Sem dúvida, observar o islã é um pecado gravíssimo, até mesmo para um gentio, apesar do fato de não haver qualquer idolatria envolvida. Hashém (D’us) deu instruções muito específicas de como ELE quer que a humanidade O adore*, e qualquer outra tentativa é proibida. Portanto, se o seu colega de trabalho está lhe pedindo direção na vida dele, você deve explicar-lhe as falácias do islã e como ele poderia efetivamente cumprir os desejos de Hashém por se tornar um verdadeiro ben Nôach (filho de Noé).”

 

* Estas instruções Divinas são conhecidas ou chamadas: Shéva Mitsvót Hashém leBnei Nôach (As Sete [Categorias de] Leis dadas por Hashem {D’us} aos Filhos {Descendentes} de Nôach {Noé}).

Por Rav Yirmiyohu Kaganoff

© Rav Yirmiyohu Kaganoff

 

Traduzido do inglês por Noahidebr

 

© 2015-2018 Noahidebr

 

Veja também:

https://noahidebr.com/palavras-do-rebe-a-toda-a-humanidade-a-todos-os-nao-judeus-do-mundo/

 

Sobre distribuir os nossos artigos, veja

https://noahidebr.com/copyright/

Padrão
Uncategorized

The Sons of Noah/Os Filhos de Nôah

The Sons of Noah / Os Filhos de Nôah (Noé)

 

Por Donny Fuchs

 

A VERDADE SOBRE OS BNEI NOACH (NOAÍTAS)

 

“E [HaVaYaH] disse: “Farei o homem que criei desaparecer de sobre a face da terra – desde o homem até o animal, o réptil e a ave dos céus, porque ME arrependi de os haver feito.” Mas Nôah achou graças aos olhos de [HaVaYaH].” (Gên. 6:7-8)

“Estas são as gerações de Nôah. Nôah era um homem justo e perfeito em suas gerações, e Noah andava com D’us.” (Gênesis 6:9)

Aviso: Este artigo não deve ser visto como uma posição final sobre o tema dos “B’nai Noach/Bnei Noach/Benê Noach” (“Filhos de Nôah {Noé}”, em hebraico), que é um tema complicado e multifacetado que exige a contribuição de decisores instruídos da lei judaica. Cada autêntico “Ben Noach” (Filho de Nôah) hoje trabalha em conjunto com pelo menos um rabino respeitável para discutir assuntos relacionados à vida segundo tal sistema disciplinado. Como eu indico no artigo, a vida de um Ben Noach é difícil e exigente, e requer constante supervisão vigilante. Estas são apenas minhas reflexões sobre este importante tema, baseadas em fontes judaicas clássicas, em particular, o Rambam (Maimônides), que apresenta a mais precisa, a mais elucidada estrutura para expressar o Pacto Noaico. Sempre consulte uma autoridade da Torá adequada para esclarecimentos.

A porção da Torá, Parashá Noach, é uma oportunidade única para abordar um problema por muito tempo negligenciado: a exigência de gentios para viver suas vidas de acordo com as “Sheva Mitsvot Noach” (Sete Leis de Nôah) e a obrigação de judeus de difundir este conhecimento no mundo não-judeu.
Apesar das alegações dos críticos bíblicos, Nôah foi uma pessoa real que há muito tempo atrás se manteve um farol solitário do bem na mais corrompida das eras. (Podemos ter bem certeza de que Nôah nem parecia Russell Crowe nem se comportava como ele.) As Sete Leis[*] de Nôah recordam o legado deste homem justo e oferecem o quadro da Torá para os gentios seguirem.

[* Na verdade, Sete Categorias de Leis.]

Sem dúvida alguma, na maior parte dos últimos dois mil anos, os judeus tiveram poucas oportunidades de se engajar em tais empreendimentos, uma vez que todos os nossos esforços coletivos estavam concentrados em nos proteger de ameaças físicas e espirituais. Enquanto ainda enfrentamos muitas dessas ameaças hoje, temos muitas oportunidades que não existiam no passado. “Baruch Hashem” (Bendito é Hashem {D’us}). Muitos judeus e gentios estão aproveitando este período histórico sem precedentes. Gentios justos no mundo inteiro estão vivendo suas vidas de acordo com as Sheva Mitsvot. Em um mundo de constante “Chilul” (Profanação), isto é uma tremenda “Kidush Hashem” (Santificação do Nome de Hashem {D’us}).

O Judaísmo proclama um destino único para o Povo Judeu baseado no quadro da Torá, como revelado a nós no Sinai. Nós judeus somos o “Am Segulá” – o “Povo Escolhido” – uma vez que nós mesmos aderimos à Torá. Mas O Todopoderoso não tem negligenciado ou abandonado o não-judeu. Para o gentio, os meios de cumprir a Vontade de D’us é aderindo às Sete [Categorias de] Leis de Nôah. Enquanto os aspectos particularistas do Judaísmo são reais e específicos para o nosso povo, existem aspectos universais genuínos ao Judaísmo. O problema é que as idéias de universalismo expressas pela maioria dos judeus de hoje são geralmente baseadas em conceitos não-judaicos, específicos para o liberalismo ou algum outro sistema de crenças falsas que não tem nenhuma compatibilidade com a nossa Lei Divina.

A forma de universalismo na Torá mais genuína é a obrigação judaica de difundir o conhecimento de D’us no mundo não-judeu. Como recitamos na bela oração Alênu, “letakên olám bemalchút Shadai” (“para aperfeiçoar o mundo sob a soberania do Todopoderoso”), nossa missão para a retificação do mundo só pode ocorrer no âmbito do “Reino” de “haCadosh, baruch Hu” (“o Santo, bendito seja”).

Será pouco afirmar que nós judeus temos poucos amigos no mundo. Particularmente hoje, quando o Estado de Israel enfrenta uma série de inimigos na nossa terra santa e em toda parte do mundo, o desejo dos judeus de encontrar alianças é compreensível. Ainda assim, é trágico, já que na ausência de verdadeiros amigos sem planos ocultos (e talvez não tão ocultos), muitos judeus agarram mãos estranhas enquanto caminham na escuridão. Em todo o espectro religioso e político judaico, judeus confusos procuram se associar com parceiros proibidos. Considerado pelos judeus liberais como uma questão de “ética judaica”, eles [os judeus liberais], com a catarata da ignorância embaçando sua visão, em geral encontram amigos exatamente entre aqueles que exprimem programas radicais.

Em Israel, hoje, podemos constatar que o outro extremo do espectro religioso e político [judaico] não está livre da falsidade. Testemunhamos um espetáculo aterrorizante. Judeus têm avidamente tomado as mãos de cristãos evangélicos em busca de apoio. Muitos judeus tolamente os rotulam aliados e mordem a isca da ajuda econômica. Escrevi sobre isso nos últimos meses e não quero repetir aqui tudo o que escrevi. Simplesmente quero enfatizar que existem muitos gentios justos que estão seguindo o caminho correto que haCadosh, baruch Hu, escolheu para eles. Quero afirmar que estes são os únicos amigos que “Am Yisrael” (o Povo de Israel) tem. E por razões haláchicas e hashkaficas, para não mencionar a nossa obrigação religiosa, só eles merecem nossa aliança e atenção. Certamente, as questões haláchicas relativas à admissibilidade de gentios que residem em “Eretz Yisrael” (na Terra de Israel) e ao status de um “guer toshav” (estrangeiro residente) só podem ser abordadas dentro do contexto deste importante tema.

Os Filhos de Nôah rejeitaram o cristianismo nos E.U.A. e uma série de outras religiões pagãs em todo o mundo. Eles se preocupam apenas com a Torá e com o único caminho de inter-relação que D’us lhes deu. Como o Nôah original, que se agarrou ao Todopoderoso enquanto o inferno da corrupção consumia a Terra, esses gentios justos do mundo lutam a guerra de Hashem.

Informação:

O Talmud (Sanhedrin 56: a) declara que O Todopoderoso deu aos filhos de Nôah as Sete [Categorias de] Leis.

[Veja

https://noahidebr.com/2016/02/04/as-sete-leis-de-noe-no-talmud-da-babilonia-sanhedrin-56a/
]

Ao contrário do que muitos judeus equivocados acreditam e do que tragicamente muitos rabinos divulgam como um axioma judaico, NÃO é certo os gentios adorarem como lhes pareça conveniente. Embora o Povo Judeu tenha um pacto único com D’us, os gentios têm o seu próprio pacto: O Pacto de Nôah, manifestado por meio das Sete [Categorias de] Leis de Nôah. Os gentios não foram abandonados por D’us, nem estão autorizados a abandonar D’us por si mesmos. Eles têm a oportunidade e, de fato, a obrigação de descobrir a Verdade do Seu Nome e de viver suas vidas de acordo com os princípios que lhes são exigidos.

Maimônides enumera as sete [categorias de] leis em “As Leis dos Reis”, capítulo 9, e elabora sobre elas:

א עַל שִׁשָּׁה דְּבָרִים נִצְטַוָּה אָדָם הָרִאשׁוֹן–עַל עֲבוֹדָה זָרָה, וְעַל בִּרְכַת הַשֵּׁם, וְעַל שְׁפִיכוּת דָּמִים, וְעַל גִּלּוּי עֲרָיוֹת, וְעַל הַגָּזֵל, וְעַל הַדִּינִים.

ב אַף עַל פִּי שֶׁכֻּלָּן קַבָּלָה הֶן בְּיָדֵינוּ מִמֹּשֶׁה רַבֵּנוּ, וְהַדַּעַת נוֹטָה לָהֶן, מִכְּלַל דִּבְרֵי הַתּוֹרָה, יֵרָאֶה שֶׁעַל אֵלּוּ נִצְטַוּוּ. הוֹסִיף לְנוֹחַ .מִצְווֹת שֶׁבַע נִמְצְאוּ); ד,ט בראשית” (תֹאכֵלוּ לֹא דָמוֹ בְּנַפְשׁוֹ, בָּשָׂר-אַךְ” שֶׁנֶּאֱמָר, הַחַי מִן אֵבֶר
(Machon Mamre Online)

1: “Seis preceitos foram ordenados a Adam:
a. (a proibição) de idolatrar falsos deuses;
b. (a proibição) de blasfemar contra D’us;
c. (a proibição) de assassinato;
d. (a proibição) de incesto e adultério;
e. (a proibição) de roubar;
f. (o mandamento [positivo] de estabelecer) leis e cortes de justiça.”

2: “Apesar de termos recebido todos estes mandamentos de Moisés ….… a proibição de comer carne de um animal vivo foi acrescentada para Nôah, como Gênesis 9:4 declara: “Porém, você não pode comer carne com sua vida, que é o seu sangue.”

[Em português, página 107, Editora Maayanot.]

Maimônides prossegue explicando como D’us foi acrescentando mitsvot a cada um dos Patriarcas:

* Avraham: circuncisão e as preces matinais.

* Yitschac: dízimo e a prece da tarde.

* Yaacov: a proibição de comer o nervo ciático, e a adição das preces noturnas.

Ao longo da história, proeminentes “Poskim” (rabinos legisladores) têm debatido e discutido o desmembramento e categorização precisos dessas leis. Muitos têm sugerido que outras leis foram dadas. Outrossim, há a complicada discussão haláchica relativa a quais mitsvot e responsabilidades adicionais os Bnei Noach podem adotar, bem como a permissibilidade (e de fato a exigência) para estudar e compreender todos os assuntos da Torá pertinentes às suas respectivas obrigações.

As Sete [Categorias de] Leis de Nôah:

EXPONDO VÁRIOS MITOS

* Mito #1: É fácil ser Ben Noach.
[Errado.] É extraordinariamente difícil. As Sete Leis (de acordo com um grande número de poskim) são sete categorias gerais que abrangem uma miríade de subcategorias. As penas [aplicadas] a um gentio que revoga o pacto de Nôah são muito mais rigorosas do que seriam a um judeu. Se existissem tribunais apropriados ativos hoje [(ou seja, se existissem hoje tribunais legitimamente noaicos)], a pena para quem revogasse quaisquer das sete leis seria morte por decapitação. Um Ben Noach tem de ser um indivíduo de mentalidade disciplinada para viver adequadamente tal código rígido de leis. Tudo isso deve nos fazer apreciar o compromisso dos gentios justos que abandonaram suas religiões para seguir a Torá. O link a seguir apresenta [EM INGLÊS] um ensaio profundo sobre os desafios enfrentados pelos Bnei Noach, escrito pelo Rav Yisroel Chait, shlitah, da Yeshivá B’nai Torah. ( http://www.ybt.org/essays/rchait/bnoach/bneinoah.html )

* Mito #2: cristãos e muçulmanos são Bnei Noach.
Enquanto houveram Poskim, medievais e contemporâneos, que designaram estas religiões sob o título de “Bnei Noach” (por exemplo: a posição de Menachem ben Solomon Meiri [conhecido também simplesmente por Meiri (século 13)] sobre os cristãos), muitos eruditos judeus se opuseram a este status. Alguns viram isso como uma forma de “p’shara” (compromisso) que foi tomada por conveniência, devido a fatores socioeconômicos que exigiam uma leitura mais liberal do termo. Em sua obra clássica, Exclusiveness and Tolerance (Exclusividade e Tolerância), Jakob Katz observou o seguinte:

“Como veremos mais adiante, a avaliação judaica da cristandade contemporânea voltou-se principalmente sobre a questão de saber se os cristãos satisfazem os termos do Pacto de Nôah, que inclui a crença na unidade de D’us. Porém, não houve nenhuma dúvida de que os gentios, os cristãos [estando] incluídos, estão fora dos limites do pacto bíblico no sentido pleno do termo.” (página 3)

Deve-se notar que de acordo com Maimônides, nem o islã e nem o cristianismo são caminhos aceitáveis para os gentios que são obrigados a aceitar a soberania de Hashem, o Único e Verdadeiro D’us, no contexto das 7 Categorias de Leis de Nôah. Embora a questão com os cristãos pareça evidente com base nos fundamentos de suas crenças, já que o islã é uma religião falsa com um falso profeta que rejeita o Pacto judaico eterno com O Todopoderoso, eles [os cristãos] não podem ser classificados como Bnei Noach. E eu nem sequer entrei nas proibições mais óbvias revogadas por eles desde tempos imemoriais. De acordo com Maimônides, mesmo um monoteísta genuíno não se qualifica como um Noaíta ou Noahida[ – Ben Noach, Filho de Nôah –, um justo (ou piedoso) entre as nações, um sábio entre as nações, um devoto de Hashem entre as nações,] se ele aceita as Sete Categorias de Leis apenas porque elas lhe parecem lógicas, ao invés de aceitá-las como uma Revelação Divina.

[Veja
Os Sete Mandamentos dos Filhos de Noah (Noé)

https://noahidebr.com/2016/09/01/os-sete-mandamentos-dos-filhos-de-noah-noe/

.]

Para resumir: É uma distorção da Halachá dizer que o cristianismo ou o islamismo é bom para os gentios. O primeiro continua a ser uma forma primitiva de idolatria, este último um “monoteísmo” pagão, que na verdade é um culto de sangue da jihad. Ambas as religiões são usurpadoras teológicas que aderem à “teologia da substituição”, e ainda, no caso do islã, à uma completa distorção da história judaica e à uma rejeição do texto massorético [da bíblia] como um texto manipulado [pelos judeus]. Embora seja verdade que Maimônides coloca estas duas religiões em um contexto histórico e vê as duas religiões como sendo talvez uma maneira de afastar o mundo das formas mais óbvias de adoração falsa, elas são, para ele, meios claramente impróprios de culto que não cumprem os critérios de um Noaíta.

Para muitos rabinos religiosos um sentido complexo de universalismo não combina com um judaísmo fidedigno. As 7 Leis de Nôah são um bom exemplo desta tendência trágica. Muitos judeus têm medo de “conduzir” o mundo a esse conhecimento [por acharem que] serão vistos como intolerantes e fundamentalistas pelos ignorantes. Embora o judaísmo certamente respeite a condição humana que necessita continuamente de uma busca espiritual longa e árdua, em última análise, todos os gentios são obrigados a seguir as 7 Leis de Nôah – uma forma de vida disciplinada, intensiva – e não uma religião (o que é proibido ao gentio).

* Mito #3: É suficiente ser uma “boa pessoa” ou “Todos os gentios morais seguem as Sheva Mitsvot”: Novamente, uma vez que estas são categorias amplas, carregadas de conceitos, é impossível seguir essas leis sem conhecê-las e estudá-las. Além disso, a maioria dos gentios, em virtude de suas respectivas crenças religiosas, concorda com as idéias que seriam consideradas idólatras/heréticas de acordo com os critérios noaicos. A partir de uma perspectiva judaica, o único modo adequado de se ser uma boa pessoa é seguindo as Sete Leis. Isso não significa que os gentios que não têm conhecimento destas leis sejam ruins. Hashem irá julgá-los com base em sua busca intelectual da verdade. Mas, afinal, este é o quadro designado para os gentios alcançarem o status de gentio justo [ou seja, de justo entre os gentios, ou sábio entre os gentios, ou devoto de Hashem entre os gentios]. O Yahadút (O Judaísmo) sustenta que está garantida aos justos do mundo uma participação no mundo vindouro. Como regra geral, para os não-judeus, as Leis de Nôah são o único caminho para a obtenção deste status. Indivíduos gentios podem em certas circunstâncias obter recompensa por suas ações independentemente de se alguma vez se comprometeram ou não com essas leis. O Talmud registra tais casos. Só O Todopoderoso sabe o que está no coração do homem e em que medida ele se comprometeu com a busca da verdade na sua vida.

* Mito #4: O movimento Bnei Noach é um culto/uma criação “rabínica”: Geralmente, esta é a posição de cristãos antissemitas que estão apavorados com a ideia de que os gentios possam descobrir o sistema noaico. Missionários e evangélicos denigrem as Leis de Nôah como um culto já que querem que os gentios permaneçam cristãos, e a última coisa que querem é que o seu rebanho descubra [a existência de] um sistema [espiritual] para gentios que antecede a criação do cristianismo. Eles sabem que a crença em Jesus/Yeshua/Yahushua está ameaçada pelo [Noachdút (Noaísmo), o] antigo código noaico. Atacar Bnei Noach é também um meio para minar a lei oral como uma rígida “criação rabínica”. Infelizmente, às vezes alguém ouve judeus ignorantes expressarem essa noção de que Bnei Noach são uma seita, uma vez que eles nunca ouviram falar de um movimento contemporâneo de gentios que rejeitam Jesus/Yeshua/Yahushua [e o novo testamento] e que abraçam um caminho da Torá.

* Mito #5: Os judeus deveriam gastar todas as suas energias ajudando judeus: Nós judeus não vivemos no vazio. Ou nós impactamos o mundo com base nas palavras de Hashem, ou perdemos nossos conceitos para as interpretações distorcidas dos gentios. Ao ajudar os Bnei Noach, nós também ajudamos a nós mesmos, uma vez que ajudá-los a encontrar o verdadeiro conhecimento de D’us é uma obrigação. Sem ensinar os Bnei Noach, negligenciamos os mais justos de todos os gentios e invariavelmente buscamos relacionamentos com aqueles que não estão cumprindo a vontade de D’us. E o resultado inevitável é que estes nos influenciam.

Gentios têm a obrigação de estudar e aderir às 7 Leis de Nôah. Mas, na ausência de tal sistema, os gentios não têm meios de se dedicar a esta obrigação. Como tal, nós judeus somos obrigados a adotar o manto de professor da mesma maneira que nosso patriarca Avraham, a fim de disseminar esse conhecimento para o mundo. Nosso fracasso em abraçar esta tarefa certamente constitui um “Chilul Hashem”.

Há muitos gentios que estão esperando ansiosamente o povo judeu chegar até eles. Eles estão ansiosos para aprender. Há muitos que já estão vivendo as leis noaicas e necessitam do nosso apoio. Não podemos ignorá-los. Está mais do que na hora de se jogar fora “amizades” interesseiras halachicamente proibidas de cristãos evangélicos duas caras que esfregam as mãos enquanto doam milhões para instituições judaicas de caridade. Uma alma judia vale mais do que qualquer número de bilhões de dólares que estes predadores nos enviem. Todas as nossas energias para com os gentios devem ser direcionadas para os justos filhos de Nôah.

Vários anos atrás, tive o privilégio de conhecer e compartilhar algumas palavras com um comprometido Noaíta (Noahida/ Ben Noach). Posso lhe dizer que estas são realmente pessoas especiais, que abandonaram suas crenças ao longo da vida para seguir a Torá. Neste caso, o indivíduo já havia sido um devoto cristão. Como pode alguém não se arrepiar quando analisa o que essas pessoas têm feito? Estou admirado com a honestidade intelectual, força e coragem que é preciso ter para empreender um caminho tão solitário e difícil. Essas pessoas notáveis têm um compromisso inabalável com “haCadosh, baruch Hu” (“o Santo, bendito seja”), que os judeus deveriam imitar.

Que O Todopoderoso os fortaleça.

Donny Fuchs

© jewishpress

 

Traduzido do inglês por Noahidebr

© Noahidebr 2015-2018

 

Veja também:

https://noahidebr.com/palavras-do-rebe-a-toda-a-humanidade-a-todos-os-nao-judeus-do-mundo/

 

https://noahidebr.com/copyright/

Padrão