Uncategorized

Como distinguir o judeu do não-judeu ou como identificar um judeu

B”H

 

Como distinguir o judeu do não-judeu (inclusive daquele não-judeu que se passa por “judeu”) ou como identificar um judeu

 

Este tópico tem a ver com os messiânicos, cristãos hebraistas que afirmam ser judeus mas que não o são (vestem-se como judeus, chamam seus locais de encontros de “sinagogas”, chamam seus líderes de “rabino” ou de “moré”, etc.). Esses cristãos não utilizam o nome “Jesus”. Eles chamam-no de “Yeshua”. Trata-se do cristianismo com outro nome, yeshuanismo. São yeshuanistas (ou, yeshuânicos), seguidores de “Yeshua”, portanto, cristãos (só que com outro nome para disfarçar). “São simuladores e impostores (que) buscam enganar você.”

 

Por Rabi Ariel Groisman

 

Esclarecimentos:

É impossível ser rabino sem ser judeu.
É impossível ser judeu sem haver nascido de mãe judia ou ter-se convertido de acordo com a lei judaica diante de um rabinato.

 

(Quem) não é judeu, é gentio(, e vice-versa). Não há meio termo.

 

(Dedicado àqueles que se dizem [” “judeus” messiânicos” e] ” “rabinos” messiânicos”*).

 

* “São pastores que fingem ser judeus. A maioria são cristãos evangélicos pentecostais. Eles traduzem suas cerimônias para o hebraico e, o que é mais grave, usurpam o título de rabino, de moré ou de chazan quando não o são.”

 

É impossível a conversão ao judaísmo sem tornar-se um judeu praticante.
É impossível tornar-se um judeu praticante sem aprender e observar o judaísmo por vários anos no âmbito de uma comunidade de judeus praticantes.
Os judeus praticantes vivem em certas cidades e bairros.

 

Os rabinos prestam serviços em lugares onde há judeus.
Se os judeus não vivem na sua área, é muito provável que aquele que se apresenta como rabino seja um impostor e um simulador.

Desperte e não se deixe enganar!

 

Dicas para identificar os verdadeiros judeus e não deixar-se enganar por aqueles que fingem sê-lo.

1. O judeu autêntico não fica dizendo que é judeu, ele simplesmente o é e ponto.

2. O judeu autêntico não fica relatando constantemente suas origens genealógicas ou étnicas, ele não sente necessidade de fazê-lo.

3. O judeu autêntico não fica mostrando (por exemplo, em fotos no Facebook ou no Whatsap) que ele é judeu, nem exibe nem ostenta seus elementos rituais, ele simplesmente os usa quando apropriado.

4. O judeu autêntico não fala sobre a figura central do cristianismo; para ele, não é um tema que requer sua atenção.

5. O judeu autêntico, com algumas exceções, desconhece as doutrinas, correntes ou variações (divisões) de outras religiões; não é um assunto que o preocupa.

6. O judeu autêntico não faz proselitismo nem missionarismo, muito menos para os não-judeus.

 

Por Rabi Ariel Groisman

 

Rabino do Centro de Estudos do Gran Templo Paso de Buenos Aires, Argentina, e co-fundador e co-diretor do centro noajidas.org, um Centro de Estudos virtual e físico dos Sete Princípios Universais.

http://www.noajidas.org

 

© Noahidebr 2015-2019
https://noahidebr.com/copyright/

 

Anúncios
Padrão